Posso trabalhar com telemedicina e medicina convencional ao mesmo tempo?

Você já ouviu falar em telemedicina, mas não sabe se pode trabalhar com a medicina convencional ao mesmo tempo? Saiba mais sobre o tema e decida você mesmo sobre qual cenário é melhor para a sua atuação médica.

O que é telemedicina

A telemedicina é uma tendência tecnológica da transformação digital na medicina. O recurso possibilita fornecer e receber informações médicas sobre pacientes e equipes de saúde que normalmente estão a centenas de quilômetros e também promover comunicação à distância.

Tele, aliás, é um termo grego relacionado a distância e afastamento, por isso, inclui a medicina realizada nesta modalidade.

Existe toda uma previsão legal para a prática da telemedicina, regida pela Resolução 1.643/2002. Uma das recomendações do Conselho Federal de Medicina diz respeito, por exemplo, à qualidade de informação recebida e às decisões médicas.

O médico só pode dar opiniões e recomendações via telemedicina caso tenha recebido informações suficientes para emitir parecer.

Como a telemedicina pode contribuir para seu trabalho

A telemedicina, além de ser usada para obter e prestar informações sobre pacientes, também é utilizada para a realização de treinamentos e educação à distância.

Outra forma de utilização é quando é necessária uma segunda opinião médica, mesmo que o colega esteja em outra cidade ou até mesmo em outro país. Muitas vezes, é preciso consultar um outro especialista que não está próximo e assim a necessidade é resolvida.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Os recursos da telemedicina também permitem troca de informações entre instituições médicas e profissionais na discussão de casos clínicos, muito útil para doenças raras. É possível acessar e entregar resultados de exames médicos via telemedicina e realizar a análise dessas respostas e diagnósticos.

O paciente tratado via telemedicina ganha em função da relação entre tempo e distância. Até mesmo a redução de riscos, como infecções hospitalares, está entre as vantagens. Da mesma forma, ganha o médico, que pode atender não apenas os pacientes presenciais. O profissional também pode utilizar o meio para atualizações e para ouvir colegas.

Outra realidade tecnológica são as consultas em vídeo e o homecare. São formas de atenção ao paciente com alta tendência beneficiadas pelo uso da telemedicina. A relação médico e paciente pode ter um diferencial que, bem utilizado, pode resultar em maior aproximação e melhores resultados.

Ao evitar a ida de pacientes a clínicas e hospitais, o sistema também é desafogado, aumentando o acesso para casos de emergência e com necessidade de atendimento presencial.

A maior troca de informações entre profissionais também resulta em mais integração e pode ter como retorno avanços importantes para a área de pesquisa médica, ao dividir informações entre colegas.

Laudos e exames podem ser acessados de qualquer lugar com equipamentos simples, como tablets, e permitem resposta de onde você estiver, mesmo que esteja ausente, em férias ou participando de congressos que exijam a sua presença. Sendo sua opinião demandada, bastará acessar o sistema.

É possível, portanto, ter ambas as práticas atuando em conjunto: a telemedicina e a medicina convencional, seja direcionando o uso dos recursos apenas para treinamento e educação ou ampliando para todos os benefícios oferecidos pela tecnologia.

Continue lendo outros artigos sobre esse assunto em nosso blog!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: