Quanto investir em marketing médico para obter mais resultados?

Quanto investir em marketing médico para obter mais resultados?

Quanto você deve investir em marketing médico? Desse total, qual valor deve ir para anúncios no Google Ads? E para a criação de conteúdo? Dúvidas como essas são comuns na mente do médico que deseja obter mais resultados com ações digitais.

Calcular de forma clara o investimento ideal em marketing digital exige a análise de pontos como faturamento, lucratividade, percepção de marca e concorrência. Um bom começo se dá ao abrir seus números dos últimos dois anos.

Para entender como essa análise é feita, continue a leitura e saiba quanto você deve investir em marketing médico para obter mais resultados.

Analise o potencial do seu consultório

O primeiro passo é o cálculo do faturamento, que deve ser feito com cuidado. Depois de levantar as informações dos últimos dois anos, verifique se ele vem crescendo ou caindo.

Essa análise é importante porque pode mostrar tendências a partir da oscilação do mercado. Portanto, monte um gráfico de linha simples para prever quanto o seu consultório faturará nos próximos meses.

O próximo passo envolve o cálculo da lucratividade, o valor que sobra depois de subtrair as receitas das despesas. Por causa disso, é fundamental que você conheça todos os gastos fixos e variáveis do consultório.

Mas o marketing médico também será uma despesa. Portanto, a projeção da lucratividade para os próximos meses deve ser feita prevendo o espaço para esse gasto. Existe um modo simples de se fazer isso.

Quando a margem de lucro é igual ou superior a 15%, você tem uma folga para investir em marketing médico. Contudo, se a margem é mais baixa, será necessário apostar em canais e ferramentas mais adequados — falaremos sobre eles no próximo tópico.

E a percepção de marca?

A percepção de marca, ou reconhecimento, é o próximo ponto que requer uma boa análise. Seja sincero: você é o médico mais conhecido em sua especialidade aí na sua cidade?

O modo como você é percebido ajuda a definir o valor que deve ser investido em marketing médico. Quanto mais acirrada for a concorrência, maior será a quantia destinada para criar essa percepção de marca.

Quem já tem um nome bastante conhecido na área médica pode investir, em marketing digital, de 6% a 12% do faturamento. Se esse é o seu caso, como há uma grande variação, considere o tamanho do consultório, número de funcionários e os demais fatores para saber em qual dos extremos você estará mais próximo.

O médico que está começando sua carreira precisa investir mais, de 12% a 20%, pois existe a necessidade de ser reconhecido pelos pacientes e, além disso, as margens de lucro costumam ser melhores.

Destacamos que os pacientes consideram, na hora de escolher um médico, fatores como reconhecimento, preço da consulta e benefícios.

Escolha os canais e as ferramentas adequadas

Listamos diferentes ferramentas e canais, como as redes sociais, para que você conheça o potencial de se trabalhar com essas opções. Veja:

Site

Um site para o seu consultório é o primeiro passo para investir em marketing médico. Ele revela informações importantes, como o médico responsável, a especialidade, o endereço, o horário de funcionamento e outras.

Blog

O blog tem o objetivo de criar ou reforçar sua autoridade entre os profissionais. Você compartilha conteúdos relevantes para os pacientes, possibilitando que eles o enxerguem como referência em sua especialidade.

E-mail marketing

Faz parte de um fluxo de nutrição, ou seja, o relacionamento entre o consultório e o paciente. Essa ferramenta é importante para todos os profissionais, independentemente do quanto sejam reconhecidos ou não.

Google Ads

A Google é o grande nome quando se fala em buscas na internet, não é verdade? Essa empresa tem uma ferramenta chamada Google Ads, que serve como um método de publicidade dentro do buscador.

No Google Ads, você escolhe quanto quer pagar e tem liberdade para aumentar ou diminuir os valores investidos.

Funciona assim: um paciente com o perfil do seu consultório busca por um médico em sua especialidade e, como você pagou para destacar seu nome, ele aparece entre os resultados. Ao clicar no seu resultado do seu consultório, uma fração é debitada do valor escolhido para essa divulgação.

Isso significa que valores menores posicionarão seu nome entre os resultados menos vezes. Assim sendo, é importante escolher as palavras-chaves e termos que esse paciente utiliza para encontrar um profissional como você.

Facebook

A rede social Facebook tem uma ferramenta parecida, o Facebook Ads. No entanto, o valor pago é destinado para impulsionar uma publicação ou sua página profissional na linha do tempo de um paciente que pode ser atendido por seu consultório.

Mas como o Google e o Facebook sabem disso?

Na realidade, você ou um profissional de sua confiança são as pessoas que fazem isso — o que, em marketing digital, é chamado de segmentação.

Um médico ginecologista, por exemplo, não precisa direcionar suas publicações para homens, pois o público-alvo dele é o gênero feminino.

Instagram

O Instagram também tem uma ferramenta que funciona nos mesmos moldes, o Instagram Ads. Para utilizá-la, seu perfil nessa rede social precisa ser profissional e estar ligado a uma página no Facebook.

Você escolhe a publicação que deseja impulsionar e faz o mesmo trabalho de segmentação, ou seja, determina características do público que receberá o post.

No Instagram Ads, bem como no Facebook Ads e no Google Ads, é possível determinar um destino por meio de um link para que o paciente clique e acesse algo, que pode ser:

  • página do seu consultório;
  • formulário de cadastro (para obter dados de contato e mandar e-mails marketing);
  • página na rede social.

Outros custos do marketing médico

O uso dessas ferramentas pode ser feito por você ou um profissional contratado especialmente para essa finalidade. Por isso, é importante considerar os seguintes custos:

Profissionais e serviços

Agências, freelancers ou o seu tempo para conhecer o funcionamento das ferramentas.

Mídias e ferramentas

Todas têm custo, mas é possível escolher aquelas que se encaixam na realidade financeira do seu consultório.

Infraestrutura

Dependendo do nível de investimento, você pode ter que gastar com softwares, computadores, câmeras e outros equipamentos.

O marketing médico também pode ser feito com a ajuda de um parceiro 360 graus, ou seja, que cuida, ao mesmo tempo, dessas ações e de outras frentes como o desenvolvimento do seu site, do blog e até o sistema de gestão do consultório.

Avance em seus conhecimentos sobre marketing médico e baixe agora o Guia Completo de Marketing Digital para Consultórios.

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.