Quais orientações o médico deve passar ao entregar atestado médico ao paciente?

Tempo de leitura: 3 minutos

Quais orientações o médico deve passar ao entregar atestado médico ao paciente?

Atestados médicos são importantes documentos emitidos por profissionais e instituições da área da saúde. Seu objetivo é bastante claro: Atestar a incapacidade, ou até mesmo a capacidade, de uma pessoa comparecer a um local, como trabalho ou escola, ou de realizar determinadas tarefas e atividades.

Provavelmente, ao longo de seu cotidiano profissional, você se veja na situação de assinar atestados médicos a pedido de seus pacientes, não é mesmo?

Considerando que este é um direito da pessoa que está passando pelo atendimento, e que é recorrentemente solicitado, portanto, é imprescindível que sejam entendidas quais as são as orientações que você, como médico ou profissional da área precisa passar ao paciente junto com tal documento.

Neste artigo falaremos exatamente sobre isso, ressaltando a imensa responsabilidade do profissional que emite e assina um atestado médico. Vamos lá?

Os diferentes tipos de atestado médico

Diferente do que muitos pacientes sabem, o atestado médico se desdobra em diferentes tipos atendendo, portanto, necessidades específicas de acordo com cada situação. Existem atestados destinados a cumprir obrigações trabalhistas, como aqueles emitidos após realização de exames para admissão ou demissão do funcionário ou ainda aqueles que justificam faltas ou horas de um dia comum de tarefas.

Alguns destes documentos preveem o afastamento de alunos de escolas e universidades sem que lhe sejam atribuídas faltas neste período. Enfim, como você bem sabe são inúmeros os casos em que lhe é solicitada a emissão de um atestado médico e os fins são diversos. Mas, nem todo mundo sabe disso!

A primeira obrigatoriedade do médico, formado em matéria humanitária, digamos, é justamente orientar seu paciente sobre a destinação de tal documento, ou seja, como ele poderá ser utilizado e para que serve.

Por exemplo, um atestado de comparecimento nem sempre será aceito por empresas como motivo suficiente para abono de faltas. Será que o seu paciente sabe disso?

É bastante comum que não saiba e que se meta em problemas junto aos seus empregadores devido a falta de orientação do profissional da saúde no momento em que o atestado lhe foi entregue.

Orientando o paciente sobre o atestado médico

Apesar de não existir obrigatoriedade nesta orientação, é importante que o profissional mantenha sempre um bom relacionamento com o seu paciente, auxiliando-o em coisas que vão além da consulta. Por isso, procure sempre explicar a finalidade do documento que lhe está sendo entregue.

Por exemplo, se você emitir um atestado médico que indique repouso ou afastamento do paciente por 3 dias devido a alguma doença explique, também, que estes dias começam a contar a partir da data da presente data e que no quarto dia ele deverá retornar normalmente a suas atividades como trabalho e escola.

É normal que as pessoas errem isso sendo que uma simples orientação poderia ajudar, muito!

E se você gostou do conteúdo deste texto, aproveite para ver outros artigos de nosso blog que falam sobre atestados médicos e outros assuntos de interesse para a sua área e carreira profissional.