5 dicas do que considerar na hora de criar um blog para médicos

blog para médicos

Você sabia que um blog para médicos melhora as classificações de busca orgânica da sua estratégia de marketing? Ele ajuda o profissional a construir credibilidade em seu setor e aumenta sua autoridade nos mecanismos de pesquisa. 

Em consequência, a criação de conteúdo relevante melhora a visibilidade do seu trabalho e torna mais fácil encontrá-lo online – o que, por sua vez, pode construir relacionamentos com pacientes atuais e futuros.

Parece excelente, certo?

No entanto, o blog é mais do que simplesmente descrever alguns pensamentos e compartilhar. A criação de conteúdo com objetivo estratégico de marketing, para educar e atrair pacientes leva tempo, não há como contornar isso. Se você planeja administrar e manter um blog de sucesso, é essencial dedicar recursos suficientes aos seus esforços.

Para aproveitar ao máximo sua estratégia de marketing médico, vamos revisar alguns passos essenciais para criação de um blog sobre saúde?

Confira neste artigo!

O que é um blog e como funciona?

Um blog é uma espécie de diário online ou um repositório de conteúdos sobre um determinado tema. O conteúdo de um blog geralmente inclui texto, imagens, vídeos, GIFs animados etc.! 

Como um blog pode existir apenas para uso pessoal, compartilhando informações com um grupo exclusivo ou para envolver o público, o proprietário pode definir um acesso público ou privado.

Quando um blog é disponibilizado publicamente, qualquer pessoa pode encontrá-lo por meio de links disponíveis no site do proprietário, perfis de mídia social, e-mails , além de mecanismos de busca por palavras-chave, como o Google. 

Muitos proprietários de blog criam seus perfis em sites dedicados ao armazenamento e compartilhamento de conteúdo, como o Blogger, Tumblr e WordPress.

Além de melhorar o número de visitantes do seu site, atualizando o conteúdo regularmente, indivíduos e empresas ganham dinheiro com seus blogs construindo confiança com o seu público-alvo.

Para isso, oferecem conteúdo que seu público ache interessante e útil e que também os estabeleça como especialistas bem informados. 

Isso funciona porque os consumidores geralmente compram novos produtos e/ou serviços de pessoas e empresas em quem confiam. Uma vez que você disponibiliza informações valiosas sobre um determinado tema, esclarecendo dúvidas e ajudando o usuário, a tendência é que ele passe a ver você como referência naquele assunto.

Vantagens do blog para médicos

Como começamos a falar, um blog fornece meios para compartilhar todos os tipos de informações e colher recompensas pelo compartilhamento de conteúdo gratuito.

Algumas outras vantagens desse trabalho:

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert
  • Os blogs se comunicam com autoridade, demonstram experiência e mantêm a reputação;
  • Cerca de 70% dos consumidores descobrem negócios por meio de um blog;
  • O conteúdo do blog inspira o envolvimento do paciente, melhora a confiança e cria relacionamentos;
  • Um blog ajuda a inspirar referências, atrair novos pacientes e a combinação de práticas que você deseja.

5 dicas úteis para criar um blog para médicos

Criar um blog despretensiosamente pode ser fácil. No entanto, quando o objetivo é integrá-lo a uma estratégia de marketing, pode ser um pouco mais complicado.

Pensando nisso, separamos algumas dicas com os principais recursos e considerações para ajudá-lo a tornar o processo de criação de seu blog de saúde um pouco mais tranquilo.  

Definindo o conceito

Para acertar o conceito do seu blog sobre saúde, você precisará considerar o seguinte:

  • Tema/tópico: o blog para médicos deve ter uma proposição ou área de foco única. O que você pode trazer para o seu nicho que seja original e único? Como você se destacará e evitará soar como todo mundo?
  • Estratégia e objetivos: o que você deseja obter do seu blog? Defina uma meta a ser alcançada!
  • Plano de conteúdo: sobre o que você escreverá e com que frequência você pode realmente se comprometer com o blog? Escolha uma área de enfoque que lhe interesse e inspire – assim você sempre estará interessado em aprender e pesquisar o tópico.
  • Por que você está blogando e quem estará ajudando:  saber as razões pelas quais você deseja fazer um blog e quem suas postagens estão ajudando é essencial. Existe uma lacuna no mercado? Os pacientes estão perdendo algo que você pode fornecer? Existe uma necessidade real para o seu blog? Como as postagens ajudarão os leitores a melhorar a saúde?
  • Senso de responsabilidade social: com um blog de saúde, você tem o poder de influenciar os resultados de saúde de maneiras positivas. Portanto, você precisa ter certeza de que suas mensagens são socialmente responsáveis ​​e bem pesquisadas, e deve acreditar no que está escrevendo.
  • Leitor ideal: trace um perfil de seu leitor ideal e imagine que cada postagem foi escrita para ele, isso ajudará bastante. 
  • Tom: seu estilo de escrita será engraçado, peculiar, profissional, calmo, controverso, científico? Você compartilhará detalhes pessoais e histórias ou será mais reservado? Não há certo ou errado, mas você precisa se sentir confortável com sua decisão e cumpri-la.

