Jornada do Paciente: Fase #1 – Atenção

Jornada do Paciente - Fase de Atenção

Se você está por aqui, já deve saber um pouco sobre um assunto de extrema importância para todo médico: a jornada do paciente. Caso ainda seja estranho ao tema, vale repassar os conceitos: Jornada do paciente: o que é e qual sua importância.

A jornada do paciente é formada por etapas, e é possível influenciar seu possível paciente em cada uma delas. Hoje, quero te mostrar como você pode aumentar a sua demanda, influenciando apenas pela primeira etapa: a de atenção do paciente.

Etapas da Jornada do Paciente

As 5 etapas da jornada do paciente são as seguintes:

  • Atenção
  • Assimilação
  • Arguição
  • Ação
  • Apologia

Em outras palavras, a primeira coisa que acontece para que um paciente chegue até o seu consultório é que a atenção dele seja chamada para alguma situação que acabe justificando o agendamento de uma consulta.

Como ter a atenção do paciente

Essa “chamada de atenção” pode acontecer de forma espontânea ou propositada.

Algumas formas espontâneas:

  • o paciente sente uma dor
  • o paciente começa a ter um sintoma novo
  • um sintoma anterior piora
  • alguém fala que algo que ele tem é um problema e precisa de ajuda médica

Algumas formas que podem ser “causadas” de forma proposital ou não:

  • um paciente vê uma propaganda de uma clínica que fala sobre um sintoma que ele tem, mas não sabia que era algo sério
  • um paciente vê um artigo em um site que alerta sobre prevenção de alguns problemas, e ele percebe que se encaixa na faixa etária
  • um paciente vê um cirurgião plástico falando sobre problemas estéticos dos diferentes formatos de narizes, e acaba percebendo que ele se encaixa em um dos perfis e aqueles problemas citados de fato acontecem em sua vida
  • um paciente vê um vídeo de um médico que fala sobre um assunto de seu interesse e que acaba mostrando que ele deve sim agendar uma consulta

O papel do marketing nessa etapa da jornada

O marketing é uma ferramenta fantástica para isso: para chamar a atenção da população para determinadas questões, que de fato merecem a atenção.

Pense, por exemplo, em uma “campanha” do conselho ou de uma entidade de uma especialidade. Quando ela leva informação para a população, não está fazendo nada além de chamar a atenção das pessoas para aqueles problemas. 

Com a atenção chamada, uma parcela das pessoas não vai querer aprofundar no assunto, o que é normal. Mas uma outra parcela vai. E vai querer mais informações. Vai querer avançar para a segunda fase da jornada, que é a assimilação.

Mas vamos nos ater à chamada de atenção.

Como eu faço para chamar a atenção do paciente?

Algumas ferramentas são fundamentais para fazer essa tarefa. As principais, quando usadas corretamente, são as seguintes:

  1. Redes sociais que falam sobre assuntos de interesse geral e que chamam atenção para problemas e curiosidades
  2. Artigos no blog que acabam servindo de âncora para esses posts em redes sociais
  3. Anúncios em redes sociais, google ou até mesmo em mídias tradicionais, como revistas, jornais e etc

As que funcionam melhor, por uma questão de custo/benefício, são a combinação de blog + redes sociais + anúncios pagos.

A lógica dessa combinação

A ideia é a seguinte:

  • Quando o conteúdo está no seu blog, o paciente está aprendendo sobre o assunto no seu site, na sua marca. Fica bem mais fácil que ele avance para o seu site e busque mais informações com você mesmo. 
  • No entanto quando a informação está no blog, ela tem pouca visibilidade. Para alcançar mais pessoas, ela precisa ser distribuída. Pelo simples fato de estar no blog, o Google já começa a exibir, para pacientes que buscam por aquele assunto (é claro que seu blog não vai estar nas primeiras posições… isso é uma questão de tempo e consistência, produzindo muitos conteúdos úteis e ganhando a confiança do Google)
  • Para distribuir, nada melhor do que as redes sociais do consultório: copiar e colar aquele artigo, criando uma chamada atrativa para estimular as pessoas a clicarem no link e aprofundarem no assunto
  • Mesmo nas redes sociais, o alcance não é tão alto assim. Mas você pode aumentar o alcance investindo em anúncios, aumentando a exposição daquele conteúdo para pessoas na sua região e que formam seu público alvo de interesse (homens, de 40 a 50 anos, que moram na zona sul de SP, por exemplo).

Como essas ferramentas são altamente segmentáveis, você acaba só gastando dinheiro com pessoas que são seu alvo. Isso torna as estratégias digitais muito mais eficientes do que as mídias tradicionais, que são mais caras e abrangem muito mais do que seu público ideal.

Um pouco mais de informação para você

Aqui estão alguns artigos que vão te ajudar a explorar melhor essas ferramentas e guiar no que fazer, em cada caso:

  1. Primeiro, com cada orçamento, uma estratégia diferente deve ser usada. Aqui está um artigo que vai te ajudar a entender as ferramentas ideais para o seu orçamento disponível
  2. Uma vez que você sabe onde alocar, é bom aprender sobre como definir seu público ideal, para conseguir focar e gastar menos. Aqui está um artigo para te ajudar a mapear sua buyer persona.
  3. Aqui sobre os diferentes canais de aquisição de paciente, suas características e como funcionam cada um deles
  4. Aqui, sobre as regras do CFM, para não fazer bobagem na comunicação, seja ela online ou offline

O iMedicina é um software que te ajuda a automatizar todo o fluxo da jornada do paciente, a gestão da sua clínica e seus atendimentos. Se quiser conhecer melhor como fazemos isso, veja esse link aqui.

Continue conosco na Fase #2 da Jornada do paciente: Assimilação!

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.