Medo de dentistas: soluções tecnológicas para reduzir esse mito

dentistas

Em 2014, apenas 8% dos brasileiros passaram pela cadeira de dentistas, segundo dados do Conselho Federal de Odontologia (CFO). De acordo com a Sociedade Americana de Odontologia, três em cada 10 adultos apresentam algum grau de fobia ao visitar dentistas.

Entre os brasileiros, em 2014, quase 15% da população não frequentou o profissional de odontologia por medo. Este é o segundo motivo mais citado para evitar os consultórios de dentistas, segundo pesquisa do CFO, com dados de 2014. O medo perde apenas para a “falta de necessidade”, superando até mesmo a “falta de tempo e de recursos financeiros”.

A fobia de dentistas pode ser desencadeada por traumas decorrentes de experiências negativas anteriores, que podem remontar à infância. Os procedimentos rústicos do passado não raro provocavam dor durante todas as visitas ao consultório, o que resultava em uma associação inevitável entre ida ao dentista e dor. Assim, as pessoas que possuem algum trauma em relação a dentistas costumam adiar o máximo possível a visita a esse profissional, a fim de evitar o mal-estar causado pela fobia.

A boa notícia é que avanços tecnológicos têm contribuído significativamente para a redução da dor durante os processos odontológicos, tornando-os, além disso, mais seguros e simples. Hoje há equipamentos de alta tecnologia que garantem procedimentos menos invasivos, mais precisos e eficientes e que proporcionam um tempo de recuperação menor e mais conforto para o paciente, tanto durante a consulta, quanto após qualquer procedimento, do mais simples ao mais complexo.

O fim do “motorzinho”

Um dos clássicos equipamentos que normalmente causam desconforto para os pacientes (e dentistas) devido ao som característico é a caneta de alta rotação, conhecida como “motorzinho” ou “broca”. Esse item é bastante utilizado nos consultórios para remoção de restaurações, cáries e outros procedimentos. O barulho, antes considerado inevitável, geralmente causa desconforto para pacientes e dentistas, que podem ter prejuízos auditivos devido ao convívio constante com o som.

Há hoje alternativas aos “motorzinhos” tradicionais, como a caneta de alta rotação que não emite o temido som, porque gira devido a uma rotação de turbina a partir de um motor elétrico, o que faz com que o ruído emitido seja similar a um sopro. Além disso, há a redução da vibração incômoda produzida pelas canetas de alta rotação tradicionais na mão do dentista, o que também beneficia o paciente, que não sente que o procedimento está sendo realizado, fazendo-o sentir-se mais cômodo e com menos medo. Além disso, o equipamento não prejudica a audição do profissional.

Já é possível também dizer adeus à agonia diante de agulhadas na gengiva. O sistema The Wand proporciona eficácia, conforto e redução de efeitos colaterais na aplicação de anestesias. Ele controla o fluxo de anestésico aplicado, mantendo pressão e volume constantes, independente da variação de resistência tecidual, diminuindo significativamente a dor.

O sistema CVdentus, outro avanço tecnológico, utiliza o movimento ultrassônico para remoção de materiais dentários de forma minimamente invasiva, sendo muito utilizado em preparos de facetas de porcelana, uma vez que é menos traumático.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

As inovações chegaram até mesmo às cadeiras odontológicas. Atualmente é possível encontrar modelos controlados por iPad e equipados com diversos itens para segurança e conforto, tais como câmera intraoral, esteira de massagem, seringa com água aquecida e kit multimídia.

Segundo dados do CFO, 42% dos brasileiros se dizem insatisfeitos com o próprio sorriso. Além disso, 23% apresentam algum problema bucal, sendo a ortodontia uma das soluções.

Na área de odontologia estética, um avanço significativo é o Digital Smile Design. Trata-se de um conceito fundamentado na análise das proporções faciais do paciente por meio de vídeos e fotografias digitais de alta qualidade a fim de conhecer a relação entre os dentes, gengivas, lábios, sorriso, e características da face ao movimentar-se.

Com essas informações é possível criar um projeto digital de sorriso personalizado que, após aprovação do paciente, pode ser testado em sua boca, o que possibilitará uma previsão do resultado final, aumentado sua confiança no tratamento.

Vale a pena para os dentistas?

O investimento em tecnologias de ponta não costuma ser baixo. A caneta de alta rotação que não emite o som das brocas tradicionais custa, em média, R$ 14 mil, porém os valores variam, uma vez que trata-se de um produto importado. Entretanto, quem já aderiu às tecnologias odontológicas mais avançadas garante que há um bom custo-benefício, já que os procedimentos são realizados de forma mais rápida e eficaz, o que resulta, portanto, em uma economia significativa em tempo de clínica.

Se, mesmo diante dos avanços tecnológicos que garantem a redução da dor e o aumento do conforto, o medo de dentistas persistir, impedindo a busca por tratamento odontológico mesmo em casos de extrema necessidade, recomenda-se procurar ajuda profissional para superação do trauma.

Se você é dentista, não deixe de investir em tecnologia no consultório! Além de equipamentos, invista também em sistemas e em estar mais próximo de seus pacientes! Converse com o nosso time de especialistas e saiba como implementar um software que vai mudar a forma como seus pacientes enxergam sua clínica! Acesse o iMedicina.

Gostou deste artigo? Confira mais artigos sobre esse e outros assuntos em nosso blog.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira:

  • 1) Atração de pacientes
  • 2) Atendimento com Eficiência e Tecnologia
  • 3) Relacionamento e fidelização

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.