Como ser um médico conveniado com a Ameplam?

Tempo de leitura: 3 minutos

Como ser um médico conveniado com a Ameplan?

Para garantir a renovação e a fidelização de clientes, é sempre bom manter convênios médicos com operadoras de saúde. Essas operadoras servem principalmente para indicar aos pacientes os serviços que você ou sua clínica presta, e pagam ao médico o valor referente aos pacientes vinculados a ela que utilizaram seus serviços. Para fazer a melhor escolha, é importante verificar a repercussão dos convênios médicos junto aos seus clientes, e quais serviços eles prestam, antes de vincular a sua imagem a esse plano.

No caso da Assistência Médica Planejada (Ameplan), que atua no estado de São Paulo desde 1992, a operadora fornece planos médicos familiares, individuais e para pequenas e médias empresas (limitado a até 50 vidas credenciadas pela empresa), assim como plano odontológico e carteirinha de desconto em farmácias credenciadas, como a Droga Raia. É possível também que o paciente solicite o agendamento de consulta online, no próprio site da Ameplan.

Como posso prestar serviços pela Ameplan?

Para credenciar a sua clínica a essa operadora de saúde, é necessário primeiramente acessar o site e clicar no item “Trabalhe Conosco”, no rodapé da página, ou entrar em contato por meio do telefone (11) 2766-1800. Após o primeiro contato, costumam ser solicitados alguns documentos, não só para a Ameplan como também em outros convênios médicos. Esses documentos estão relacionados a seguir.

Documentos para se credenciar em convênios médicos

Para o convênio com a operadora se estabelecer dentro da legalidade, são necessários vários documentos referentes a clínica médica, ao médico responsável pelo estabelecimento e referente ao (s) outro (s) médico (s) que atua (m) na clínica:

Documentos referentes à clínica e ao responsável legal:
– Diploma do médico responsável;
– Cópia do cadastro do médico responsável no Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp);
– Certidão de quitação do Cremesp referente ao médico responsável pela clínica;
– Certidão Ético-Profissional;
– Cópia do cadastro da clínica no Cremesp;
– Relação dos Aparelhos e Equipamentos disponibilizados na clínica;
– Relação dos Serviços Complementares de Diagnósticos e Terapia (SADT);
– Cópia do Alvará Licença para Funcionamento;
– Cópia do Alvará da Vigilância Sanitária;
– Cópia da Carteira de Identidade (RG);
– Cópia do registro atualizado no Cadastro Nacional Estabelecimento de Saúde (CNES);
– Comprovante de pagamento do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS);
– Cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou no Cadastro de Pessoa Jurídica (CNPJ), se for o caso;
– Certidão negativa de débitos junto ao INSS;
– Comprovante do número da inscrição estadual ou municipal, emitida pela Secretaria da Fazenda;

Documentos referentes aos médicos que fazem parte do corpo clínico:
– Diploma em Medicina emitido por entidade credenciada ao Ministério da Educação e Cultura (MEC);
– Cópia resumida do Curriculum Vitae atualizado, assinado e carimbado;
– Carteira do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, original e cópia.
– Carteira de Identificação Profissional do Responsável Técnico (carteira da clínica);
– Diploma e/ou certificado (s) de Residência Médica, estágio (s) e especialização (que devem estar declaradas e registradas junto ao Cremesp para ter validade legal);

Quer saber mais informações sobre como se credenciar a outros convênios médicos do Brasil? Basta acessar o site do iMedicina e fazer a busca! Temos informações disponíveis também sobre outros assuntos dedicados especialmente aos profissionais da saúde!