Software Médico: O Que Considerar na Hora de Trocar o Seu

Software Médico

A contratação de um software médico é um divisor de águas na gestão de um consultório médico. Contudo, esse processo precisa ser feito com atenção e deve considerar todas as necessidades do negócio. 

Ao escolher o seu, você analisou esses detalhes? Caso não, talvez seja interessante trocar o seu sistema por outro mais abrangente. Antes disso, leia este artigo e verifique se a sua ferramenta oferece todos os recursos mencionados.

1) O seu software é seguro e armazenado em nuvem? 

A segurança da informação é uma preocupação comum no desenvolvimento de qualquer produto digital, pois quando não há proteção, os dados dos clientes e da empresa ficam suscetíveis aos ataques cibernéticos.

Ainda, no setor de saúde esse cuidado deve ser ainda maior em razão do Código de Ética dos profissionais de saúde. Assim, a divulgação de informações sigilosas do paciente é caracterizada como crime sob pena de detenção.

Neste sentido, muitos médicos têm o receio de informatizar as suas clínicas em razão da crença de que o ambiente digital é excessivamente vulnerável. Porém, quando comparamos os riscos do armazenamento de documentos em papel, percebemos que essa ideia é um erro.

Afinal, esses arquivos podem ser perdidos com facilidade e estão suscetíveis à degradação ou aos danos causados por um evento trágico, como um incêndio ou uma enchente. 

Por isso, os principais fornecedores de softwares médicos estão constantemente fortalecendo a segurança dos seus serviços, desenvolvendo novos mecanismos para aumentar as barreiras de defesa dos sistemas.

Uma destas proteções é o certificado HTTPS (Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro), um protocolo que garante a segurança de um site. Atualmente, os navegadores avisam ao usuário quando ele está em um ambiente inseguro, pois não possui o HTTPS.

Outro mecanismo presente nesses sistemas médicos é a rotina de backups, um termo utilizado para definir o salvamento de todos os dados, funcionando como um ponto de restauração da ferramenta caso ocorra algum problema.

Assim, são mínimas as chances de perder as informações de forma definitiva. Em alguns prontuários eletrônicos, os backups são realizados automaticamente com intervalos de 10 segundos, o que indica um nível alto de segurança.

Porém, esses benefícios são exclusivos dos softwares que armazenam todos os dados na nuvem, funcionando de modo semelhante ao Facebook. Assim, basta acessar o site e fazer o login, sem a necessidade de instalar nenhum arquivo no computador.

Além disso, esse tipo de armazenamento aumenta o grau de proteção da ferramenta, pois utilizam servidores que possuem certificação de segurança. No caso do iMedicina, esse serviço é prestado pela Amazon, que os monitora 24h por dia.

Ademais, os sistemas baseados na nuvem também possuem a criptografia de dados, um importante protocolo de segurança utilizado em inúmeros setores. Neste mecanismo, as informações são transformadas em códigos ilegíveis e só são acessadas com uma chave.

Portanto, no quesito segurança, você já percebeu como um software médico pode afastar o risco do vazamento de dados. Será que o seu fornecedor oferece estes recursos?

2) As atualizações são constantes?

Ao utilizar o seu sistema atual, já aconteceu dele travar ou simplesmente não executar as ações que você deseja? Se você respondeu sim, saiba que esse é um problema comum em ferramentas que não são atualizadas.

Ainda, todo aplicativo de celular ou programa de computador esporadicamente é revisado por seus desenvolvedores com o objetivo de otimizar o seu uso e corrigir as possíveis falhas relatadas por usuários. Essa correção é chamada de atualização.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Quando o software trava ou apresenta lentidão impacta diretamente na rotina da clínica. Imagina que, em um dia de movimento intenso, o prontuário do paciente não abra ou que as agendas não estejam sincronizadas. Seria um dia de caos, certo?

Por isso, é importante observar o funcionamento da sua ferramenta e avaliar se ela é atualizada constantemente, além de considerar a ocorrência de falhas e instabilidade dos recursos.

Ademais, um fornecedor comprometido com seus clientes está sempre buscando melhorias tecnológicas para o seu serviço, o que também gera a necessidade de atualizações. Assim, se o seu sistema nunca foi atualizado, além de estar suscetível a falhas, ele está obsoleto.

3) O seu software atende as suas necessidades?

Outro problema que costuma ser relatado pelos profissionais de saúde é a ausência de recursos importantes nas ferramentas. O problema é que esta análise só é realizada após a aquisição e implantação de um sistema.

Por esta razão é fundamental realizar um amplo levantamento com todas as necessidades da clínica antes de buscar por um fornecedor. Dessa forma, fica mais fácil verificar se a plataforma escolhida é capaz de atender a sua demanda.

Existem inúmeras funcionalidades oferecidas nos muitos softwares médicos disponíveis no mercado. Porém, recomendamos que a sua escolha possua, pelo menos, as seguintes aplicações:

  • agendamento online de consultas;
  • armazenamento de dados na nuvem;
  • relatórios financeiros automatizados;
  • prontuário eletrônico;
  • integração entre agendas;
  • envio de lembretes para o paciente;
  • controle de acesso.

Dessa maneira, você garante que está contratando um serviço que irá oferecer o mínimo de funcionalidades para otimizar a gestão e a rotina do consultório. Contudo, o ideal é de que todas as suas demandas sejam atendidas.

Além disso, é importante analisar o nível de desempenho do programa. Isso pode ser percebido na velocidade com que ele responde aos comandos, no modo como se comporta quando é utilizado simultaneamente por vários usuários e pela ocorrência de travamentos.

4) O custo/benefício é positivo?

Com a diversidade de recursos que podem ser oferecidos, alguns softwares tendem a ter um custo altíssimo. Assim, ao ser convencido de todas as funcionalidades exclusivas que ele tem, você faz a contratação do serviço.

Porém, com a utilização da ferramenta, é bem provável que você perceba que a rotina do consultório é impactada por, no máximo, um terço de todos os recursos, ou seja, você não precisa de mais da metade de tudo o que foi contratado.

Por exemplo, se o seu consultório é de grande porte, é possível que a gestão financeira seja terceirizada, tornando desnecessário o módulo financeiro do software. Outro exemplo é o envio de SMS para os pacientes, um recurso que caiu em desuso com o advento do WhatsApp.

Ainda, a melhor forma de evitar esse problema é solicitando um teste gratuito. Dessa maneira, você conseguirá visualizar as funções que, de fato, são importantes para o seu negócio. Outra opção é verificar se existe uma versão gratuita do software.

Neste sentido, o iMedicina se destaca pela qualidade dos serviços sem custo que oferece. Você conhece esse sistema? Embora possuam uma versão paga, o prontuário eletrônico que oferecem está disponível gratuitamente na internet.

Assim, além da possibilidade de testar antes de comprar, é possível usufruir de várias funcionalidades, como, por exemplo:

  • agenda médica;
  • cadastro de pacientes;
  • agendamento online;
  • prontuários não alteráveis;
  • plataformas de prescrição e criação de documentos;
  • cadastro de modelos de atendimento e de documentos;
  • plataforma de controle financeiro;
  • emissão de relatórios e visualização de estatísticas.

Portanto, se o seu software médico não disponibiliza algum dos recursos acima, recomendamos que você faça um teste com o iMedicina. Afinal, ele tem uma versão gratuita e, se você não gostar, não terá nenhum tipo de gasto.

Cadastre-se gratuitamente e comece a usar o sistema do iMedicina agora mesmo.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira:

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.