Guia de Redes Sociais para Médicos: o que fazer e o que não fazer?

Quando falamos em “redes sociais para médicos”, a ideia ainda soa inusitada para você?

Ninguém questiona que manter uma presença digital é essencial nos dias de hoje. Independentemente do porte e do segmento de atuação do negócio, ter um site bem-estruturado e atuação nas mídias sociais é ação indispensável para adquirir e manter a relevância no mercado. Seu consultório, é claro, está mais do que incluso nessa realidade.

No processo de construir um bom posicionamento digital, as redes sociais desempenham uma função valiosa. Elas representam um enorme potencial de interação e relacionamento com o público, resultando em ganho de visibilidade. Quanto maiores forem o número e a qualidade dessas interações, nesse cenário, mais a marca se beneficia em termos de posicionamento e autoridade na área.

É importante ter em mente que investir em um marketing médico bem-sucedido abrange uma gestão adequada, ética e inteligente de redes sociais.

Acompanhe a leitura e tome notas de dicas preciosas para sua estratégia!

Por que vale a pena aderir às redes sociais?

Para aqueles que ainda têm dúvidas sobre a eficácia das mídias sociais no segmento médico, trazemos alguns tópicos de reflexão bastante esclarecedores:

  • Já parou para pensar como o comportamento do consumidor se transformou completamente com o advento online? Pode ter certeza de que a postura dos seus pacientes também mudou, incluindo o modo como eles lidam com informações de saúde. Para mais dados estarrecedores a respeito do tema, não deixe de ler este artigo aqui;
  • Complementando o tópico anterior, aqui vai outro grande (e óbvio!) argumento a favor das redes sociais: seus pacientes estão lá. Isso, por si só, já é razão suficiente para marcar presença nessas mídias e explorar as infinitas possibilidades para atrair e engajar seu público. Com grande audiência conectada via PC’s, tablets e smartphones, dentre outros, o ambiente online oferece possibilidades ótimas para profissionais que pretendem criar uma imagem positiva de seu trabalho junto à sociedade;
  • Comentários, curtidas e compartilhamentos são a matéria de que a visibilidade nas redes sociais é feita. Em outras palavras,  apostar em perfis nesses ambientes não é apenas uma maneira de ampliar o reconhecimento e a divulgação dos seus serviços, como também é um meio eficaz para fortalecer a marca do seu consultório. A consolidação do seu nome como referência em determinado campo de atuação é mais uma vantagem.
  • A possibilidade de anunciar seu trabalho nessas mídias, a exemplo de ferramentas como Facebook Ads e Twitter Ads (vamos explorar o assunto em um momento posterior do texto).  

Redes Sociais e CFM: quais cuidados devo tomar?

Esta é uma preocupação comum em se tratando de redes sociais para médicos. Mesmo quem já possui páginas nas principais redes se vê em dúvidas sobre o que pode ou não ser feito. O medo de “errar a mão” ou extrapolar o bom senso nas postagens também acompanha muitos profissionais da saúde, que temem burlar a ética médica ou cair no sensacionalismo.

De fato, vale enfatizar que bom senso, ética e evitar o sensacionalismo a todo custo são fundamentais (não apenas no gerenciamento de mídias sociais, mas em qualquer ação de marketing médico).

Nesse contexto, é preciso ficar atento à regulamentação do CFM (Conselho Federal de Medicina) no que diz respeito à divulgação de serviços médicos. Caso as regras não sejam seguidas, o profissional pode responder junto ao Tribunal de Ética do Conselho Regional de Medicina onde exerce a sua função.

redes sociais para médicos

Segundo a lei, as peças publicitárias do consultório exibidas na internet devem conter os dados do médico ou diretor responsável pela clínica. Os dados CRM devem ser exibidos em local de destaque e ser facilmente visualizados.

O médico deve, ainda, atuar a fim de não estimular o sensacionalismo ou a autopromoção. É preciso que, mesmo nas redes sociais, os materiais compartilhados contenham conteúdos verídicos, válidos e comprovados.

