Sociedade Brasileira de Clínica Médica: saiba a importância do órgão

Tempo de leitura: 3 minutos

Sociedade Brasileira de Clínica Médica: saiba a importância do órgão

Entidade valoriza a relação humanística com o paciente e incentiva trabalho dos clínicos

A Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM) é uma instituição formada por profissionais das áreas clínicas da medicina e da clínica geral. Ela realiza congressos, protege a especialidade que lhe dá nome e realiza as provas para obtenção de título de especialista em Clínica Médica e Medicina de Urgência.

História

A instituição foi fundada em 1989 por clínicos brasileiros. Nesta época, novos avanços tecnológicos começavam a surgir ou a se tornar mais precisos, deixando os médicos e os currículos dos novos cursos de medicina bastante tecnocratas e com pouco cunho social em suas preocupações acadêmicas e médicas.

Como o site da instituição define, naquela época os médicos passaram a ter a tendência de tratar a doença, e não o paciente que sofre dela. Neste contexto, ao se criar a SBCM, a sociedade já passou, desde então, a lutar para valorizar e resgatar no médico o caráter humano de seu trabalho. Trabalha-se o bom tratamento e o relacionamento com o paciente de forma que o trabalho na clínica médica ajude na efetividade das outras especialidades.

A sociedade, que começou atuando com uma sede dentro da Associação Médica Brasileira (AMB), mas que hoje conta com instalações próprias, realizou, em 1991, o primeiro Congresso Nacional de Clínica Médica, com cerca de 800 participantes.

A entidade defende que todas as fases da medicina, desde a graduação até as especializações, tenham a obrigatoriedade de tratar o paciente e não a doença, zelando por uma instrução humanista e generalista do ensino da medicina. Que se restaure a relação médico-paciente.

Com o tempo, a sociedade foi crescendo, ganhando corpo e mais associados. Hoje, é filiada à AMB e tem o reconhecimento da American College of Physicians, presente em 18 estados da federação e com um corpo societário de 18 mil associados.

Ações relevantes promovidas pela SBCM

Ao longo de sua história, a Sociedade Brasileira de Clínica Médica se engajou em algumas lutas pela qualidade da medicina que deram resultado. Por exemplo, a obrigatoriedade por parte dos médicos de realizar dois anos de residência em Clínica Médica para ter a possibilidade de ingressar em qualquer outra área clínica.

O crescimento do Congresso Nacional promovido pela entidade também é exponencial. Dos 800 participantes do começo da década de 90, a média subiu para 5 mil participantes por edição. O CFM credencia a SBCM a realizar as provas para obtenção de título de especialista em Clínica Médica e em Medicina de Urgência.

A SBCM luta ativamente contra a abertura de novos cursos de medicina em locais sem apelo social e que atendem apenas a interesses particulares de grandes empresários, e pela falta de ética e humanidade em determinados cursos de medicina de faculdades particulares. A entidade compreende que uma escola de medicina deve servir à comunidade e não ao capital privado.

Gostou deste texto e quer saber mais? Leia mais artigos do nosso blog!