Saiba como melhorar o marketing da clínica de psicologia

marketing da clínica

Quando o tema é marketing, infelizmente, algumas pessoas ainda acreditam que se trata apenas de divulgação sensacionalista. Em outros casos, quando envolve uma profissão, existe um medo de que o investimento em publicidade online possa rebaixar a seriedade do profissional. Porém, isso não é verdade. Quando o marketing da clínica de psicologia é bem feito, por exemplo, este será um serviço importantíssimo para muitas pessoas.

Além da questão empresarial, de atrair e fidelizar pacientes, a estratégia promove a conscientização sobre a importância dos cuidados com a saúde mental. Assim, o marketing da clínica de psicologia pode revelar quando é necessário buscar ajuda profissional para as alterações psíquicas.

Afinal, o Brasil é um país que sofre com transtornos mentais, mas ainda está envolto a diversos tabus e preconceitos sobre o assunto. Isso é revelado pelos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo a organização, cerca de 12 milhões de brasileiros, ou 5% da população, sofrem com a depressão.

Já a ansiedade afeta quase 20 milhões de pessoas no país, dando ao Brasil o triste título de “o mais ansioso do mundo”. 

Todos esses números alarmantes mostram o quanto o marketing para os profissionais de psicologia é essencial. Seja feito para as instituições ou para os profissionais liberais, que, geralmente, gerenciam suas próprias clínicas.

A ética na base do marketing da clínica de psicologia

Os psicólogos atuam com base na ética. Portanto, não poderia ser diferente com o marketing da clínica de psicologia. 

Por isso, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) possui diretrizes para as apresentações de serviços na área. Então, não é permitido:

  • divulgar preços de atendimentos;
  • falar sobre técnicas e diagnósticos não reconhecidos cientificamente;
  • fazer autopromoção;
  • prometer resultados;
  • anunciar informações de maneira sensacionalista. 

Após essa lista do que não fazer, muitos profissionais se assustam e acreditam que o trabalho do marketing fica limitado. No entanto, não precisa se preocupar, vamos mostrar a saída para o marketing digital ético. Acompanhe na leitura.

O marketing de conteúdo como solução

O marketing de conteúdo é o queridinho dos profissionais de saúde, inclusive para os psicólogos. Quando adequado às normas dos conselhos das profissões, essa ferramenta consegue guiar a pessoa pela chamada “jornada do paciente”.

Isso significa, como o próprio nome já diz, que são utilizados conteúdos para informar a população sobre um assunto. Assim, a pessoa que acessa o material poderá se identificar com aquela adversidade e entenderá que precisa de ajuda profissional. Por fim, haverá a chance dela marcar uma consulta na clínica de psicologia.

Um exemplo prático: ao ler um artigo sobre ansiedade, alguém que sente angústia e estresse constantes poderá perceber que esses sentimentos não são normais e irá buscar uma solução. Caso esse artigo esteja no site de uma clínica de psicologia, as chances dela entrar em contato para marcar um atendimento crescem. 

As ferramentas para o marketing da clínica de psicologia

O que não faltam são maneiras criativas de realizar o marketing da clínica com base no conteúdo e, dessa forma, seguindo todas as normas do CFP. 

Por isso, vamos te mostrar as principais ferramentas do marketing de conteúdo. 

Site

Para começar a lista, não pode faltar o bom e velho site. É com uma página na Internet que será possível divulgar as informações básicas da clínica. Isso inclui endereço e opções de contato, além de informações sobre o corpo clínico (com as suas qualificações), fotos do ambiente e outros itens que diferenciem a instituição.

O site também deve ter um blog. É nele que serão publicados os diversos conteúdos para informar a população a respeito dos assuntos da psicologia. 

Nessa parte, também vale apostar na criatividade. Não é necessário apenas fazer textos, é interessante ainda publicar conteúdos em forma de vídeos e gráficos. Tudo sem esquecer de boas imagens e fotos. 

Prontuário Eletrônico Gratuito

Outra dica importante é usar palavras-chave nos conteúdos. Tratam-se dos termos mais buscados no Google e que, quando utilizados nos materiais, ajudam no ranqueamento do site nos resultados de busca. Isto é, a página será mostrada nos primeiros lugares dos resultados da pesquisa do Google, tornando maiores as chances do possível paciente clicar e conferir o material. 

Redes sociais

As redes sociais também não podem ficar de fora da lista. Afinal, cada vez mais as pessoas procuram por empresas e prestadores de serviços nessas ferramentas.

Isso não é diferente para o marketing da clínica de psicologia. Com bons perfis, principalmente no Instagram e no Facebook, é possível alcançar milhares de pessoas por meio de conteúdos de qualidade. 

Todavia, vale lembrar que os materiais não devem ser apenas “copiados e colados” do site para as redes. Eles precisam ser adaptados para essas plataformas, com textos mais curtos e muita interação com os seguidores.

Além disso, também é legal utilizar as possibilidades que as redes permitem, como os stories e suas enquetes e as lives, por exemplo. 

Os anúncios para o marketing da clínica de psicologia

Uma dúvida comum quando o assunto é marketing, principalmente o de conteúdo, é: “como fazer o público encontrar o meu material?”.

As já mencionadas palavras-chave no site e, inclusive, as hashtags nas redes sociais auxiliam muito nessa missão. Contudo, há a possibilidade de ter uma ajudinha a mais por meio dos anúncios online.

Uma opção é o Google Ads, que faz com que o site apareça nas primeiras colocações dos resultados de pesquisa do Google. Funciona assim: o usuário procura por “clínica de psicologia em São Paulo”. Logo, você utiliza esse tipo de termo no seu anúncio. Assim, o link do seu site será um dos primeiros a serem mostrados, logo no topo da página. 

Outra alternativa é o Google Meu Negócio. São aquelas informações de empresas que aparecem no lado direito da tela na busca do Google. A ferramenta mostra endereço, telefone, horário de funcionamento, fotos e até comentários de clientes que se consultaram na clínica. 

Isso tornará mais prática a busca para quem procura por uma clínica de psicologia por perto da sua localidade. Ao ver todos os seus contatos organizados no Google Meu Negócio, haverá a maior tendência de marcar a consulta. 

Outra carta na manga: o marketing de relacionamento

Não basta atrair o paciente, é preciso fidelizá-lo. Essa outra estratégia será responsável pela melhoria constante da imagem e reputação da sua clínica de psicologia.

O aliado para essa tarefa é o marketing de relacionamento. Ele tem como função principal mostrar ao paciente o quanto a instituição (ou profissional) se preocupa com o seu bem-estar. 

Para isso, uma ferramenta interessante é o e-mail marketing. Com base em um banco de dados de e-mails de pacientes, é possível encaminhar conteúdos de interesse deles, como artigos e vídeos.

Esses materiais podem ser classificados especificamente para as necessidades de cada paciente. Ao separar os e-mails das pessoas que sofrem de ansiedade, por exemplo, pode-se encaminhar conteúdos sobre esse assunto. 

Mais do que isso, outras medidas simples também podem mostrar a preocupação da clínica com os seus pacientes, como os avisos de retorno. Eles também evitam os “buracos” na agenda por conta de esquecimentos. 

Por fim, com todas essas ações, o marketing da clínica de psicologia será enriquecido de forma ética. Consequentemente, isso irá gerar benefícios para o gerenciamento da instituição e também para os pacientes. 

Quer saber por onde começar? Converse com um de nossos consultores!

metodologia imedicina

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: