O que um sistema de agendamento eletrônico para clínicas precisa ter?

Tempo de leitura: 3 minutos

Lidar bem com as necessidades de gestão é uma das chaves para o sucesso de qualquer empresa. No caso de clínicas médicas, um recurso fundamental para satisfazer as necessidades dos clientes com praticidade e rapidez é o agendamento eletrônico de consultas e exames. Mas você sabe o que um bom sistema de agendamento eletrônico precisa ter?

Para te ajudar a escolher o melhor para a sua clínica, separamos para você os principais requisitos que devem ser levados em conta.

Praticidade e flexibilidade

O seu sistema de agendamento deve otimizar ao máximo o tempo gasto para organizar os compromissos dos diversos profissionais que trabalham em sua clínica. Para isso, seu sistema deve ser confiável.

Isso quer dizer que seu sistema deve ser prático: em poucos cliques, ele deve ser capaz de atender às demandas de organização dos profissionais e pacientes da sua clínica. Seu sistema de agendamento eletrônico deve oferecer a você a possibilidade de organizar tudo em poucos cliques, não importa a quantidade de consultas diárias registradas nele.

Por isso, nada de menus escondidos, procedimentos complicados ou necessidade de conhecimentos avançados em informática: seu sistema deve oferecer uma interface simples, limpa e otimizada para que possa ser utilizada de forma eficiente por você, pela sua secretária que tem dez anos de experiência ou pelo estagiário que chegou há duas semanas.

Personalização e integração no agendamento eletrônico

Importantíssimo também é que seu sistema ofereça possibilidades reais de personalização.

Cada clínica tem características próprias relacionadas ao porte e ao público-alvo, por exemplo, e o sistema de agendamento deve ser capaz de abarcar todas as particularidades do seu negócio, para otimizar o atendimento e gerar clientes mais satisfeitos.

Imprevistos acontecem, e se o seu sistema pune você por eles por meio de acréscimo de trabalho manual para reorganizar sua rotina, é hora de repensar sua escolha.

Criar quantos turnos forem necessários para cada profissional (inclusive se eles trabalharem em diferentes clínicas, no caso de empreendimentos maiores), oferecer múltiplas possibilidades de visualização (diária, semanal e mensal), permitir que o horário e duração de qualquer compromisso seja alterado (mesmo se a consulta já tiver começado, por exemplo). Esses são recursos indispensáveis para que seu sistema de agendamento eletrônico faça valer o investimento feito.

Outro fator importante a ser levado em conta são as possibilidades de integração do seu sistema: o que mais ele oferece além de agendamento de compromissos? Um sistema de agendamento eletrônico ideal também deve permitir que você use esses dados para traçar melhores estratégias de relacionamento com o cliente.

Quanto tempo você economizaria e a quais resultados você chegaria se pudesse usar os dados colhidos nos agendamentos para aperfeiçoar o relacionamento com os pacientes da sua clínica?

Oferecer informações adicionais sobre o perfil dos clientes e sobre o crescimento do consultório através de relatórios, gráficos e dados estatísticos, assim como a possibilidade de os clientes marcarem suas consultas on-line e receberem lembretes de confirmação via SMS e e-mail também são diferenciais.

Levando tudo isso em conta, você poderá fazer a melhor escolha de sistema de agendamento eletrônico para a sua clínica. Seus pacientes agradecem!

Se esse artigo ajudou e trouxe informações úteis para você e a sua clínica, não deixe de conferir outros conteúdos do nosso blog!