A importância da visita periódica ao dentista: como repassar isso ao meu paciente

Tempo de leitura: 5 minutos

Os consultórios odontológicos são espaços que só são lembrados pela maioria das pessoas quando bate aquela dor de dente. Ou, se não, no dia do dentista, por amigos e pacientes. Se tudo estiver bem e nenhuma dor estiver incomodando, quase ninguém se lembra de visitar o dentista para prevenção e manutenção periódica. Por isso, quando aparecem nos consultórios, o problema já está em estado grave.

Cuidar da saúde bucal é um cuidado necessário para todas as pessoas, de todas as faixas etárias, sem exceção. Isso porque em cada fase da vida, os dentes precisam de cuidados especiais, de modo a garantir a saúde bucal e a preservação dos dentes em bom estado para o resto da vida.

Ficar muito tempo sem ir ao dentista é um perigo e pode trazer sérias consequências, pois com o decorrer do tempo, problemas pequenos e fáceis de serem resolvidos se tornam grandes e de difíceis resoluções, que além de demandarem mais tempo de tratamento, causam mais incômodos e podem resultar em problemas graves.

Para os profissionais da área da odontologia, a importância das visitas periódicas já é clara. No entanto, como passar essas informações para seus pacientes e fazer com que eles entendam que a sua clínica não precisa ser procurada apenas em casos urgentes, ou quando uma dor começar a incomodar?

Esse é um desafio enfrentado pela maioria dos dentistas, porque, por mais que se fale durante as consultas, os pacientes só procuram quando precisam. Você também sofre com isso? Aquele paciente que você nem lembrava mais aparece depois de um ou dois anos com um enorme problema para você resolver?

Continue lendo esse artigo e veja as principais dicas de como convencer o seu paciente a realizar consultas periódicas.

Ações para conscientizar os pacientes sobre a importância de visitas frequentes ao dentista

1 – Comunicação
O grande erro que muitos dentistas cometem é não manter uma boa e clara comunicação com seus pacientes. A comunicação, ou seja, a conversa é o principal meio pelo qual você pode realizar a conscientização, mostrando o porquê as visitas periódicas são importantes.

Uma boa comunicação, portanto, não significa que apenas dizer para o seu paciente que ele precisa voltar com mais frequência já basta. Pelo contrário, uma boa comunicação consiste em uma conversa baseada em informações. Isso quer dizer que você precisa esclarecer, de modo muito didático, quais as consequências que ele poderá sofrer se passar muito tempo sem realizar uma consulta.

Uma delas, por exemplo, é ter que realizar o tratamento de um canal, o qual poderia ser resolvido apenas com uma obturação, caso fosse tratada no tempo certo.

2 – Forneça materiais informativos
Nem sempre apenas uma conversa é o suficiente para convencer o paciente a frequentar a sua clínica para tratamentos preventivos. Sendo assim, também é importante você oferecer materiais informativos, mostrando todos os procedimentos que são realizados nessas consultas periódicas.

Por incrível que pareça, muitas pessoas ainda sentem medo de ir ao dentista. Por isso, é cada vez mais difícil convencê-las de realizar as visitas frequentes a seu consultório. Se o medo for o problema, isso está fácil de ser resolvido, uma vez que o medo é o resultado da falta de informação. Sendo assim, se você fornecer as informações necessárias, explicando como se dão os procedimentos, é bem mais provável que o seu paciente medroso se sinta mais à vontade e mais confiante para realizar consultas preventivas com mais frequência.

3 – Aproxime-se de seus pacientes
Muitos dentistas procuram manter a postura e acham que o seu papel é apenas realizar o serviço e mandar o paciente ir embora. Depois disso, não existe mais nenhum contato, até que chegue a próxima consulta.

Esse tipo de atitude faz com que os pacientes se sintam afastados e, assim, demorem mais tempo para voltar. Uma dica para mostrar aos seus clientes que uma consulta “não dói” é se aproximar deles e manter um contato pós-consulta. Esse contato pode ser realizado através de uma ligação, perguntando, por exemplo, como ele está se recuperando e quando ele pretende voltar. Não é conveniente “puxar assunto” com o paciente no meio do procedimento, como alguns profissionais tentam fazer.

Outra forma de manter uma ligação com seus pacientes é por meio das redes sociais. Você pode utilizar essas ferramentas que estão ao alcance de todos para criar uma página e divulgar conteúdos informativos. Além das informações que você pode postar, você pode ainda abrir espaço para que seus pacientes enviem as dúvidas para você responder.

Por mais simples que isso pareça, permite que o seu paciente se sinta mais à vontade em conversar com você e, consequentemente, sinta menos medo em voltar à sua clínica.

4 – Ofereça planos especiais e descontos
Por fim, uma boa solução para fazer com que seus pacientes realizem as consultas com frequência é criar um plano mensal, com um valor promocional. Ou ainda, você pode oferecer vale-descontos, válidos pelos próximos três meses, por exemplo. Fazer parte de um plano ou ter um desconto na próxima consulta (com prazo de validade) pode incentivar os pacientes a voltarem periodicamente.

Gostou do assunto? Então leia outros textos em nosso blog.