Como ter o melhor consultório da sua cidade

Tempo de leitura: 3 minutos

Como ter o melhor consultório da sua cidade

Antes de qualquer coisa, o principal atributo do seu consultório é você. Não é preciso que você seja o melhor médico da cidade, mas é essencial que você seja um dos melhores e isso quem pode dizer são os pacientes, que irão falar bem ou mal do seu trabalho, construindo a sua reputação.

A atividade fim do seu consultório é cuidar da saúde e do bem estar dos seus pacientes, e isso passa pelo seu conhecimento, pela sua forma de atender e pela qualidade do tratamento que você irá prescrever.

Tudo isso pode, no entanto, ficar comprometido se o seu consultório não descrever de forma positiva a qualidade do seu trabalho como médico. Se o cliente liga e não consegue falar, se não consegue marcar consulta, se chega ao consultório e enfrenta uma longa espera, se o ambiente não é agradável, se ele não se sente bem, se o tratamento dispensado pela recepcionista não é adequado e aquelas revistas, tão comuns nos consultórios médicos, são do ano retrasado, isso pode depor contra a sua reputação e atrapalhar o negócio.

Não basta ser um grande médico, muito bom no que faz, é preciso ter o melhor consultório da cidade. Pode até custar um pouco mais em recursos financeiros, tempo, esforço e dedicação, mas vale a pena, porque as pessoas adoram sentir que há alguém querendo agradá-las.

É preciso conhecer seus clientes
Algumas dicas são muito úteis e podem ser usadas por você e sua recepcionista. A primeira delas é você conhecer seus clientes. Um parêntese para definirmos de forma adequada o que são os clientes. Em tese, os clientes são os pacientes, mas não se esqueça do acompanhante. Não esqueça, ainda, das pessoas que podem precisar do tempo que o seu cliente despende na sala de espera do consultório. Você pode nunca vê-las, mas elas podem influenciar na decisão do paciente de procurar o seu consultório da próxima vez.

De acordo com sua especialidade, o perfil dos clientes pode ficar bem definido. Se você é pediatra, trabalha com um perfil específico, mas não esqueça que quem toma a decisão são os pais. De qualquer forma, seu consultório deve lembrar um ambiente infantil, afinal ele é feito para atender a crianças. Adapte a decoração e o serviço a esse público.

Tecnologia e Marketing
Nem sempre, porém, esse perfil fica tão claro, dependendo da sua especialidade. Nesse e em qualquer caso, adote uma orientação de marketing e busque agregar a tecnologia ao seu atendimento. São ferramentas que andam unidas.

Se você tiver um bom software com módulos de CRM (Costumer Relationship Management), você poderá fazer um histórico do cliente, procurar saber coisas que ele gosta, hábitos e, assim, definir um perfil que defina quem ele é. Entendendo o cliente, você vai saber o que fazer para agradá-lo, para tornar a experiência de ir ao seu consultório, na medida do possível, agradável. É claro que você terá clientes diferentes, mas conhecendo a todos é possível agradar à maioria e até estabelecer rotinas que agradem a todos.

Adote um software de gestão feito para a sua atividade. Eles existem e podem facilitar o controle e organização da agenda, criar rotinas de agendamento de consultas online, organizar a parte burocrática, facilitar o acesso aos prontuários e criar modelos que tornem mais prático o preenchimento de prontuários, receitas e pedidos de exame.

Aprofundando essas dicas, você tem boas chances de transformar seu consultório no melhor da cidade. Ou num dos melhores.