Clínica odontológica dos sonhos: principais pontos para montar a sua

clínica

Montar o negócio próprio está na lista de desejos de profissionais que almejam independência e buscam dar a carreira um caminho diferente e satisfatório, de acordo com seus ideais e objetivos. Na indústria da saúde, por sua vez, a clínica odontológica está entre os empreendimentos mais cotados nos últimos dez anos, de acordo com o Conselho Federal de Odontologia (CFO).

Essa afirmação pode levar a crer então que o mercado está saturado e a concorrência cada vez maior. No entanto, o CFO salienta também que o interesse pela saúde bucal tem crescido de forma intensa, sobretudo, pelos tratamentos que envolvem as questões estéticas dos dentes.

Por isso, se você está pensando em abrir uma clínica odontológica, não desanime. Existe a procura regular por dentistas de nove em cada dez brasileiros e há a necessidade dos serviços odontológicos em todas as faixas etárias e classes sociais.

É preciso analisar para investir com segurança

Como todo novo negócio, a clínica de odontologia requer planejamento para que tenha mais chances de se estabelecer e dar retorno ao empreendedor que naturalmente precisa investir para colocá-lo em funcionamento.

Por isso, pesquise. O primeiro passo para planejar o empreendimento é pesquisar sobre a localidade em que se pretende implantar a clínica, analisando os clientes em potencial e quais as especialidades que estão sendo oferecidas pelos profissionais que já atuam naquela área.

Avalie. Depois de reunir as informações necessárias, o empreendedor deve colocar em discussão a efetivação da escolha do espaço físico e da melhor forma de montá-lo de acordo com as especialidades que deseja oferecer.

Nessa fase, entra em análise todos os gastos que serão realizados para implementar o consultório e o pessoal contratado.

Faça um plano de negócios. Esta etapa já pode estar presente antes da fase da pesquisa e sendo complementada conforme ela é realizada.

Um plano de negócios serve para ter de forma organizada todas as variáveis que envolvem um negócio e, assim, contribui para que se desenvolvam ideias e caminhos para o gerenciamento do empreendimento.

Nem sempre o planejamento segue o que foi colocado no papel e os rumos pretendidos podem mudar, mas ter as metas e informações organizadas ampliam as chances de dar certo e vislumbrar soluções mais facilmente.

Equipe a clínica com pessoas e equipamentos qualificados

De nada adianta estudar a concorrência e o público, escolher a melhor localização e montar um planejamento promissor se a clínica não dispõe de uma estrutura bem equipada e de colaboradores preparados para ajudar a atender satisfatoriamente os pacientes.

Quais e quantos profissionais e aparelhos serão necessários vai depender do tamanho do empreendimento e do que ele vai oferecer.

Logo, algumas questões precisam ser respondidas: de quem preciso para organizar higienicamente o local? E organizando a agenda e o recebimento de clientes? O que posso fazer sozinho? Qual especialidade não exerço e precisarei contratar um profissional apto para realizá-la? Quais itens e mecanismos fazem parte do trabalho?

Novamente o planejamento se faz essencial, pois todas as aquisições precisam priorizar a qualidade, mas também estar de acordo com as possibilidades financeiras disponíveis. Além de adquirir equipamentos e contratar colaboradores, é interessante pensar e colocar na ponta do lápis a necessidade de manutenção e apoio à qualificação constante dos profissionais (este é opcional, mas interessante de se analisar e fornecer).

Regularização é imprescindível

Para realizar o sonho de ter a própria clínica odontológica, é fundamental que tudo esteja de acordo com a lei. Não se pode colocar nenhum estabelecimento em funcionamento sem que as obrigatoriedades exigidas sejam todas cumpridas.

Em âmbito administrativo, é necessário ficar decidida a forma de atuação, se será autônoma (exercida por conta própria pela pessoa física) ou em sociedade simples (com duas ou mais pessoas). São registros diferentes e realizados em órgãos distintos, pois o primeiro é requerido na Prefeitura local e o segundo no Cartório de Registro das Pessoas Jurídicas.

Para o estabelecimento, é preciso consultar as solicitações de cada município, mas em geral são dois os procedimentos indispensáveis: a solicitação da Licença de Funcionamento e do Alvará da Vigilância Sanitária para o estabelecimento.

Antes disso, segundo a legislação, a empresa deve estar sob a responsabilidade de um cirurgião-dentista inscrito no Conselho Regional de Odontologia (CRO), que responderá tecnicamente pela parte odontológica. Inclusive, toda entidade que exerça direta ou indiretamente a odontologia, também é obrigada a se registrar no CRO e só consegue fazê-lo se possuir o profissional responsável credenciado.

Um dos procedimentos que é preciso ser realizado é solicitar também a vistoria do Corpo de Bombeiros para ser verificado se tudo está de acordo com o Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico.

O processo burocrático é longo e repleto de outras especificidades e exigências para a abertura da clínica odontológica, por isso, é aconselhável que o empreendedor consulte diretamente nos órgãos competentes todos os documentos necessários ou buscar auxílio de um profissional especializado nesses assuntos.

É muito importante entender que, atualmente, para garantir seu espaço no mercado, o profissional da área da saúde deve estar sempre atualizado e investindo em ações que aumentem a visibilidade de sua clínica ou consultório, através de uma estratégia de marketing e de um bom atendimento e relacionamento com o paciente.

Você sabia que existem softwares médicos extremamente eficazes que auxiliam na gestão do consultório e no relacionamento com os pacientes? E que, inclusive, podem ajudá-lo na parte estratégica e no marketing do consultório? Já pensou se, no seu software médico, além de gerenciar seus pacientes, você pudesse também criar e conduzir o seu próprio site e blog?

No iMedicina nós oferecemos essa possibilidade! Conheça nossa proposta visitando a nossa página e entenda melhor como informatizar o seu consultório e atrair novos pacientes!

Gostou desse artigo? Acesse mais textos em nosso blog!

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.