Jornada do Paciente: Fase #2 – Assimilação

Jornada do Paciente: Fase #2 - Assimilação

No primeiro artigo da série Jornada do Paciente, falei sobre como aumentar sua demanda influenciando a primeira etapa, que é a da chamada de atenção de novos pacientes. Se ainda não sabe do que estou falando, não se preocupe… É só clicar aqui para entender mais sobre a fase #1 – Atenção.

Hoje, quero mostrar como você pode aumentar a sua demanda influenciando apenas a segunda etapa: a de assimilação do paciente.

A segunda fase da jornada

Voltemos para nossa jornada: o paciente teve a atenção chamada pelas suas publicações e se interessou pelo que você tem a dizer.

Agora, ele vai querer entender melhor o assunto e saber se de fato precisa se preocupar com aquilo ou não.

O maior erro que médicos que começam no digital cometem nessa etapa é fazer conteúdos extremamente superficiais, achando que apenas aquilo será suficiente para que os pacientes fiquem com desejo de agendar uma consulta.

Mas, então, o que fazer?

O que percebemos funcionar, na prática, é justamente o contrário: os médicos que são mais bem sucedidos com as estratégias digitais são justamente aqueles que falam abertamente sobre os assuntos, sem “esconder o pulo do gato”.

Médicos que convertem visitantes virtuais em pacientes para o consultório são aqueles que abrem o jogo, explicam como é a tomada de decisão para cada caso e não forçam o agendamento de consulta para que o paciente “saiba mais”.

E como posso guiar meu paciente na tomada de decisão?

O segredo aqui é produzir conteúdos de alta qualidade, que realmente interessam ao público. Geralmente, o tom informativo é a melhor saída.

Os assuntos são diversos e quanto mais segmentado for, melhor: é bem mais fácil um paciente se interessar, primeiramente, por um conteúdo que explica “como é o diagnóstico de diabetes” do que um mais abrangente como “tudo sobre diabetes”.

O papel do Marketing de Conteúdo na fase de assimilação

Quando o (ainda potencial) paciente está aprendendo sobre o diagnóstico do que ele buscou, é possível que ainda não queira agendar uma consulta. Ele tem outras perguntas. Aí entra a função do marketing de conteúdo na jogada…

Através da produção de mais conteúdos relacionados ao tema de interesse, você permite que o paciente passe horas navegando em seu site, buscando esclarecimento para suas outras dúvidas, sem que você precise gastar o seu tempo explicando.

Quanto mais conteúdo um paciente consome de um médico, maior é a probabilidade de que ele escolha aquele médico como prestador de serviço.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

É assim que funciona com qualquer marca, na verdade… Quanto mais tempo um possível consumidor é exposto a uma marca, maior a probabilidade de comprar daquela marca.

Logo, a lógica é simples: se seu foco é diabetes, o ideal é que seu site responda todas as perguntas possíveis e existentes sobre o assunto, com uma navegação que permita o paciente avançar na jornada.

Explicite os próximos passos

É importante sempre dar saídas, em seu blog, para que o paciente veja todos os artigos, é importante fazer links nas páginas de um artigo fazendo chamadas para artigos relacionados, e é importante também, naqueles artigos mais aprofundados, fazer chamadas para conhecer seus serviços, no seu site.

Além de blog, outros canais digitais também funcionam para a fase da assimilação?

Claro! Canais de vídeo, como Youtube ou mesmo redes sociais (Facebook ou Instagram) podem ser ótimos canais para divulgar seu conteúdo mais aprofundado.

O problema é que, diferentemente do seu site e do seu blog, os conteúdos das redes sociais possuem 2 grandes problemas:

  1. funcionam como um rio: as publicações passam e se vão na timeline. Não permitem a busca rápida pelos usuários, que acabam não encontrando aqueles conteúdos, quando se passa mais tempo
  2. não são suas: logo, você não controla. Conheci diversos médicos que tiveram páginas em redes sociais, com milhares de seguidores, bloqueadas e sem volta, por causa de algumas postagens que foram interpretadas como “maliciosas” pelos algoritmos dessas ferramentas (isso é algo muito comum na área de saúde)

Portanto, se você deseja investir em algo mais perene, a melhor estratégia é investir em conteúdos em seu site e blog e postá-los, eventualmente, em suas redes sociais. Não tem problema algum você manter uma rede social, desde que ela não seja sua única fonte de informação para pacientes.

E os canais offline?

Os demais canais, especialmente os offline, são especialmente ruins nessa fase da jornada: imagine precisar pagar por uma reportagem em revista, todos os meses, para levar mais informações para seus pacientes? Ainda… quantos pacientes leriam revistas antigas? Dinheiro jogado fora, praticamente.

Conheça o Inbound Marketing

O nome dessa estratégia digital que venho te orientando, baseada em produção de conteúdo, e que conduz o paciente no entendimento da sua especialidade até o momento que ele está pronto e ansioso para agendar uma consulta, se chama INBOUND MARKETING.

Muitas empresas a utilizam no mundo todo e vem se mostrando um método de ótimos resultados. Aqui estão alguns conteúdos que vão te ajudar a entender melhor como influenciar mais ainda essa etapa da decisão de seus pacientes:

  1. A diferença entre médicos que fazem marketing de conteúdo e os que não fazem
  2. Como impulsionar seu consultório com ajuda das redes sociais
  3. O guia completo do Instagram para médicos
  4. Youtube para médicos: como produzir o seu canal
  5. Fake news na medicina e o marketing de conteúdo
  6. Tudo sobre Inbound Marketing

No próximo artigo da série, explicarei mais sobre afase #3, de ARGUIÇÃO.

O iMedicina é um software que te ajuda a automatizar todo o fluxo da jornada do paciente. Se quiser conhecer melhor como fazemos isso, veja esse link aqui.

Para testar na prática o iMedicina, venha por aqui!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: