Trabalhar por convênio ou pelo SUS: diferenças

Muitos médicos veem vantagem em trabalhar com convênio médicos. A lista de operadoras de saúde particular é vasta e é um dos mercados grande que traz ótimos retornos financeiros.

Todas as operadoras seguem padrões estabelecidos por lei de acordo com a Agência Nacional de Saúde e outros órgãos competentes, como o Conselho Federal de Medicina e as sedes de cada região. Porém, cada uma estabelece outros critérios mais específicos que só podem ser conferidos fazendo uma visita à sede administrativa de cada plano.

Agora, se um profissional da saúde demonstra interesse em trabalhar conveniado com o Sistema Único de Saúde, precisa seguir algumas regras que diferenciam dos métodos dos planos particulares. O processo de credenciamento é parecido, mas com algumas características próprias do sistema.

Participação por meio de edital

Não pense que é possível credenciar-se ao SUS a qualquer momento. Não é bem assim. A diferença dos planos convencionais é que o convênio público só convoca profissionais e clínicas para atuarem no sistema por meio de edital público, contendo todas as informações necessárias para estabelecer a parceria. Nesse edital estão presentes o período disponível para requerimento, a documentação atualizada e a data de admissão.

Num convênio particular, é comum os médicos trabalharem em um estabelecimento físico próprio da operadora. No sistema público de saúde, o médico pode atuar na própria clínica, sem precisar ser removido do seu local para outro. Em compensação, a recebimento tributário no final do mês servirá para custos com manutenção do estabelecimento.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Quanto ao atendimento, o médico precisa atender, em média, trinta consultas ou exames no final do mês. Mas calma, essa obrigatoriedade não é exigida durante as suas férias, mas pode ser requerida em períodos de recesso mediante informação do órgão. Isso é uma exigência clara do convênio público, algo que varia em operadoras particulares.

Caso você seja admitido no sistema público, o seu contrato dura dois anos. Ao contrário dos planos de saúde particulares que podem estipular esse prazo, o SUS determina esse período e você pode renovar o contrato pelo mesmo período, ou seja, por mais dois anos.

Descredenciamento e remuneração

Se o SUS fizer seu descredenciamento, você só poderá trabalhar novamente na entidade após cinco anos corridos. Mas se o pedido de descredenciamento for feito pelo próprio profissional, é necessário solicitar requerimento dois meses antes do cancelamento de contrato. Havendo interesse em retornar, o intervalo para efetuar novamente a inscrição é após um ano.

Quanto à remuneração, o SUS estabelece uma tabela de salários para os médicos de acordo com a especialidade. E há um diferencial: se sua clínica atende um convênio particular e público, o valor de uma consulta pode ser dez vezes maior do que o estipulado pelo SUS. Em relação aos serviços ambulatoriais, cada atendimento possui valor duas vezes mais do que o oferecido pela tabela do órgão público.

Essas são alguns dos diferenciais que o Sistema Único de Saúde oferece para quem deseja atuar na corporação. É bom avaliar cada detalhe e tomar a melhor decisão para se ter uma ótima experiência na área de atuação.

Gostou do artigo? Acesse nosso blog para ver outros textos e muito mais!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira:

  • 1) Atração de pacientes
  • 2) Atendimento com Eficiência e Tecnologia
  • 3) Relacionamento e fidelização

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.