Por que ser nutricionista? Conheça três motivos

nutrição

Uma coisa é certa: todos precisam comer, pois é por meio da nutrição que obtemos o que é necessário para que o corpo sobreviva. Por isso, a profissão de nutricionista vem crescendo a cada dia, são novas descobertas, novas pesquisas, novos alimentos desenvolvidos e novas formas de melhorar a qualidade de vida através da nutrição. Por que ser nutricionista? Conheça três motivos.

Transformação do estilo de vida

Apesar de ouvir muito aquela frase “faz uma dieta para mim?”, o trabalho do nutricionista vai além disso. Não são fórmulas prontas, ele estuda e analisa quais são os hábitos alimentares que estão trazendo consequências negativas para a vida do ser humano. Diante disso, é responsável por sugerir mudanças que sejam plausíveis e que tragam mais qualidade de vida para aquele paciente.

As sugestões vão além da alimentação e são verdadeiras transformações no estilo de vida, com novos hábitos e até mesmo uma nova maneira de ver o mundo. Por que isso acontece? Alguns pacientes estão tão enraizados em péssimos hábitos que não conseguem perceber como os deixam tristes, deprimidos e, principalmente, cansados.

Consciência da importância da alimentação

Cabe ao nutricionista a tarefa de conscientizar que melhores escolhas podem ser feitas e que trarão resultados satisfatórios na questão da saúde. Muito se tem falado em educação nutricional e ainda muitos nutricionistas recebem quase que o desabafo de pessoas que comem com culpa e medo. Isso faz com que um processo normal do organismo seja transfigurado como digno de terror, aumentando a ansiedade e virando um ciclo vicioso. A recompensa vem quando pacientes com esse tipo de histórico são capazes de fazer as pazes com a alimentação, de forma saudável, e até, por que não, mais felizes.

Mercado de trabalho precisa de profissionais em nutrição

O mercado de trabalho da nutrição não está presente somente nos atendimentos individualizados. Por trabalhar a relação do alimento com o corpo e com foco em saúde, há outras possibilidades. O trabalho em hospitais e unidades de saúde pública tem como meta o equilíbrio dos nutrientes do paciente, com a possibilidade de redução do tempo de internamento, bem como as complicações da situação no hospital.

Empresas que trabalham com alimentos de forma geral, seja apenas na manipulação com restaurantes, como na produção e no desenvolvimento, no caso da indústria alimentícia, precisam do trabalho do nutricionista. Ele é responsável por acompanhar o processo e controlar a qualidade do que está sendo produzido e/ou armazenado, também deve promover orientação sobre higiene durante o manuseio dos alimentos. Ademais, está dentro de suas funções elaborar as informações nos rótulos com conteúdo nutricional.

Há também a área da docência e da pesquisa, que permite com que se descubra efeitos ainda não conhecidos sobre substâncias presentes na alimentação ou ainda participar na criação de novos alimentos. Este trabalho pode ser realizado tanto em universidades como laboratórios e institutos de pesquisa.

Independente da área que o profissional escolha, é um trabalho que deve ser feito com cuidado e dedicação, tendo em mente que o beneficiário deve ser sempre a saúde. Afinal, transformar os seres humanos através da nutrição não é tarefa fácil, mas certamente recompensadora.

Além disso, é importante entender que, na área da nutrição, optar por abrir o próprio consultório ou clínica significa embarcar no mundo dos empreendimentos. Para começar com o pé direito é importante entender conceitos básicos de gestão e marketing para não errar em sua estratégia.

Aqui no iMedicina, nós oferecemos diversos cursos em nossa universidade que acompanham o nosso software de gestão e marketing para consultórios. Conheça nossa proposta visitando a nossa página e entenda melhor como informatizar o seu consultório de nutrição e atrair novos pacientes!

Gostou deste artigo? Confira outros em nosso blog!

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.