Ferramentas e recursos

Agora que você tem uma ideia de escopo do seu blog, a próxima etapa é lidar com os aspectos práticos da configuração. Afinal, quais ferramentas usar? 

Veja algumas opções:

  • WordPress: sistema de gerenciamento de conteúdo número um hoje, o WordPress é fácil de atualizar e usar!
  • Temas: usando o WordPress, você pode escolher entre milhares de temas gratuitos ou premium que você pode personalizar para garantir que seu blog tenha uma aparência original.
  • Plugins: plugins são complementos ou melhorias de terceiros que fornecem funcionalidade extra ao seu site. Os plug-ins oferecem tudo, desde recursos de compartilhamento de mídia social a aprimoramentos de boletins informativos, pop-ups, diretórios e mais!
  • Host web: nem é preciso dizer que você precisará de um host de boa qualidade, né?
  • Imagens:  o que é um blog sem imagens? Você precisará de uma assinatura de imagem ou uma lista de onde você possa baixar gratuitamente e com alta qualidade.
  • Contas de mídia social:  você precisará decidir se quer vincular seu blog às suas contas de mídia social pessoais ou iniciar novas contas dedicadas a ele.

Quando se trata dos aspectos de desenvolvimento pessoal do blog, existem considerações das quais você pode não estar ciente, como:

Desenvolvimento pessoal

  • Compromisso de longo prazo:  você não precisa postar todas as semanas, mas uma programação e um ciclo serão a chave para manter seu blog vivo e com sucesso! Quanto mais você postar, melhor.
  • Tentativa e erro: seja flexível, mude seus objetivos, explore novas ideias, atualize seu tema, experimente novas técnicas e muito mais – esteja aberto a mudanças!
  • Novas habilidades: você precisa se manter atualizado com as últimas tendências para se manter relevante e investir continuamente tempo e energia no aprendizado.
  • Escreva sobre questões ou tópicos de pacientes: não é sobre você, é sobre o que seu público quer saber. Não esqueça dessa máxima!

Tópicos interessantes para escrever em um blog para médicos

Você não precisa que eu lembre que há um excesso de conteúdo lá fora – especialmente no espaço competitivo e lotado da saúde. 

Por esse motivo, se destacar é imprescindível!

  • Desenvolva conteúdo que ressoe em seus pacientes: histórias de experiências de pacientes podem ajudar a retratar um assunto médico complexo em um contexto relacionável. Mas, lembre-se! dados de pacientes nunca podem ser compartilhados em locais públicos.
  • Conteúdo baseado em conselhos: outra forma excelente de envolver seu público. Em vez de simplesmente discutir os sintomas, por que não compilar uma lista de sugestões para o alívio do problema, por exemplo? Ou, ainda, fornecer dicas sazonais aos seus pacientes?

Funil do marketing de conteúdo

Conforme mencionado acima, é importante atender seus pacientes, e isso significa entender suas necessidades. 

Mapear o conteúdo em torno da jornada do paciente pode ajudar a sincronizar os esforços no blog com as necessidades de seu público.

O estágio de conteúdo de blog no marketing de conteúdo geralmente fica no topo do funil – conhecido como estágio de conscientização. 

Neste momento, os pacientes em potencial geralmente procuram ajuda. Desde pesquisar profissionais de saúde até aprender mais sobre os impactos duradouros de um tratamento.

Conforme mencionado acima, é importante alinhar sua pesquisa de palavras-chave com as necessidades de seus clientes. 

Para começar, pergunte a si mesmo: o que seus pacientes estão procurando? Que problemas eles podem estar tentando resolver? 

Criar artigos que respondam a perguntas específicas ajuda seu conteúdo a ser descoberto pelos leitores – e também a aumentar as classificações do blog para médicos.

Quer saber mais sobre estratégias de marketing médico? Baixe o Guia de Marketing Médico gratuito e alavanque os resultados do seu consultório!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: