5 dicas de gestão médica para colocar em prática agora mesmo

Tempo de leitura: 4 minutos

A rotina de uma clínica ou consultório é muitas vezes imprevisível, cheia de desafios e especificidades. Não existe uma fórmula única de gestão médica, mas sabemos que fazer a gestão é essencial e existem alguns pontos que são fundamentais ao gerir a sua clínica.

Inicialmente, o gerenciamento de uma clínica médica pode parecer complicado e demorado, entretanto, se você focar em alguns aspectos do seu negócio é possível notar mudanças significativas sem ter muita dor de cabeça. Por isso, separamos algumas dicas para facilitar a sua vida:

1. Invista em divulgação

É claro que pacientes indicam outros pacientes, mas ser visto é a forma mais efetiva de atingir pessoas. Seja através de propagandas tradicionais ou, principalmente, utilizando os recursos oferecidos pela internet, como criação de blogs e sites, você deve divulgar o seu trabalho. Isso não só vai te ajudar a atingir mais pessoas, mas também a criar uma imagem de credibilidade.

Alguns profissionais podem achar que manter uma página online é complicado e exige tempo e dedicação, mas você pode contratar um serviço de marketing que te auxilie com isso. Existem opções simples e intuitivas, aonde você pode escolher o layout e escrever sem a necessidade de um programa. Tendo um espaço na internet você pode inclusive ajudar quem já é seu paciente, publicando dicas sobre cuidados com a saúde, alimentação, prevenção e falando sobre a necessidade de acompanhamento médico para se viver com qualidade.

2. Use a tecnologia para facilitar a gestão médica

A tecnologia como uma aliada na gestão médica veio para ficar. O prontuário eletrônico, por exemplo, otimiza o trabalho do médico, garantindo que ele tenha todas as informações dos pacientes de modo rápido e fácil, ajudando a traçar o perfil de cada um deles e gerando estatísticas.

A agenda eletrônica é outra facilitadora em uma clínica médica: organiza a rotina de trabalho e agiliza os serviços prestados. O uso de e-mails e o envio de SMS para lembrar os pacientes das consultas agendadas ou da necessidade de marcar um retorno ao consultório simplifica o trabalho da secretária e ajuda a fidelizar o público, diminuindo o número de faltas nas consultas e, consequentemente, aumentando a receita e minimizando prejuízos.

3. Otimize o armazenamento da sua clínica médica

Já falamos sobre as facilidades que a tecnologia oferece à gestão médica, mas também é importante cuidar dos arquivos antigos. Ao passar prontuários e documentos antigos para o formato digital, você otimiza o seu trabalho cotidiano e também otimiza o espaço físico da sua clínica. Pense que uma sala de arquivos pode ser armazenada em um computador comum ou na nuvem, e esse cômodo pode se tornar um novo consultório ou sala de exames. Digitalizar os prontuários antigos só traz benefícios!

4. Dê atenção à gestão financeira

É comum deixar em segundo plano as contas da clínica e focar no atendimento e no bem-estar dos pacientes, mas um negócio pode vir abaixo quando não cuidamos de forma adequada da gestão financeira. Para facilitar, o fechamento do caixa deve ser feito pelo menos de forma semanal ou, se possível, diária.

Se a área financeira não é o seu forte ou se você não dispõe de muito tempo, existem softwares que te ajudam nessa missão, como o Módulo Financeiro do iMedicina, que é integrado à agenda e ao prontuário eletrônico, permitindo acompanhar de forma simples e rápida a realidade financeira do seu estabelecimento.

5. Uma boa gestão médica passa pela inovação e bom atendimento

Tudo o que falamos até agora é importante na gestão médica e pode ser feito com o auxílio de um software de gestão médica que funciona de forma integrada, eficiente e sem complicações. Mas é sempre bom lembrar que é preciso inovar, buscando cursos e novas tecnologias médicas para oferecer qualidade no atendimento e também diferenciar o que você e a sua clínica oferecem do que os outros oferecem – e isso deve ser usado na sua divulgação, pois um diferencial pode atrair novos pacientes.

Além dos aspectos tecnológico, organizacional e de gestão médica, um atendimento humano é uma das coisas que mais destaca um profissional dos outros. Na rotina atribulada de uma clínica às vezes podemos entrar no “modo automático”. Não deixe isso acontecer! Além de causar má impressão no paciente, ele pode sair prejudicado, já que cada pessoa é diferente e cheia de subjetividades. Ser simpático e mostrar que se importa também ajuda o paciente a se soltar e confiar em você, dando informações necessárias de forma espontânea, o que pode auxiliar no diagnóstico.

Uma gestão médica de qualidade passa por todas as áreas de uma clínica ou consultório, fique atento para ver seu estabelecimento como um todo e não nada deixar em segundo plano!

Gostou desse artigo? Você pode ler mais textos em nosso blog.