Fique atento, pois a lei regulamenta a proibição de usos pejorativos de expressões como “o melhor” ou “mais eficiente médico” da cidade ou região, assim como a afirmação de que o médico citado é o único capaz de realizar determinados procedimentos. É também vedado assegurar a garantia de cura ou resultados do tratamento ao paciente ou aos seus devidos representantes legais.

Deve-se ter precaução no uso de linguagens. Não se deve fazer a colocação de linguagens que incitem que pacientes que utilizam o determinado serviço médico terá uma melhoria no desempenho físico, mental, sexual, intelectual ou emocional.

É proibido também utilizar a imagem de pacientes que obtiveram sucesso no tratamento para recomendar o serviço médico ou do consultório. Nessa mesma linha, fica vetado o uso de fotos de clientes para exemplificar a eficácia de procedimentos, como imagens de antes e depois. No mais, fica proibido utilizar qualquer imagem de doenças, lesões ou conteúdo que cause desconforto ao público leigo.

Em quais redes sociais meu consultório deve estar presente? Como devo me portar em cada uma?

Facebook

Trata-se da rede social mais utilizada no país. É mais provável que seus pacientes estejam no Facebook do que em qualquer outra mídia social, por isso sua presença por lá é obrigatória.

  • Página ou perfil?

Resumindo, você pode ter os dois. Um perfil pessoal é importante para contatos pessoais, com família e amigos. Misturar o consultório com a sua imagem pessoal não é uma ideia muito boa. Mantenha cada coisa em seu lugar – afinal, você não quer sua caixa de mensagens pessoais cheias de mensagens de pacientes, não é?

Criar um perfil pessoal para o consultório também não é indicado nem pelo próprio Facebook. Usando uma página institucional – uma fan page – você pode criar anúncios, impulsionar postagens, incluir links para o seu site e blog, organizar melhor a divulgação dos seus conteúdos, monitorar métricas da página… A lista de benefícios é enorme.

Observação importante: para criar uma página institucional, é preciso ter um perfil pessoal no Facebook, que vai servir como o administrador da página. Você também pode incluir outros perfis, como a sua secretária ou outro funcionário, definindo níveis para a atuação deles (Administrador, Editor, Moderador, Anunciante, Analista). Cada nível tem suas limitações, e o Administrador é quem controla toda a página, sem restrições.

  • Facebook Ads

O Facebook é um site gratuito e afirma, em suas políticas de uso,  que nunca solicitará pagamento pelo uso do site. No entanto, você pode investir e gastar dinheiro no Facebook de outras formas.

Para investimentos, o Facebook disponibiliza o Facebook Ads, a ferramenta de anúncios da rede social para páginas institucionais. Por lá, você pode impulsionar suas postagens para aumentar o alcance delas, criar anúncios para públicos específicos e para finalidades específicas – aumentar as curtidas da página, levar tráfego para o seu site ou para uma página de captura, por exemplo.

Você define o quanto quer gastar com cada anúncio e impulsionamento, e pode alterar o valor para mais ou para menos sempre que desejar. Todos esses investimentos precisam ser autorizados, então fique tranquilo: não haverão surpresas na fatura do seu cartão de crédito.

Twitter

Bem diferente do Facebook, o Twitter tem suas particularidades, sendo o limite de 140 caracteres por postagem a maior delas. Isso torna a rede muito mais dinâmica que o Facebook, trazendo algumas mudanças para a timeline dos usuários.

No Twitter, a velocidade de interação é muito maior. As postagens são curtas, passam aos montes pela timeline, e você pode perder um tweet de vista em um piscar de olhos – literalmente. Por isso, é importante avaliar se os seus pacientes realmente estão presentes ali, porque o esforço para alcançar o seu público nessa mídia será bastante diferente daquele que você emprega no Facebook.

No contexto do Twitter,  você não adiciona amigos ou curte páginas, mas segue perfis. Não há diferenciação de formato entre perfis pessoais e empresariais: eles funcionam da mesma forma e têm a mesma aparência.

