Clínicas médicas: como será o serviço pós-pandemia

Clínicas médicas
Powered by Rock Convert

O Coronavírus causou drásticas alterações na sociedade como um todo. Para nos proteger e cuidar do coletivo, fomos obrigados a nos isolar socialmente. Será necessário se adaptar ao novo contexto, à nova economia e à nova forma de oferecer produtos e serviços. Um dos setores mais afetados nesse sentido foram as clínicas médicas e consultórios.

A realidade do setor da saúde mudou. Por medo do contágio, muitas clínicas viram seus pacientes abandonando tratamentos e desistindo do acompanhamento médico especializado. 

A Vigilância Sanitária desenvolveu protocolos para que os estabelecimentos de saúde continuassem a atender com segurança, sem expor o paciente e colaboradores ao risco. Mesmo com as medidas preventivas, ainda sim muitos pacientes sentem dificuldade em frequentar as consultas.

Para seguir as regras e estar de acordo com os órgãos da saúde, as clínicas médicas precisaram inventar novos processos e meios para atrair o paciente. Nesse momento, introduzir a tecnologia nos serviços prestados é algo fundamental. 

Uma realidade inesperada acabou por acelerar os novos hábitos de consumo, que exigem produtos e serviços mais digitais, mais rápidos, modernos e precisos. 

Mas como exatamente será o futuro das clínicas médicas no Brasil pós-pandemia? Acompanhe o artigo e entenda melhor.

Como conduzir o serviços nas clínicas médicas após a pandemia?

Como citado anteriormente, o paciente ficou mais exigente, um comportamento que vem ganhando forma no Brasil desde a massificação da internet. 

A presença digital de profissionais da saúde ganhou força. Da mesma forma, a maior oferta de serviços médicos permitiu aos pacientes mais acesso a informações na hora de optar por um profissional, acirrando a concorrência.

A pandemia veio acelerando essa necessidade de oferecer o melhor e ser mais acessível para conquistar o paciente ideal.

Reunimos a seguir, algumas tendências e dicas para clínicas médicas no pós-pandemia. Veja:

1. Foque na experiência do paciente para fidelizá-lo. 

Atualmente, os paciente dão mais valor à experiência obtida com produtos e serviços. Isso inclui também as clínicas médicas, que precisam oferecê-la desde o agendamento, passando pela espera e consulta, até o pós-atendimento. 

Mas, afinal, o que é a experiência do paciente? É o impacto percebido pelo paciente diante das ações promovidas pela clínica, a partir do momento em que ele descobre aquele serviço. Não se refere só ao atendimento médico em si, mas sim, ao conjunto de fatores que influenciam a experiência final. 

Alguns elementos como tempo de espera para atendimento, condições do ambiente, qualidade e preparo dos funcionários, qualidade do produto ou serviço, etc. pesam na percepção final do paciente. Isso faz com que ele saia satisfeito ou não do local. 

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Se ele sair satisfeito com o serviço, pode avaliar positivamente em plataformas de avaliação e sites de review, e pode também fazer uma indicação entre o seu grupo de amigos e familiares.

Mas, caso ele saia com uma má impressão do local, as chances dele retornar são escassas e ele poderá avaliar negativamente a empresa, prejudicando a sua reputação. Além disso, ele não indicará o estabelecimento ou produto entre o seu círculo social.

Assim, proporcionar uma boa experiência para os seus pacientes é um investimento na imagem e reputação da sua clínica médica. O paciente que avalia e  promove o seu trabalho, ajuda a gerar mais lucratividade ao seu negócio. 

2. Tenha uma boa presença digital, para acompanhar as novas demandas de relacionamento.

Com o crescimento da era digital, qualquer profissional da saúde que deseja atrair novos pacientes precisa se consolidar no ambiente virtual. No entanto, não basta apenas ter um site ou um perfil nas redes sociais. 

É preciso pensar em estratégias claras para esses canais, com base na jornada do paciente. 

3. Tenha disponível a opção de atendimento online por telemedicina.

Sabemos que a pandemia afastou a maior parte dos pacientes das consultas médicas. Já outros, se adaptaram muito bem ao atendimento virtual. Por isso, uma boa ferramenta de atendimento online se faz tão necessária. Tanto para continuar oferecendo a comodidade ao paciente, quanto para dar alternativa àqueles que precisam ficar em casa.

É claro que existem limitações no serviço que, por ser à distância, impossibilita a realização de exames físicos. Porém, é uma ótima opção no caráter emergencial e cabe ao médico informar o paciente dessas limitações. 

Mas, atenção! O serviço deve manter os mesmos padrões éticos de um tratamento presencial. Entre eles estão: o sigilo entre médico e paciente, a proteção de dados e o registro do atendimento em prontuário. 

4. Eduque o paciente em relação à necessidade de voltar a fazer acompanhamentos rotineiros.

Uma boa forma de atrair os pacientes perdidos é fornecer materiais de educação em saúde para orientá-los. Utilize suas estratégias de marketing médico para divulgar esses materiais nos canais mais acessados por seus pacientes.

Campanhas em redes sociais e e-mail marketing por exemplo, ajudam a recuperar o relacionamento perdido. Forneça informações relevantes sobre a necessidade de continuar fazendo os acompanhamentos médicos; ensine como se prevenir no caso de atendimentos presenciais e divulgue a telemedicina como recurso para esclarecer dúvidas ou realizar o retorno.

5. Implemente um software médico para oferecer diferenciais.

Nesse novo contexto, o atendimento remoto é uma porta aberta para inúmeras possibilidades de redução de custos e aumento de eficiência. Além disso, outras facilidades devem ser oferecidas aos pacientes como diferencial da clínica.

Para te auxiliar nessa tarefa, é de suma importância investir em um bom software médico. Com ele, é possível disponibilizar agendamento online; ganhar agilidade no cadastro e consulta do histórico; realizar prescrição otimizada; automatizar o envio de lembretes de consulta por sms; fazer uso da plataforma de telemedicina, entre outros.

As vantagens de um software para a sua clínica médica são incontáveis. E como citado, o paciente ganha com as facilidades  e o gestor com a organização e gestão estruturada de todos os processos da instituição.

Quer saber mais sobre o futuro das clínicas médicas no pós-pandemia? Continue navegando pelo blog iMedicina!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: