Aprenda a saber se um estabelecimento médico não é cadastrado regularmente no CNES

cnes

O CNES – Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde é obrigatório desde o ano 2000, em todo país. Os estabelecimentos devem informar ao Ministério da Saúde todas as informações referentes ao local de atendimento, quantidade e formação dos profissionais que ali atuam e inclusive quais são os equipamentos e serviços oferecidos aos pacientes.

De forma geral, é o número do CNES que é utilizado para a firmação de novos contratos, alterações contratuais e em documentos oficiais. Assim, qualquer pessoa poderá ter o conhecimento de que se trata de um local devidamente registrado junto aos órgãos fiscalizadores.

Mas nem sempre os estabelecimentos de saúde costumam utilizar o código do CNES, ou divulgá-los, principalmente os mais antigos. Em alguns casos, pode ainda surgir certa desconfiança, se aquele número é realmente o código daquele estabelecimento em questão.

Nestas horas, é bom efetuar uma consulta e procurar se as informações estão de acordo com as informadas. A seguir, veja como.

Como saber se um estabelecimento está devidamente cadastrado no CNES?

Antes de mais nada, é preciso acessar o site do CNES, que é: Cnes.datasus.gov.br. Logo na página inicial, você poderá ler a respeito do CNES, novidades e todos os menus.

Você pode clicar em consulta, ou ainda clicar direto neste link: http://cnes2.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome.asp?VTipo=0. Aqui, poderá digitar o nome fantasia do estabelecimento que deseja investigar ou o nome empresarial.

A consulta poderá ainda ser realizada com o próprio código do CNES informado em algum contrato do local ou o CNPJ, dado que não é muito complicado de se conseguir.

Caso não encontre o estabelecimento de saúde com nenhum dos dados informados, então isso significa que ele provavelmente não possui cadastro no sistema e, neste caso, pode estar funcionando de forma irregular.

Caso o estabelecimento de saúde for muito novo, pode ainda estar em processo de aprovação ou de efetuação do cadastro. Aguarde mais uns meses para realizar uma nova consulta ou então solicite mais informações com o responsável dentro da empresa.

Além do CNES do estabelecimento, o que mais posso encontrar no site?

Além de fazer a consulta sobre um estabelecimento de saúde e verificar se o mesmo está devidamente registrado junto ao Ministério de Saúde, o site ainda permite outras consultas.

Você pode procurar por informações de profissionais, verificando a que estabelecimentos estão veiculados, procurando pelo nome completo ou então pelo CPF. Indica-se a busca por CPF porque pode ser possível encontrar dois profissionais cadastrados com o mesmo nome.

Aí basta clicar no nome do profissional e será mostrado todos os dados registrados no sistema, como, por exemplo, o cargo que possui, o número do CNES e o estabelecimento no qual está veiculado, além do município, carga horária e se está ativo ou não.

Se você for um profissional da saúde, médico, dentista, fisioterapeuta, psiquiatra ou qualquer outra especialidade, também poderá verificar se está devidamente cadastrado jundo ao CNES do estabelecimento no qual trabalha.

Caso encontre alguma falha, erro ou não esteja devidamente cadastrado, procure imediatamente o seu gestor imediato ou converse diretamente com o departamento de recursos humanos da empresa.

Apesar de a preocupação com o CNES ser extremamente relevante e necessária, gerir um consultório vai muito além de documentações, números e burocracias: estar a frente de um empreendimento deste porte envolve muitas outras questões que não podem ser negligenciadas, como a gestão administrativa, estratégica e financeira do consultório.

Você precisa entender que está gerenciando um empreendimento que precisa de atenção estratégica e, portanto, o marketing deve fazer parte da sua visão de negócio. Além disso, o controle financeiro do consultório deve ser apurado para que você entenda claramente o retorno que está tendo sobre os investimentos que tem feito.

Lidar com tudo isso sozinho não é tarefa fácil, afinal, você ainda tem dezenas de atendimento por dia para realizar. É aí que entra a tecnologia: você pode usá-la para automatizar a maior parte das ações necessárias para uma boa gestão do consultório, controle financeiro,  marketing digital e relacionamento com o paciente.

Você sabia que existem softwares médicos extremamente eficazes que auxiliam na gestão do consultório e no relacionamento com os pacientes? E que, inclusive, podem ajudá-lo na parte estratégica e no marketing do consultório? Já pensou se, no seu software médico, além de gerenciar seus pacientes, você pudesse também criar e conduzir o seu próprio site e blog?

No iMedicina nós oferecemos essa possibilidade! Conheça nossa proposta visitando a nossa página e entenda melhor como informatizar o seu consultório e atrair novos pacientes!

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.