CRM PR – principais ações em prol do seu consultório

O Conselho Regional de Medicina (CRM) é atribuído como um documento para médicos recém-formados que o necessitam para poder exercer a profissão. O CRM é um órgão responsável pela fiscalização da atuação dos profissionais. Caso o Conselho identifique alguma irregularidade, o mesmo pode perder a licença do CRM e como consequência, está impedido de exercer a atividade médica.

O CRM no consultório é importante para que o paciente tenha ciência de que o médico aja nas conformidades legislativas e esteja de acordo com as condutas éticas que cercam a profissão. O título é identificado com uma série de números que colaboram na identificação do profissional junto ao Conselho.

Importante ressaltar que cada estado possui o órgão regional responsável ela emissão do documento. No Paraná é atribuído ao Conselho Regional de Medicina do Estado do Paraná (CRM-PR) supervisar a conduta ética do profissional, a fim de garantir o desempenho adequado do trabalho.

 Clínicas e consultórios médicos devem estar cadastrados juntamente ao Conselho

O Conselho Regional de Medicina ainda institui que é obrigatório o registro de empresas que realizem serviços médicos hospitalares de profissionais legalmente habilitados. É importante que os consultórios obtenham o cadastro ou registro junto às normas dos Conselhos Federal e Regionais de Medicina, para poder exercer as atividades médicas e estar em conformidade com a legislação.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Estabelecimentos hospitalares públicos também devem ter o cadastro junto ao Conselho. A legislação defende ainda que as empresas e instituições de personalidade jurídica que são intermediadoras de assistência à saúde devem ser registradas conforme atividades que realizem.

O cadastro da empresa deve ser realizada na sede do Conselho Regional mais próxima e deve requerido através do profissional responsável pelas atividades médicas exercidas. Para isso, o requerente deve informar o número de leitos existentes, o nome fantasia do consultório, razão social, endereço completo, a natureza jurídica, o capital social e as especialidades desenvolvidas do estabelecimento. Além de fornecer o nome e número do CRM do médico responsável, a licença de funcionamento pela prefeitura e o alvará de vigilância sanitária.

A alteração de qualquer cadastro deve ser informada junto ao Conselho com um prazo de 30 dias para estar em conformidade da lei. A regularidade do registro é comprometida pela emissão anual, no mês de vencimento, atribuído por uma taxa de anuidade.

A importância do cadastro para o consultório

Estar de acordo com as legislações e estar ciente de obter o cadastro juntamente ao Conselho são essenciais para os profissionais da saúde que desejam abrir o seu próprio negócio. Essa inscrição permitirá que os profissionais exerçam a sua atividade médica de acordo com as normas legislativas,

O cadastro no Conselho permite que o paciente tenha ciência da credibilidade e responsabilidade das atividades que o consultório exerce. Qualquer estabelecimento que realize uma atividade médico hospitalar e não esteja regularizado estará infringindo a legislação e pode responder judicialmente pela omissão de dados. Lembrando que qualquer pessoa pode denunciar as condutas irregulares junto ao Conselho. O órgão fiscalizará a acusação e exercerá as medidas cabíveis.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: