Como o Sindicato pode acelerar o processo de cadastro da clínica ou consultório no CNES?

cid10

Todo profissional da saúde que tenha o desejo de abrir o próprio consultório ou uma clínica médica deve cadastrar a empresa no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). Diante de tanta burocracia no acompanhamento do processo, vários sindicatos médicos do país oferecem o serviço de cadastramento e acompanhamento para o profissional que seja sindicalizado.

Mas, antes, será explicado o que é o CNES, assim como os documentos que o profissional precisa providenciar.

O que você precisa saber sobre o CNES

O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde é um conjunto de informações que cada empresa que presta serviços de saúde (médicos, dentistas e demais graduações da área) precisa informar para o Ministério da Saúde. Todo o trâmite é coordenado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Essa exigência foi instituída no final do ano 2000.

O cadastro no CNES é obrigatório para que o funcionamento do estabelecimento seja regularizado. No cadastro deve constar informações relativas ao recurso humano, área física, equipamentos utilizados, serviços ambulatoriais e hospitalares (caso haja). Ainda são exigidos: nível de atenção (hospitalar, ambulatorial), endereço do estabelecimento, dados como vínculo com o SUS, razão social, quantidade de salas, tipo de atendimento prestado (SADT, internação, ambulatorial, vigilância em saúde urgência,), avaliação do Programa Nacional de Serviços de Saúde – PNASS, número do alvará de funcionamento, serviços oferecidos, instalações físicas para assistência, entre outros dados.

Também é preciso informar quem são e quantos são os funcionários da empresa prestadora de serviços. Para isso, cada funcionário deverá preencher um formulário com os dados pessoais solicitados. O trâmite para o cadastramento ainda inclui uma visita à secretaria de saúde do município no qual o estabelecimento fica. O cadastro deve ser feito pelo(s) dono(s) do consultório.

Diante da grande dificuldade dos profissionais para efetuar o cadastramento de seu estabelecimento, diversos sindicatos da área de saúde passaram a oferecer o serviço de cadastramento, acompanhamento e atualização anual. Mas, de que forma o sindicato pode oferecer ajuda ao profissional?

Importância do sindicato no processo do CNES

Entendendo a complexidade do cadastramento dos estabelecimentos e a falta de tempo para providenciar os documentos exigidos e acompanhar a tramitação do processo, muitos sindicatos já oferecem um serviço que atende a essa demanda. Para isso, o profissional deve estar devidamente sindicalizado. Para quem não é, vale ressaltar que o custo-benefício é enorme, pois além de liberar o médico de fazer o cadastramento, o serviço é confiável.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

O que o sindicato faz pelo profissional? Toda a parte de recepção e encaminhamento de documentos para uma das unidades da Vigilância Sanitária do município, preenchimento completo do CNES (no total, são 15 formulários a serem preenchidos), avaliação e correção do cadastro (caso seja preciso), entrada dos documentos na Secretaria de Saúde Municipal, orientação ao profissional sobre as fases do cadastramento, acompanhamento do processo, entrega do número do CNES ao profissional e atualização anual do cadastro (caso seja necessário).

Apesar de a preocupação com o CNES ser extremamente relevante e necessária, gerir um consultório vai muito além de documentações, números e burocracias: estar a frente de um empreendimento deste porte envolve muitas outras questões que não podem ser negligenciadas, como a gestão administrativa, estratégica e financeira do consultório.

Você precisa entender que está gerenciando um empreendimento que precisa de atenção estratégica e, portanto, o marketing deve fazer parte da sua visão de negócio. Além disso, o controle financeiro do consultório deve ser apurado para que você entenda claramente o retorno que está tendo sobre os investimentos que tem feito.

Lidar com tudo isso sozinho não é tarefa fácil, afinal, você ainda tem dezenas de atendimento por dia para realizar. É aí que entra a tecnologia: você pode usá-la para automatizar a maior parte das ações necessárias para uma boa gestão do consultório, controle financeiro,  marketing digital e relacionamento com o paciente.

Você sabia que existem softwares médicos extremamente eficazes que auxiliam na gestão do consultório e no relacionamento com os pacientes? E que, inclusive, podem ajudá-lo na parte estratégica e no marketing do consultório? Já pensou se, no seu software médico, além de gerenciar seus pacientes, você pudesse também criar e conduzir o seu próprio site e blog?

No iMedicina nós oferecemos essa possibilidade! Conheça nossa proposta visitando a nossa página e entenda melhor como informatizar o seu consultório e atrair novos pacientes!

Gostou desse artigo? Em nosso blog você encontra mais textos interessantes. Não deixe de nos visitar!

[posts-relacionados-gerais][/posts-relacionados-gerais]

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira:

  • 1) Atração de pacientes
  • 2) Atendimento com Eficiência e Tecnologia
  • 3) Relacionamento e fidelização

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.