Prontuário de papel: por que isso não é vantajoso?

Prontuário

O prontuário médico contém um conjunto de documentos essenciais para a prática da profissão. Nele, estão documentados, dados pessoais dos pacientes, seu histórico médico, incluindo atendimentos, diagnósticos e tratamentos realizados.

A versão mais conhecida e utilizada por muito tempo é a de papel, o que significa uma infinidade de folhas impressas que, além de gerarem gastos extras com materiais e armazenamento, também dificultam o trabalho de médicos, secretárias e administradores, uma vez que sua utilização não é prática. 

Neste conteúdo, entenderemos um pouco mais porque o prontuário de papel não é vantajoso. Acompanhe!

Desvantagens da utilização do prontuário de papel

O prontuário de papel vem se mostrando cada vez mais como uma tarefa nada prática e vantajosa. Dentre os principais pontos, destacamos alguns, a seguir.

Financeiro

Usar folhas de papel impresso ou manuscrito para organizar as informações de pacientes não é nada benéfico do ponto de vista econômico. Essa opção gera mais gastos ao consultório ou clínica, uma vez que é preciso incluir a compra de papel e tinta para impressora. 

Ainda, é necessário disponibilizar espaço físico para armazenamento (o que envolve a necessidade de salas maiores e aquisição de móveis) e, muitas vezes, contratar alguém unicamente para organizá-los e disponibilizá-los para as consultas.

Pode parecer pouco, mas quando colocados na ponta do lápis, esses gastos se mostram consideráveis nas finanças do negócio.

Segurança

A segurança da documentação médica é fundamental para garantir o trabalho do profissional e a sigilosidade das informações do paciente. Documentos físicos exigem um esquema de preservação para evitar perdas, roubos e extravios que podem se tornar uma verdadeira dor de cabeça.

Falta de praticidade 

Como dito anteriormente, armazenar as informações dos pacientes de uma maneira física é trabalhoso e nada prático. Com prontuários de papel, tudo é organizado manualmente, gerando uma necessidade de trabalho enorme para manter tudo acomodado e à disposição. 

Além disso, o uso do papel pode gerar problemas como legibilidade e uma preocupação a mais em manter esses documentos viáveis à medida que o tempo passa. 

Já deu para ver que são muitas as desvantagens, não é mesmo? Você, provavelmente, lida com isso todos os dias.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Como solução, hoje, temos à disposição o prontuário eletrônico, uma ferramenta está revolucionando a prática médica e tornando possível a disponibilidade de tempo para o que mais importa: o atendimento ao paciente. 

O surgimento do prontuário eletrônico

Os primeiros sistemas de prontuários digitais surgiram na década de 60, nos Estados Unidos, a partir da parceria entre grandes hospitais americanos e universidades, como Harvard.

Foram feitos diversos esforços para que os registros médicos fizessem essa transição para o meio digital. Assim, em 1991, o IOM (Institute of Medicine) publicou uma carta solicitando que o uso do prontuário em papel fosse abandonado em até 10 anos.

No Brasil, no entanto, esse processo foi mais lento e apenas em 2002 o Conselho Federal de Medicina (CFM) regulamentou e autorizou o uso do prontuário digital.

Até os dias atuais, esse recurso é homologado e controlado pela resolução CFM nº 1.821/07. Ela define as normas técnicas de uso dos sistemas informatizados para a guarda e manuseio dos prontuários dos pacientes, além de autorizar a eliminação do uso do papel e a troca de informações por via eletrônica.

Hoje, existem diversos softwares de prontuário eletrônico disponíveis no mercado para modernizar a prática médica e agilizar tarefas diárias que, tradicionalmente, demandam muito tempo e esforço. 

Por que usar o prontuário eletrônico?

O prontuário eletrônico é uma ferramenta que veio para trazer mais agilidade e qualidade no atendimento. Sua função é armazenar os dados do paciente com mais segurança e melhorar o acesso em casos de emergência. 

Ainda, seu diferencial está em todos os recursos extras que esse sistema pode oferecer. Assim, a utilização de papel está se tornando cada vez mais obsoleta, seja pelo viés da praticidade ou ambiental.

O meio digital é seguro, oferece uma rápida recuperação dos dados e não ocupa espaço extra no consultório. Isso sem contar os benefícios já mencionados. A seguir, confira vantagens e desvantagens.

Vantagens

  • Evita o desperdício das horas gastas com a procura do histórico de pacientes em papel, aumentando a produtividade;
  • Agilidade no atendimento, melhorando a experiência que o paciente tem no consultório;
  • Prescrição de medicamentos, legível e sem erros;
  • Maior segurança das informações;
  • Possibilidade de compartilhamento ágil de prontuários entre médicos que atendem o mesmo paciente;
  • Possibilidade de análise e entendimento do perfil do paciente;
  • Geração de relatórios inteligentes com diversos tipos de informações;
  • Possibilidade da disponibilização do agendamento online de consultas;
  • Facilidade na organização das informações;
  • Melhora do pós-atendimento;
  • Possibilidade de integração com ferramentas de gerenciamento do negócio.

O prontuário eletrônico é uma ferramenta que pode melhorar o dia a dia do consultório ou clínica em diversos pontos que tornam o trabalho mais ágil, prático e acessível.

Além disso, é um diferencial importante na satisfação do paciente com a experiência como um todo. No entanto, nem tudo são flores e mudar para um novo sistema de organização também tem suas desvantagens. 

Desvantagens

  • Transição dos documentos em papel para o ambiente digital: para isso é necessário despender algum tempo transformando os documentos físicos em arquivos digitais. A boa notícia é que só precisa ser feito uma vez. A partir daí, tudo estará no mesmo lugar, completamente acessível, de forma ágil e simples;
  • Necessidade de utilizar internet: a maioria das plataformas que oferece prontuários eletrônicos são hospedadas em nuvem. Isso é bastante vantajoso, uma vez que toda a documentação dos pacientes estará disponível para ser acessada de qualquer lugar. No entanto, para isso, é necessário ter uma conexão com a internet;
  • Algum investimento: a transição para o ambiente digital exige um investimento inicial. É preciso realizar um trabalho para a digitalização dos documentos já existentes, treinamento do pessoal, mudança na rotina do consultório e instalar todos os equipamentos. Além de serviços fundamentais para a sua utilização, tais como computadores e internet. Mas depois desse início, todos os benefícios serão colhidos;

Ainda existe alguma dúvida de que o prontuário eletrônico é a melhor opção para a sua clínica ou consultório? Se você continua com receio, não hesite em nos contatar. Estamos à disposição para esclarecer qualquer ponto que ainda não tenha sido abordado.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira:

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.