5 dicas para descobrir se o sistema médico do seu consultório é mesmo seguro

software médico

O setor de saúde está em constante evolução. Ao longo dos últimos anos, os pacientes têm visto seus médicos usarem computadores para atualizar os arquivos médicos e armazenar seus dados. E no mundo em que vivemos, onde quase tudo está conectado ao nosso celular, o sistema médico está deixando a gestão em papel para trás de vez.

Escolher um fornecedor de software médico pode até ser fácil, mas encontrar uma opção verdadeiramente segura pode ser difícil. Ao pesquisar o termo “software médico” no Google, aproximadamente 1.880.000 resultados são encontrados.

Desses 1.880.000 resultados, provavelmente você escolheu algum sistema que aparece nas primeiras páginas do Google. No entanto, o sistema médico do seu consultório é realmente seguro? É sobre isso que vamos falar no post de hoje!

Acompanhe-nos agora e veja como descobrir se o software de gestão médica que você utiliza em seu consultório ou clínica é realmente seguro. Vamos lá?

1. Seu software é open source?

A fim de economizar, muitos profissionais optam por utilizar um software médico open source gratuito. Embora possa parecer uma opção boa no início, a verdade é que o software de gestão médica é uma opção que pode ter baixo custo-benefício para o seu consultório.

Normalmente, os softwares open source não são protegidos pela tecnologia de criptografia, ou seja, os dados dos prontuários não estarão em segurança.

Se o software é open source, você precisará contratar um desenvolvedor para fazer a configuração necessária para uso. Sabemos que a hora de trabalho destes profissionais pode ter custo elevado, o que pode acabar saindo do controle.

Além disso, como não há atualizações disponíveis, você está colocando seus dados em risco.

2. Seu software médico é off-line?

Seguindo a mesma linha de um software gratuito, da mesma forma funciona o software off-line. Embora possa parecer uma boa opção de investimento, já que é necessário apenas comprar o CD de instalação do programa, o software off-line também oferece riscos de segurança e mau funcionamento frequente.

Imagine que você finalmente subiu para o sistema todos os dados dos seus pacientes e, simplesmente do nada, o software para de funcionar ou pede uma atualização.

O que você faz? Obviamente, você ainda poderá atender seus pacientes, mas se o atendimento em questão depende das informações que estão armazenadas no software off-line, será impossível dar prosseguimento ao atendimento.

Por mais que o software off-line ofereça uma página em seu site com informações e instruções relacionadas a erros comuns, você teria duas opções: A primeira é resolver o problema por contra própria e a segunda é contratar uma empresa especializada em TI. A primeira opção levaria tempo, enquanto a segunda custaria muito dinheiro.

Além disso, como o software off-line é instalado localmente, há chances do HD se corromper e você, definitivamente, perder todos os seus dados e dos seus pacientes.

Se o seu software é uma solução off-line, novamente os seus dados estão em perigo.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

3. Seu fornecedor oferece suporte?

Como com qualquer outro software, você e sua equipe precisarão de suporte para o uso correto e manutenção do software de gestão médica.

No exemplo acima do software off-line, vimos que assim como qualquer software, o software médico pode apresentar mau funcionamento e até parar de funcionar.

É nessa hora que você mais precisa de suporte, a fim de corrigir os erros e, obviamente, economizar dinheiro, já que o suporte é oferecido pelo fornecedor, eliminando assim a necessidade de contratar uma empresa especializada em TI.

Se o seu fornecedor atual não oferece um serviço de suporte de qualidade, você poderá perder horas de trabalho e, principalmente, perder arquivos.

4. Como seus arquivos são protegidos?

Independentemente se você utiliza um software médico gratuito ou pago, é importante saber como os seus arquivos são protegidos. O sistema é baseado na nuvem? É protegido pela criptografia de dados? É protegido por logins e senhas?

Se para ter acesso aos registros médicos de pacientes e informações importantes do seu consultório você só precisa ligar o computador e abrir um determinado programa, você possivelmente está utilizando uma solução insegura.

Os softwares mais seguros são protegidos pela tecnologia de criptografia – a mesma utilizada em bancos e no WhatsApp – e por logins e senhas. Se o seu sistema não possui esse tipo de segurança, suas informações estão vulneráveis a ataques hackers.

5. Seu software é baseado na nuvem?

Se o seu software não é baseado na Web (nuvem), com certeza ele não é seguro.

Se o seu software atual não oferece suporte a armazenamento de dados em nuvem, obviamente os arquivos são armazenados em um servidor local ou no seu próprio computador, o que é mais arriscado ainda. Se os seus arquivos estão armazenados localmente, automaticamente eles não estão seguros, você não tem um serviço de suporte quando precisa e o sistema pode parar de funcionar a qualquer momento.

Com um software médico baseado na nuvem, o sistema é atualizado diretamente pela empresa. Com a empresa responsável pelas atualizações e correções de bugs no sistema, você não precisa gastar dinheiro com empresas especializadas em TI.

Esses são alguns pontos que mostram se o seu sistema médico é realmente seguro. (E falando nisso, já conhece o sistema médico do iMedicina?)

Tudo que você insere no seu sistema é altamente valioso. Portanto, é importante que o seu software médico seja baseado na Web (nuvem), ofereça um serviço de suporte e que utilize a tecnologia de criptografia de dados para manter os arquivos seguros.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira:

  • 1) Atração de pacientes
  • 2) Atendimento com Eficiência e Tecnologia
  • 3) Relacionamento e fidelização

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.