Nessa rede é que se popularizaram as famosas hashtags, hoje utilizadas em todas as redes. Por lá, ao marcar um tweet com uma hashtag, você pode clicar nela e localizar outros tweets que tenham sido marcados com a mesma etiqueta. Além disso, no Twitter existe um ranking dos assuntos mais comentados por cidade, país e a nível mundial, os chamados Trending Topics.

  • Twitter Ads

O Twitter também tem uma ferramenta de anúncios própria, o Twitter Ads. Nela, é possível “promover” (termo equivalente ao “impulsionar” do Facebook) tweets, perfis e até assuntos. A ferramenta mostra o seu tweet patrocinado para usuários que interagem com perfis semelhantes ao seu ou que pesquisam por determinado assunto, utilizando as informações pessoais de cadastro e uso da rede para direcionar os anúncios mais interessantes para cada usuário.

Vale acrescentar que você pode segmentar o alcance dos tweets e anúncios para públicos selecionados por sexo, interesses, idioma, dispositivo utilizado, localização, palavras-chave… As possibilidades são infinitas.

Instagram

No Instagram, o foco são as imagens, seja em fotos ou vídeos. Nessa rede, o texto é secundário. Por vezes, as legendas são formadas só por emojis (símbolos e carinhas), sem uma única letra.

Para o seu consultório, o Instagram pode ser um ótimo investimento. Você pode utilizá-lo para divulgar seus serviços, manter contato com seus pacientes postando conteúdo útil, conquistar novos clientes e mais. É possível marcar suas legendas com algumas hashtags, atraindo visibilidade para os posts. Assim, se você escolher uma tag muito utilizada, como “#consultorio”, qualquer usuário que clicar nessa tag vai visualizar sua postagem em meio às que estão marcadas com ela. É interessante, por isso, lançar mão de hashtags mais específicas, como “#consultoriopediatrico”, aumentando as chances de visualização.

Invista em imagens que sejam mais limpas, sem muitos elementos, caso divulgue fotos de ambientes ou pessoas. Se optar por criar imagens com texto (como dicas, informações ou mensagens motivacionais), escolha fundos e fontes simples, que deixem o texto limpo. O mais importante é transmitir a mensagem de forma clara e objetiva.

Fique atento: imagens consideradas “fortes” – como fotos de procedimentos cirúrgicos ou de doenças – podem ser consideradas violação dos termos de uso do Instagram, além de potencialmente infringir as regras do CFM.

  • Instagram Ads

Os anúncios do Instagram são gerenciados no Gerenciador de Anúncios do Facebook. No Instagram, posts patrocinados podem ser veiculados nos formatos de fotos, vídeos e carrossel de imagens.

É possível criar anúncios para gerar cliques e conversões no seu site, assim como mais visualizações nos seus vídeos, download de materiais etc. Os anúncios também aparecem identificados como “Patrocinado”, assim como no Facebook e no Twitter.

A segmentação de público pode ser feita de diversas formas: por idade, gênero, localização, interesses, dispositivo de acesso, público que acessou seu site, para uma lista de contatos (você pode anunciar diretamente para os pacientes cadastrados na sua clínica!) e diversas outras opções.

As 6 melhores práticas de redes sociais para médicos

A simples presença nas principais redes sociais não garante resultados. Prova disso é a frustração de inúmeros médicos que criaram suas páginas nessas mídias e afirmam não conseguir gerar nenhum retorno ou visibilidade.

Nesse sentido, determinadas práticas são fundamentais para incentivar interações entre seu conteúdo e seu público, impulsionando comentários, curtidas e compartilhamentos. Criar um espaço nas mídias sociais é apenas o primeiro passo – depois disso, uma boa dose de dedicação é necessária!

Para te ajudar, listamos práticas indispensáveis para o gerenciamento de redes sociais:

Mantenha um perfil atraente e atualizado

Para conquistar a confiança e a admiração do seu público, é preciso que você saiba manter um perfil atraente e atualizado. Por isso, invista na identidade visual da sua presença na rede, sempre mantendo o mesmo padrão do seu site médico e de todos os seus outros perfis em diferentes mídias sociais.

