Conselho Regional de Medicina: principais serviços oferecidos aos médicos

Tempo de leitura: 5 minutos

Como todo profissional da saúde sabe, o Conselho Regional de Medicina (CRM) é a entidade responsável que rege as atribuições relacionadas à ética e à normalidade na área médica. Cada corporação de qualquer região do país segue a constituição estabelecida pelo Conselho Federal de Medicina, com sede no Distrito Federal.

Havendo o diálogo entre as duas corporações públicas, esses conselhos visam proteger a prática médica de qualquer irregularidade cometida contra a classe, a fim de trazer estabilidade mais humanística no trabalho dos serviços de saúde. Sempre focando na ética, o CRM não só procura beneficiar a classe dos profissionais da saúde, mas também à população em geral que procura um serviço de qualidade.

Entretanto, é comum que um médico pense que o CRM é um órgão somente com a missão de fiscalizar se ele está agindo da maneira correta, e se não estiver, punir o profissional e até suspender o registro que garante seu exercício. Na verdade, o CRM não se propõe só a punir os transgressores. O órgão visa trazer serviços à classe médica para melhoria do fornecimento de seus serviços, seja como profissional isolado ou como uma clínica ou outro patrimônio de grande porte. Alguns desses serviços oferecidos são básicos, mas garantem o bom funcionamento do trabalho executado pelos especialistas da saúde.

Serviços cadastrais e de documentação

Um dos serviços que o CRM pode proporcionar ao médico é a atualização de cadastro. Informações sobre mudança de nome e nacionalidade e transferências de consultórios ou instituições podem ser feitas com a ajuda do CRM. Qualquer dado que seja necessário alterar, o CRM disponibiliza a plataforma necessária para modificação a fim de deixar o profissional atualizado perante a gestão pública de saúde.

A emissão da segunda via de qualquer documento também é outro serviço oferecido. Se o médico perdeu a carteira de identidade, por exemplo, ele pode procurar o CRM para tirar outra via desse e de outros documentos que precisar. Além de funcionar como uma central de fiscalização vigente para detectar irregularidades, o CRM também ajuda o profissional a se regularizar e a emissão dessas documentações é uma das estratégias adotadas.

O trabalho na emissão de requerimentos de interesse, certificados, cancelamentos (mediante solicitação do médico) ou ativações de registro para atuar na área da saúde também é feito pelo CRM. O processo pode ser feito diretamente na sede regional da organização ou, se você preferir, pode ser adiantado no site da instituição.

Apuração de denúncias

Exercendo a função de tribunal, o Conselho Regional de Medicina também auxilia o médico a apurar denúncias sobre abuso contra ele e seu trabalho, efetuando processos ético-profissionais caso ocorra alguma regulamentação estabelecida na constituição médica que não está sendo cumprida. Ou seja, havendo conhecimento de alguma irregularidade ou se estiver sendo ocasionada alguma infração, o CRM pode atuar a favor ou contra ele. Tudo isso agindo com políticas dignas e competentes.

Auxílio a profissionais estrangeiros, extravio de seguros médicos e reconhecimento de especialidades

Outra atividade interessante feita pelo CRM está relacionada a o interesse de especialistas estrangeiros que queiram trabalhar no Brasil. O CRM auxilia quem vem estudar medicina, fazer residência ou quem já atua na área e procura por especializações aqui no país.

Alguns documentos são necessários para realizar o procedimento, como o diploma de ensino superior, a autorização especial expedida pela gestão de saúde do país estrangeiro e o visto de permanência, seja temporário ou permanente. Esse procedimento também pode ser feito para um profissional brasileiro que queira trabalhar no exterior, já que o CRM pode apoiar ajudar nas duas situações.

Se o médico tiver algum extravio dos seus seguros, o Conselho Regional de Medicina pode ajudá-lo a resolver esse problema. Comunicando o órgão sobre a perda ou o roubo dos seguros, o profissional pode procurar a organização para emitir outras vias dos seguros. Portando a carteira de identidade médica com a cédula, o carimbo, o seu diploma e o bloco de receituário, o médico pode reivindicar a expedição novamente. Esse comunicado precisa ser escrito e geralmente algumas sedes também não aceitam esse documento via e-mail.

Por último, caso tenha que informar alguma especialidade em que atua, o CRM se encarrega de efetuar o reconhecimento oficial e atualizá-lo no site do órgão. Sendo pessoa física ou jurídica, o Conselho Regional de Medicina faz a solicitação desses registros fazendo acordo com a Associação Médica Brasileira (AMB). Sendo médico estrangeiro, a parceria é feita com a Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM).

Diversas funções são oferecidas pelo CRM aos especialistas da saúde, além de supervisioná-los. Mesmo que essa seja a sua tarefa principal, também é dever do CRM atuar na execução de medidas eficazes para que ações ilegalizadas venham ocorrer na classe médica. Essas atividades são algumas de outras que podem ser feitas a seu favor. Se você ainda possui alguma dúvida sobre qualquer ação que possa influenciar no exercício do seu trabalho, entre em contato com a sede do CRM da sua região e eles te ajudarão.

Gostou desse artigo? Confira em nosso blog esse e outros textos sobre o assunto e muito mais!