Como descubro se o meu CRM está regular?

Se você é um(a) médico(a), é essencial saber se o seu número de inscrição no Conselho Regional de Medicina (CRM) está regular, pois, atuar de forma não autorizada pelo Conselho Regional de Medicina é algo que, definitivamente, pode ocasionar problemas na sua profissão e, nos casos mais sérios, pode resultar na perda do direito de exercer as atividades médicas. Por isso mesmo, você não deve deixar para regularizar depois caso faça uma consulta e note que o seu CRM está irregular.

Atualmente, é comum que muitos pacientes consultem o CRM do médico escolhido para fazer uma consulta, haja vista que já houveram muitos acidentes graves no Brasil em decorrência da negligência de profissionais que atuaram de forma irregular e/ou fraudulenta no mercado de medicina. E para fazer essa consulta, é preciso apenas que o paciente vá até o site do Conselho Regional de Medicina (portalcfm.org.br), ou até a plataforma do Conselho Regional de Medicina específico de um estado, e confira a lista de médicos regulares.

Além dos pacientes, as operadoras de planos de saúde também consultam o CRM dos médicos parceiros da rede de atendimento para conferir se a situação está regular. Quando o documento está inativo, ou foi cassado, por exemplo, é comum que as seguradoras de planos de saúde não habilitem o médico para atender pelo seu sistema. Ou seja, o CRM irregular causa uma série de prejuízos ao profissional de saúde, que precisa estar sempre atento às exigências de seu Conselho Regional.

Quer saber o que fazer para descobrir se o seu CRM está regular? Confira todas as dicas e informações que temos para você nesse post exclusivo sobre o tema! Veja abaixo:

Como fazer a consulta de CRM?

Para consultar se o seu cadastro está ativo, inativo ou, até mesmo, cassado, basta fazer uma consulta através do site oficial do Conselho Federal de Medicina (portalcfm.org.br) ou do conselho do seu estado (ex.: CREMESP, CREMERJ, CRM-PR etc.). Nessas plataformas está a lista de médicos habilitados para exercerem a sua profissão no Brasil e/ou em determinado estado. Caso você note que o seu CRM está classificado como inativo, ou cassado, será preciso entrar em contato com o Conselho Regional de Medicina para regularizar a situação.

O CRM de um médico pode ser considerado “inativo” por três motivos diferentes, sendo:

1) Quando o médico faleceu;
2) Quando o médico cancelou seu registro (porque vai atuar em outro estado e não pretende ter dois registros, por exemplo;
3) Quando sofreu penalidade e teve o registro suspenso temporariamente ou cassado.

Por que é importante estar com o CRM regularizado?

Como dito anteriormente nesse artigo, o CRM regular é o que permite ao médico poder exercer a sua profissão e/ou sua especialidade, de forma regularizada pelo Conselho Regional de Medicina. Por outro lado, quando há restrições no CRM, o médico, além de não poder atuar de forma regular no mercado de medicina, deixa de contar com os benefícios de operadoras de planos de saúde e pode perder seus pacientes, haja vista que hoje é muito comum que as pessoas consultem a lista de médicos habilitados no site do Conselho.

Isto é, é primordial que o médico esteja atento a situação de seu cadastro para não ter prejuízos sérios na clínica e na carreira como um todo. É claro que um processo de cassação da habilitação médica não ocorre de um dia para o outro, mas é essencial que você, enquanto profissional da saúde, esteja atento às recomendações e avisos Conselho Regional de Medicina no qual você está inscrito, pois, qualquer irregularidade no CRM, você deve ser avisado em regime de sigilo.

Como evitar problemas com o CRM?

Para ter o controle completo do funcionamento da sua clínica ou consultório e evitar problemas referentes ao seu número de inscrição no Conselho Regional de Medicina, é preciso adotar um sistema de gestão eficiente em seu estabelecimento. Ou seja, é preciso estar atento às exigências do conselho e desenvolver ações para evitar as penalidades que podem tornar o seu documento inativo ou, até mesmo, cassado no caso de falhas graves no exercício da profissão de médico.

Falhas no atendimento ao paciente e erros médicos são alguns dos problemas que podem ocasionar a perda do CRM, ou colocá-lo em situação inativa. Ou seja, com um bom sistema de gestão, é possível evitar a maioria dos transtornos que prejudicam a situação do seu número de inscrição no Conselho Regional de Medicina, mas ter um software completo e intuitivo, como o iMedicina – ERP de gestão e CRM para clínicas, é ter uma ferramenta que controla, em tempo integral, a regularidade do seu CRM e o funcionamento da sua clínica.

Esse artigo foi útil para você? Confira muitos outros textos em nosso blog!

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.