Além disso, lance mão de postagens regulares (a elaboração de um calendário editorial é extremamente recomendada!). Afinal de contas, de nada serve um perfil bonito se ele falha no mais importante: comunicar com seu público.

Mandamento do Marketing: conheça bem o seu público

Já que estamos falando em público, nunca é demais frisar um dos pilares centrais de qualquer estratégia de marketing: é preciso conhecer muito bem com quem você está falando para planejar e definir o estilo das suas postagens.

Imagine que seu público é formado, em maior parte, por mulheres na menopausa. Nesse caso específico, não adianta postar textos sobre saúde masculina ou alimentação voltada para  atividades físicas, certo? Aqui, é interessante explorar tópicos como o controle das ondas de calor e a queda de libido.

Embora pareça um tanto óbvia, essa prática é absolutamente importante: se você quer que suas postagens tenham real impacto nas redes sociais, saiba bem com quem você se comunica e use essa informação para interagir corretamente.

Poste conteúdos relevantes (e com frequência regularizada)

Esta é uma ação complementar àquela citada acima: nas redes sociais, afinal, é preciso que você poste conteúdos relevantes para seu público com a maior frequência possível. Desse modo,  você faz com que o seu perfil seja sempre procurado por quem interessa. Realize um bom estudo sobre o seu público-alvo e aposte em conteúdos relevantes e bem construídos.

Não fique apenas no “bom dia” ou na publicação de imagens divertidas e bonitinhas: seus pacientes e potenciais pacientes desejam conhecer seu posicionamento acerca de diferentes assuntos relacionados à especialidade do seu consultório. Abordar dicas de bem-estar, saúde e tipos de tratamento também é uma estratégia interessante para criar autoridade e movimentar a rede social de forma qualitativa.

Não deixe o paciente “falando sozinho”: interaja!

Você recebe muitos comentários nas suas postagens mas não tem o hábito de respondê-las? Mude sua postura imediatamente! As redes sociais são feitas para interagir – nunca deixe de responder aos comentários dos seus pacientes e seguidores, por mais simples que sejam. Deseje “bom dia” de volta, saiba lidar com as críticas e nunca deixe uma dúvida sem uma explicação científica!

Faça bom uso das críticas

Publicou um conteúdo e recebeu muitas críticas nos comentários? Aproveite essa oportunidade de aprender e interagir ainda mais com seu público. Saber responder e reagir  às críticas é uma maneira de reforçar o seu reconhecimento como um profissional de qualidade, além de se aproximar das pessoas que ainda não se sentiam cativadas por aquilo que você publica.

Por outro lado, “comprar briga” com leitores que fazem comentários negativos e estimulam polêmicas é uma prática que você deve abolir das suas redes sociais. Essa atitude pode prejudicar (e muito!) a sua imagem.

Mensure, mensure e mensure

Para saber se a sua presença nas redes sociais realmente está fazendo a diferença para seu consultório, é preciso que você saiba identificar e avaliar os resultados da sua interação com o público.

Algumas redes sociais permitem que você faça pequenas análises de como as suas publicações estão atingindo as pessoas que te acompanham, porém é sempre interessante contar com a ajuda de um especialista para lhe ajudar a entender como a sua presença online está sendo vista por seus pacientes.

Se tiver o interesse em aprofundar bastante nos conceitos por trás de uma estratégia digital para sua clínica, recomendo também que você leia o livro “Clínicas Digitais”. São mais de 250 páginas de conteúdos contextualizando toda essa revolução que estamos vivendo, com muitos exemplos e casos práticos e embasados de como as coisas acontecem.

Para você ter ideia, só em janeiro de 2019 foram mais de 2000 unidades vendidas. O livro está sendo um super sucesso e acredito que você também irá gostar! Acesse a página dele para mais informações.

E aí, o que achou das nossas dicas? Continue a acompanhar nosso blog para mais conteúdos interessantes e até a próxima!

 

 

 

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.