Sou fisioterapeuta. Quanto posso esperar ganhar na profissão?

fisioterapia

O segmento de fisioterapia tem crescido cada vez mais no âmbito da medicina, sendo uma das formações mais concorridas. Após a dedicação de quatro a cinco anos nos estudos, é necessário adquirir o registro profissional junto ao Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito). O mercado de trabalho tem sido muito competitivo para os iniciantes, mas se mantém sempre aceso para os profissionais da área, porém, um dos maiores questionamentos é: quanto ganha um profissional de fisioterapia?

Piso Salarial na fisioterapia

O salário base para os profissionais da saúde com essa formação é definido pelo sindicato responsável pela categoria e é particular em cada região do país. Na maioria dos estados, o piso salarial é definido com um valor acima de R$2000,00 fixo. No Rio de Janeiro, o piso é um pouco maior, sendo mais de R$2400,00, já em São Paulo cai para R$2392,00. O Paraná tem o menor piso salarial se comparado a esses estados citados, o piso definido é de R$2158,00.

O projeto de lei (PL 5979/2009) está em tramitação e visa aumentar o teto salarial do fisioterapeuta para R$4650,00 fixos. Na área da fisioterapia, a jornada de trabalho é de 30 horas, segundo a lei 8.856, de 1º de março de 1994.

Mas infelizmente, na prática, a média de remuneração não alcança os valores definidos pelo sindicato. Um estagiário que atua na área ganha em média R$802,00 e um profissional já formado recebe R$2050,00. Para as áreas especializadas no âmbito da fisioterapia, o salário varia de R$1773,00 para fisioterapeuta esportivo, passando pela área de fisioterapia respiratória que recebe em torno de R$2145,00 à R$2431,00 para fisioterapeuta de trabalho.

O Fisioterapeuta Autônomo

Os profissionais que desejam trabalhar por conta própria podem contar com um índice de informação de valores disponibilizado no Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO). Essa tabela estabelece o capital mínimo para ser praticado nos mais variados serviços de fisioterapia.

Uma consulta em hospital, ambulatório ou residencial tem o preço tabelado de R$58,00. Já quando o serviço prestado é uma averiguação cinemática da mobilidade – examinar o movimento a partir de um prisma espacial e temporal sem fazer referência às forças que motivam o movimento – o valor cobrado é de R$117,00. Quando se trata de realizar o teste de esforço cardiopulmonar com ênfase em sentenciar do limiar anaeróbio, o valor sugerido pelo Coffito é de R$136,00 e para casos de plantão do fisioterapeuta em unidades de terapia ou de Pronto Atendimento de urgências e emergências é R$136,00 por paciente, em um período de 12 horas.

O profissional da área da saúde com formação acadêmica nesse segmento também pode atuar dando aulas de pilates como recurso mecano-cinesio-terápico – promove a saúde e bem-estar através de um método de movimentos composto de exercícios -, pois na formação é estudado o movimento do corpo humano. Segundo a tabela do Conselho Federal, o profissional é orientado a cobrar R$58,00 por pessoa atendida.

Para estar à frente no mercado é importante ser um profissional que vai além do comum e se arrisca em investimentos essenciais para o crescimento do consultório de fisioterapia.

Você sabia que existem softwares médicos extremamente eficazes que auxiliam na gestão do consultório de fisioterapia e dos pacientes? E que, inclusive, podem ajudá-lo na parte estratégica e no marketing do consultório? Já pensou se, no seu software médico, além de gerenciar seus pacientes, você pudesse também criar e conduzir o seu próprio site e blog?

No iMedicina nós oferecemos essa possibilidade! Conheça nossa proposta visitando a nossa página e entenda melhor como informatizar o seu consultório de fisioterapia e atrair novos pacientes!

Quer saber mais? Confira outros artigos relacionados à fisioterapia e à saúde em nosso blog!

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.