Como melhorar o relacionamento pós-consulta com uma dica inovadora (o segredo que ninguém te conta!)

relacionamento pós-consulta

Falamos muito em gestão de tempo, gestão administrativa, marketing… Mas e a gestão dos seus pacientes, como anda? Sim, os pacientes precisam ser geridos!

Um dos maiores erros que impede que clínicas e consultórios tenham resultados positivos, estáveis e sustentáveis ao longo do tempo é negligenciar a necessidade de se gerenciar pacientes que já se consultaram com o profissional.

Você precisa ter um controle afiado do público que frequenta o seu consultório: quem são os seus pacientes? O que têm em comum? Quais são os seus hábitos?

No mundo empresarial, quando alguém se torna cliente, a relação com ele não acaba por aí. Muito pelo contrário: é aí que começa um grande esforço para construir um bom relacionamento com esse novo cliente!

O mesmo deve acontecer no nosso consultório! Você conquistou um paciente r ele foi à uma consulta. E agora?

Você quer que ele volte, não é mesmo?

Aliás, você quer mais do que isso: quer que ele te indique a outras pessoas.

Mas, para que isso aconteça, não basta oferecer a ele um atendimento de ótima qualidade! Isso é o suficiente para que ele pense: “Foi um ótimo atendimento!”. Mas será que é o suficiente para fazer com que ele lembre do seu consultório seis meses depois?

Como fazer com que o seu consultório fique na cabeça dos seus pacientes e seja a primeira opção para eles quando precisarem de uma nova consulta?

A resposta é curta e direta: invista no relacionamento pós-consulta.

Não precisa se preocupar: eu não vou te deixar no escuro! Estou aqui hoje, justamente, para contar algumas práticas que você pode começar a promover no seu consultório a partir de agora! E no fim, darei a dica que a maioria das pessoas nem imagina que pode ser tão eficaz!

 

Mantenha o seu blog e redes sociais atualizados

relacionamento pós-consulta

Uma ótima forma de entregar valor ao seu paciente e não deixar que ele se esqueça de você é produzir conteúdos úteis que vão ajudá-lo com alguma questão importante relacionada à saúde.

Se o seu paciente não conhece o seu blog, assim que terminar a consulta, fale com ele sobre isso!

Conte sobre o seu portal de informações úteis de saúde e o aconselhe a acompanhar os seus conteúdos! Ele sentirá que você está se preocupando com ele para além da sala de consulta e isso faz um bem enorme para a sua relação com seus pacientes.

Caso seja um paciente que já conhece e acompanha o seu blog, está aí mais uma razão para que você o mantenha atualizado! Você não pode deixar que esse paciente deixe de segui-lo nas redes sociais porque você não atualiza as informações, nem publica nada novo!

 

Portanto, não deixe o seu blog de lado depois de ter alcançado um bom volume de pacientes. Pois lembre-se: você precisa que esses pacientes retornem, por isso deve continuar investindo no marketing de conteúdo com o objetivo de fidelizá-los.

 

Acima de tudo: conheça os seus pacientes!

Para criar uma estratégia de relacionamento pós-consulta realmente efetiva, você tem que conhecer profundamente o seu público. Quem são esses pacientes que frequentam o seu consultório? Você conseguiria dividi-los em categorias diferentes, baseando-se no perfil de cada um?

Uma estratégia de relacionamento pós-consulta deve ser personalizada para cada tipo de paciente que você atende no seu consultório! Do que adianta produzir conteúdos sobre glaucoma e enviá-los a pacientes com miopia? Não vai fazer o menor sentido para eles, certo?

Por isso temos que segmentar os perfis de pacientes que frequentam o nosso consultório! Mas não dá para pegar ficha por ficha e ir contabilizando quantos pacientes têm glaucoma, quantos têm miopia, etc., não é?

Mesmo que você já tenha um prontuário eletrônico, para descobrir esses dados, também teria que abrir cada um dos dados dos seus pacientes e demoraria, talvez, uma semana inteira de estudos e análise até que você chegasse a uma conclusão sobre o perfil dos seus pacientes.

Porém… pensando na importância de se conhecer à fundo os nossos pacientes para direcionarmos melhor nossa estratégia de relacionamento pós-consulta e sabendo da dificuldade de reunir todos esses dados sobre tantos pacientes, resolvemos implementar um recurso no iMedicina que pode nos ajudar muito com isso!

São as tags de marcação de pacientes!

Sabe a #hashtag? Então… agora você pode usá-la, com a palavra que quiser, durante a anamnese do seu paciente, na tela de consulta!

Por exemplo, se você está atendendo um paciente com diabetes, durante a consulta você pode digitar, rapidinho, a #diabetes no prontuário desse paciente e ele ficará marcado segundo essa categoria.

Aí, pronto!

Quando você quiser descobrir, depois, quantos pacientes possuem essa doença, basta buscar por essa #hashtag no iMedicina. O software te dará uma lista com todos os pacientes que foram marcados por você com essa informação! Lista essa que pode ser usada para envio de e-mails sobre o assunto, quando publicar um novo artigo no seu blog.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Bem legal, não é?

Essa é uma ótima forma de conhecer melhor os seus pacientes de forma prática e rápida! Sem que você tenha que abrir prontuário por prontuário para descobrir.

Analisando as tags que você marcou ao longo do tempo, você conseguirá traçar vários perfis de pacientes e dividi-los em categorias para personalizar suas ações para promover o relacionamento pós-consulta!

 

Conhecendo os meus pacientes, o que posso fazer com esses dados?

Agora sim: a dica de ouro que prometi!

Pense bem, resumindo as duas últimas dicas, você já tem: o perfil dos seus pacientes segmentados em categorias e um blog atualizado com conteúdo de qualidade. Agora só falta unir as duas coisas…

Se você sabe quais conteúdos são mais úteis para cada categoria de pacientes que você segmentou, como podemos enviar a eles essas informações personalizadas e específicas?

Se você pensou nas redes sociais… errou!

A resposta pode parecer antiquada, mas é sobre a maior plataforma de comunicação que temos: o e-mail!

As redes sociais são ótimas como divulgadoras do conteúdo do seu blog para a sua base de pacientes, mas são péssimas no quesito personalização! Todos os pacientes que te seguem nas redes receberão exatamente o mesmo conteúdo…

Através do e-mail, você tem a chance de potencializar o seu relacionamento pós-consulta entregando exatamente a informação que o seu paciente está precisando no momento. Os que possuem diabetes receberão conteúdos sobre isso, os que sofrem de hipertensão serão notificados à respeito dos conteúdos voltados para esse assunto e assim por diante…

relacionamento pós-consulta

Sabe aquela sensação de que um texto foi escrito especialmente para você? É assim que os seus pacientes se sentirão!

Além disso, o e-mail te permite ser um pouco mais pessoal, tratando o seu paciente pelo nome, de forma mais aproximada e descontraída.

Você ainda duvida do poder dos e-mails?

Olha só, a previsão é de que, no final de 2016, o número de contas de e-mail seja 4,3 bilhões!

E segundo pesquisas da PewResearch, 92% dos adultos presentes online utilizam e-mails e 61% deles o utilizam diariamente.

E mais: segundo as pesquisas, a probabilidade de uma mensagem ser lida no e-mail é 5X maior do que nas redes sociais!

Incrível, né?

As pessoas acessam suas contas de e-mail todos os dias e dar de cara com um conteúdo útil sobre um assunto que lhes interessa na caixa de entrada é uma excelente forma de agradar o seu paciente e manter o seu consultório na mente dele!

Pensando na importância dos e-mails para a estratégia de relacionamento pós-consulta, e em como eles podem ser grandes aliados do seu consultório, nós resolvemos ajudá-lo nesse aspecto!

Através das tags do iMedicina, você já pode definir os conteúdos a serem enviados por e-mail para cada uma das categorias de pacientes que criou!

Isso se chama automatização de e-mails. Nesse processo, você define quem receberá cada tipo de conteúdo e poderá automatizar e programar o envio desses e-mails à sua base!

A ideia é ajudá-lo a executar a estratégia completa: do começo ao fim. Da pesquisa e segmentação dos pacientes ao envio de e-mails personalizados.

Nós também podemos ajudá-lo a capturar esses e-mails (conversamos sobre isso há um tempo atrás, se ainda não viu, dá uma olhadinha aqui para descobrir como você pode capturar e-mails dos visitantes do seu site para transformá-los em pacientes!).

Com uma boa estratégia de relacionamento pós-consulta através da automatização de e-mails para cada perfil de pacientes, você não vai correr o risco de cair no esquecimento e não ser lembrado pelo seu paciente seis meses depois da primeira consulta.

Bom, agora você já sabe como potencializar o seu relacionamento pós-consulta!

Para continuar avançando, recomendo fortemente esses artigos:

Se ainda não conhece o iMedicina, você pode clicar aqui para nos conhecer melhor! Ou pode continuar nos acompanhando aqui no blog para descobrir todas as novidades, dicas e segredos para melhorar a gestão do seu consultório!

Mas passa na nossa página para ver em que mais podemos ajudá-lo!

Espero que a dica de hoje tenha sido útil!

Abraços e até a próxima!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira:

  • 1) Atração de pacientes
  • 2) Atendimento com Eficiência e Tecnologia
  • 3) Relacionamento e fidelização

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.