Quanto ganha um dentista? Saiba agora!

Tempo de leitura: 3 minutos

Saber a média de salário antes de ingressar em uma faculdade pode representar uma motivação ou a desistência em alguma opção. Isso porque a profissão que se escolhe para a vida inteira deve associar realização pessoal ao conforto financeiro. O curso de odontologia, por exemplo, é um dos mais concorridos na área da saúde, tanto em instituições de ensino públicas, quanto privadas. A procura, porém, está relacionada ao mercado profissional estável e com muitas opções de atuação, seja por áreas ou por locais de trabalho.

A saúde bucal está ligada ao bom funcionamento do sistema digestivo do corpo humano. Além disso, o sorriso pode ser considerado a carta de apresentação de qualquer pessoa. Envolve autoestima, estética e bem-estar. Por essa razão, a demanda para serviços odontológicos está sempre em alta, já que a população se preocupa cada vez mais em manter os dentes saudáveis e bem cuidados.

No Brasil, há 220 faculdades registradas, segundo o Conselho Federal de Odontologia. Além disso, o país é o lugar com mais dentistas registrados no mundo: 19% dos profissionais estão aqui, o que representa cerca de 220.000 odontologistas cadastrados. A dúvida que permanece é se mesmo assim ainda vale a pena cursar odontologia. Depende de diversas situações. O âmbito de atuação é muito extenso, já que existem diversos tipos de especialização. Por esta razão, o dentista pode trabalhar em diversos locais.

Qual a média de salário para o profissional de odontologia?

De acordo com a tabela salarial de dentistas, o piso inicial da categoria é o equivalente a três salários-mínimos, o que equivale a R$ 2.802, para uma carga horária de trabalho de 20 horas semanais. Além disso, os profissionais recebem de 10% a 40% do adicional de insalubridade e outros benefícios, como auxílio-alimentação e transporte.

Já os dentistas que trabalham como profissionais liberais não recebem um salário propriamente dito. Na maioria dos casos, os autônomos prestam serviços em clínicas e ganham por procedimentos realizados, deixando uma parte para o consultório. De qualquer forma, o conselho regente da classe estabelece uma tabela de honorários em que o profissional e os contratantes podem se basear.

A maioria dos profissionais, no entanto, opta por montar um consultório próprio. É preciso levar em conta os gastos do espaço, a condição socioeconômica da comunidade, margem de lucro dos atendimentos e o valor para ser investido inicialmente.

Profissionais com mais experiência

Uma pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), no ano de 2013, indicou que dentistas com uma média de cinco anos de experiência na área recebem cerca de R$ 5.400 por mês. O avanço na carreira é mais promissor ainda quando o profissional se especializa em algum campo de estudo. Assim, terá capacidade para realizar procedimentos mais complexos, como endodontia, dentística restauradora, odontopediatria, próteses, ortodontia, entre outros. De acordo com o Conselho Federal da categoria, há 23 opções de especialidades que são reconhecidas pelo órgão.

Para saber mais sobre a carreira de odontologia, acompanhe o nosso blog com dicas, dúvidas e assuntos relevantes para os dentistas.