Telemedicina: tornando exames e procedimentos mais acessíveis para os pacientes

Tempo de leitura: 3 minutos

A telemedicina representa uma revolução educacional e assistencial no campo de atuação dos profissionais de saúde.

Trata-se de um ramo inovador, que engloba uma série de serviços de saúde oferecidos à distância por profissionais de diversas áreas. A telerradiologia, a teledermatologia, a telepatologia e a telepsiquiatria estão entre as especialidades mais estabelecidas nessa modalidade, que tem como base a comunicação e pode atuar em três frentes: teleassistência, teleducação e emissão de laudos à distância.

Os serviços possibilitados incluem análise de exames e diagnósticos, e um dos principais objetivos é proporcionar o acesso a procedimentos e informações médicas para regiões remotas, por exemplo, sem que haja a necessidade de deslocamento dos pacientes para centros médicos de referência. A telemedicina também surge como uma forma de possibilitar interconsultas e consultorias entre profissionais da saúde, permitindo a eles um aperfeiçoamento continuado.

Isso quer dizer que essa modalidade traz benefícios não só para quem é atendido, mas também para quem presta serviços de saúde, abrindo novas possibilidades de atuação para os médicos e novas oportunidades de usufruto de serviços de saúde para os pacientes.

Confira a seguir as principais aplicações da telemedicina tanto para profissionais de saúde como para pacientes.

Aplicações da telemedicina para profissionais de saúde

A teleducação é uma das mais importantes aplicações da telemedicina. Facilitando a educação continuada e colaborada dos profissionais de saúde, a teleducação possibilita a integração de diferentes centros médicos para realização de pesquisas, colaborando com o avanço da ciência médica no país.

Ao expandir as possibilidades de comunicação entre os profissionais de saúde, a telemedicina facilita, por exemplo, a discussão de casos clínicos e a obtenção de segunda opinião médica, decisiva em casos de pacientes idosos, acometidos por doenças raras ou crônicas e gestantes de alto risco, por exemplo.

Além disso, com ela alarga-se a disseminação de informação de assistência primária, integrando-se o trabalho de agentes de saúde comunitários a serviços de saúde localizados em centros de referência distantes das comunidades atendidas por esses profissionais.

Vantagens da telemedicina para o paciente

A teleassistência é, sem dúvida, uma das vantagens mais diretas da telemedicina para os pacientes. Graças a ela, é possível contratar serviços de assistência direta e em domicílio a pacientes que precisam de cuidados constantes, como idosos, garantindo mais tranquilidade aos familiares, que nem sempre podem estar presentes o tempo todo, e maior qualidade de vida ao beneficiário direto dos serviços de saúde prestados.

A emissão de laudos a distância também é um bom exemplo de vantagem da telemedicina para os usuários finais dos serviços que ela possibilita. Nesse processo, profissionais de todo o país podem receber os dados de exames, analisá-los, produzir os laudos e disponibilizá-los para que os solicitantes os consultem através da internet, garantindo mais comodidade e praticidade aos pacientes. Através do intercâmbio possibilitado pelo uso das tecnologias de comunicação entre profissionais da saúde, é possível também conferir maior rigorosidade nos resultados desses exames, ajudando a garantir diagnósticos mais precisos para apoiar decisões médicas. Com laudos disponibilizados de forma mais rápida e com menos custos, é possível também iniciar os tratamentos com mais agilidade, o que pode ser determinante em casos complexos ou de alta gravidade.

Gostou desse artigo? Então não deixe de conferir outros conteúdos do nosso blog!