Prontuário eletrônico ou de papel? Descubra qual é a melhor opção!

prontuário eletrônico

A migração de registros e outras informações do papel para o prontuário eletrônico tem acontecido com frequência. À medida que a informação flui cada vez mais através da mídia eletrônica, muitos consultórios declaram o papel como passado após adotarem seus softwares de gestão médica. No entanto, do outro lado da moeda, existem os consultórios que ainda utilizam e defendem o sistema de gestão em papel.

Apesar de que as vantagens de abandonar o papel e utilizar um sistema digital são citadas frequentemente, como um menor impacto ao meio ambiente, sem riscos de segurança e operabilidade em custos mais baixos, a briga entre o prontuário eletrônico e a gestão de papel permanece agitada. Qual é a melhor opção para o consultório?

É sobre isso que vamos falar! No post de hoje, você descobrirá qual dos dois é a melhor opção para gerenciar o seu consultório médico. Vamos lá?

 

Prontuário de Papel

Nem todo mundo é antenado em tecnologia. Pessoas mais velhas com experiência médica não foram educadas para usar computadores, ao contrário dos jovens de hoje.

Uma das principais vantagens do prontuário de papel é que ele está disponível para todos em uma instalação médica e utilizá-lo exige habilidades mínimas. Basta organizar de acordo com um padrão, sem a necessidade de treinamento da equipe.

No entanto, como os registros médicos são, normalmente, registrados e atualizados por diferentes profissionais, vez ou outra algum profissional não entenderá parte das anotações, dificultando assim o trabalho e tornando tudo menos eficiente.

Além disso, como os arquivos de papel precisam ser movimentados e arquivados, eles podem ser perdidos. Sem mencionar que a maioria dos consultórios não mantém cópias de segurança, de modo que se algo inesperado acontecer, tudo será perdido.

Outra desvantagem na utilização do sistema de gestão em papel é que, para o armazenamento, é necessário um espaço no consultório. Como o médico deve manter esse histórico por 6 anos (ou mais dependendo do caso), cada vez mais armários e gaveteiros serão necessários, de acordo com o aumento de pacientes.

A falta de mobilidade é outra desvantagem importante a se considerar. Se você está de férias e precisa consultar a ficha de um paciente, por exemplo, você precisaria ir até o consultório, ou então pedir para algum funcionário localizar os dados para você.

 

Prontuário Eletrônico

A principal vantagem do prontuário eletrônico é que os registros médicos podem ser acessados quase que instantaneamente quando e onde eles são necessários.

Ele permite que os registros sejam atualizados de forma mais rápida, facilitando assim o seu fluxo de trabalho e aumentando a produtividade de todo o seu consultório.

Outra vantagem do prontuário eletrônico está no seu modo de armazenamento. O armazenamento dos arquivos de papel representa um grande custo para os prestadores de serviços. E como as informações de saúde são sensíveis, os arquivos devem ser armazenados com segurança. No prontuário eletrônico, o armazenamento é em nuvem, o que proporciona mais segurança e utiliza menos recursos.

Além disso, com o software rodando na nuvem, ele permite o acesso de várias pessoas ao mesmo tempo, em qualquer hora e em qualquer lugar – certifique-se apenas de estar conectado à Internet. A partir de um navegar Web e uma conexão de Internet, você poderá acessar o prontuário eletrônico por smartphones, PCs e Tablets.

Quanto às desvantagens do prontuário eletrônico, ele só possui uma: possivelmente, será necessário treinar a equipe médica ao integrar um novo sistema médico.

 

Prontuário eletrônico ou de papel: qual é a melhor opção?

Nesta era em que a medicina e a tecnologia estão andando lado a lado e de mãos dadas, é fácil perceber que o prontuário eletrônico é melhor que o de papel.

As melhorias que podem ser obtidas com a adoção de um prontuário eletrônico combinam-se para aumentar significativamente o seu alcance, melhorar o seu atendimento e, principalmente, dobrar o seu faturamento através da obtenção de mais pacientes.

A ideia de adotar um sistema completamente novo pode soar meio assustadora, mas escolher o software médico certo facilitará a implementação e, consequentemente, os benefícios serão colhidos mais cedo do que o esperado.

[posts-relacionados-tecno-meio][/posts-relacionados-tecno-meio]

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.