O que é prontuário do paciente

prontuário

O prontuário do paciente é um documento de fundamental importância para guardar todos os dados clínicos da pessoa enferma. É por meio dele que o médico conseguirá indicar o tratamento mais adequado, visando sempre oferecer os melhores cuidados a fim de garantir uma recuperação rápida e eficiente.

Sem as informações contidas nesse documento, o profissional da saúde não consegue identificar quais problemas o paciente já teve, não sabe quais riscos uma medicação pode oferecer, entre outros dados importantes que afetam diretamente a vida do indivíduo.

Para ajudar você a entender melhor sobre o prontuário do paciente, escrevemos este artigo para mostrar quais informações precisam ser contidas nesse documento, por quanto tempo ele deve ser arquivado e qual a finalidade desse registro. Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

O que é prontuário do paciente?

De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), o prontuário do paciente nada mais é que um documento que contém todas as informações relacionadas à pessoa enferma, como descrição e evolução de sintomas, histórico de doenças (inclusive, familiar), resultados de exames, indicações de tratamentos, alergias relacionadas a medicamentos, animais ou alimentos e prescrições médicas.

Todas as informações do prontuário são de extrema importância, pois elas são responsáveis por facilitar os cuidados prestados ao paciente, permitindo a indicação de tratamentos adequados para cada tipo de problema. 

Por essa razão, é importante que nesse documento não haja rasuras, borrões e outros fatores que colocam em dúvida a credibilidade dos dados. É importante destacar que as informações contidas no prontuário são sigilosas, isto é, somente o médico e o paciente podem ter acesso a elas.

Existem situações em que elas podem ser usadas como fonte de pesquisas na área da saúde, a fim de possibilitar a elaboração de estatísticas e indicadores que contribuem para a assistência da saúde da população.

Quais são as informações contidas em um prontuário do paciente?

É importante que o prontuário do paciente siga um padrão, a fim de garantir um tratamento em saúde em condições igualitárias. A seguir, listamos as informações que não podem faltar nesse documento. Veja quais são elas!

Identificação do paciente

A identificação do paciente é a primeira informação de um prontuário. Por meio desses dados básicos, é possível identificar com facilidade a qual paciente tal documento se refere. Isso agiliza o atendimento e reduz as chances de confusões ou trocas de prontuários.

Esse campo precisa conter as seguintes informações básicas, como:

  • nome completo;
  • data de nascimento;
  • sexo;
  • nome da mãe;
  • naturalidade;
  • endereço completo.

Anamnese

A anamnese nada mais é que uma entrevista feita com o paciente para saber quais são seus sintomas, suas queixas e se ele apresenta algum fator que contribui para o surgimento de alguma doença, como histórico familiar, eventuais vícios etc. Seu principal objetivo é auxiliar no diagnóstico e nas tomadas decisões a respeito dos tratamentos que serão feitos. 

Plano terapêutico

Após a realização da anamnese e análise do exame clínico, serão apresentadas as hipóteses diagnósticas. De acordo com o quadro clínico do paciente, o médico poderá receitar medicamentos e recomendar ações preventivas para evitar que o problema de saúde se agrave. Tudo isso precisa constar no plano terapêutico, a fim de registrar todas as medidas tomadas para o controle ou cura da enfermidade.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Laudos de exames

Ao observar o estado clínico do paciente, o médico pode solicitar exames para confirmar o seu diagnóstico. Nesse sentido, todos os resultados devem ser registrados no prontuário no campo “laudos de exames”, sendo necessária a assinatura do especialista responsável pelo teste, a fim de garantir a credibilidade do resultado e assegurar um acompanhamento correto da progressão da doença.

Prescrição médica

A prescrição médica é a famosa receita feita pelo médico sobre os medicamentos que precisam ser tomados e exames que precisam ser feitos. É importante registrar essa informação no prontuário do paciente para oficializar as recomendações médicas.

Nos prontuários eletrônicos por exemplo, é possível integrar um sistema de prescrição eletrônica que facilita esse processo para o médico. Assim, as informações são armazenadas corretamente e o paciente já sai da consulta com a receita digitalizada.

Evolução do quadro clínico do paciente

Nesse campo, serão registrados todos os procedimentos utilizados para garantir a melhora do paciente, anotando sempre a data e hora de quando eles foram realizados. O profissional que fizer tal anotação, precisa também se identificar e apontar o seu registro no conselho de classe da sua profissão.

Em casos de prontuários físicos, o registro precisa ser feito de maneira legível com a assinatura do médico ou enfermeiro que realizou o procedimento.

Dados sobre transferência, alta e óbito

Após concluído o tratamento ― ou pelo menos parte dele ― ou até mesmo o falecimento do paciente, documentos são emitidos para informar tal situação. O registro dessas ações também precisa ser realizado no prontuário do paciente, a fim de indicar qual foi a sua trajetória clínica e mostrar em quais locais ele recebeu atendimento.

Documentos diversos

Os documentos diversos que precisam constar no prontuário do paciente referem-se às fichas referentes à realização de consultas, testes de diagnósticos e outros tipos de atendimento. Todas essas informações são importantes para tornar o prontuário mais eficiente e auxiliar nas futuras intervenções clínicas.

Por quanto tempo o prontuário do paciente deve ser arquivado?

De acordo com a Lei 13.787/18, os prontuários dos pacientes devem ser guardados por, no mínimo, 20 anos. Após esse prazo, eles podem ser eliminados ou devolvidos ao paciente. Nesse momento, fazer uso de um prontuário eletrônico é fundamental para manter esse documento mais seguro.

Qual a finalidade do prontuário do paciente?

A finalidade do prontuário é servir como base na comunicação entre os profissionais de saúde. Por meio dele, é possível ter acesso a todo o histórico do paciente e, ao mesmo tempo, identificar fatores que impedem que certos medicamentos e tratamentos sejam ministrados.

Isso significa que seu objetivo é garantir a segurança e bem-estar do indivíduo, a fim de oferecer a ele todas as informações necessárias a respeito do seu estado de saúde e o que foi feito para ajudá-lo a ter uma melhor qualidade de vida.

Como você pode perceber, o prontuário do paciente é muito importante para orientar a equipe médica, enfermeiros e outros profissionais a respeito das medidas que precisam ser tomadas para contribuir com a melhora do quadro clínico do paciente. Sem ele, se torna cada vez mais difícil fazer um diagnóstico correto e indicar um tratamento adequado. 

Quer saber mais sobre prontuário? Continue navegando pelo blog e saiba como otimizar todos esses processos no consultório.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira:

  • 1) Atração de pacientes
  • 2) Atendimento com Eficiência e Tecnologia
  • 3) Relacionamento e fidelização

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.