Dia do médico: Conheça os primeiros médicos de que se tem notícia

dia do médico

A medicina avançou muito ao longo dos séculos, e diferente da era tecnológica em que vivemos, um dia tudo isso teve um começo. Saiba mais sobre os primeiros médicos de que se teve notícia e curiosidades sobre o dia do médico.

Profissionais a serem lembrados no dia do médico

Antes de todos, o seu!

Que tal dar um presente que vai ser bom pra você também?

Preparamos uma série de e-books gratuitos para comemorar esse dia!

Se você gostaria de dar um baita presente para seus médicos, compartilhe com ele a nossa página de E-books Gratuitos que vão ajudá-lo a organizar melhor o consultório e, consequentemente, a sua clínica. São mais de 20 livros digitais! Tudo o que você precisa fazer é copiar e colar a mensagem abaixo no seu Facebook e marcar o médico:

Mensagem para dia dos médicos

“Olá Dr. Fulano!

Nesse dia especial, gostaria muito de agradecer pelo carinho e cuidado que você dedica aos seus pacientes. Encontrei na página do #iMedicina um presente especial para o seu dia! Espero que goste! É uma série de livros digitais que hoje estão gratuitos, para comemorar o seu dia, e para te ajudar no consultório! Receba com carinho o presente que eu e o iMedicina preparamos para você! Feliz dia do médico! 

Para acessar, use o link: http://imedicina.com.br/materiais-educativos

Abraços,

Seu nome”

 

Bem… vamos à história!

Há registros ancestrais a respeito de práticas médicas pelo mundo, em lugares como China e Egito. As práticas antigas, no entanto, eram muito ligadas a explicações religiosas ou sobrenaturais. Foi Hipócrates, na Grécia, quem foi considerado o “pai” da medicina, desvinculando essa relação. Antes disso o faraó egípcio Imhotep era considerado o primeiro médico da história antiga.

Nascido em 460 a.C., Hipócrates descreveu clinicamente uma série de diagnósticos de diversas doenças, escreveu sobre epidemias e desenvolveu teorias e práticas. Uma delas foi a teoria dos humores – sangue, fleuma, bílis amarela e negra. O equilíbrio entre os humores é que manteria a saúde ou a pessoa seria levada ao estado de doença.

A ética pregada por ele ficou conhecida como o Juramento de Hipócrates, que os médicos até hoje perpetuam jurando solenemente no ato de formatura, prometendo exercer a profissão sob os preceitos da honestidade, caridade e ciência.

Os primeiros médicos nem sempre foram conhecidos com esse nome. Antes, os chamados cirurgiões barbeiros eram responsáveis por grande parte dos tratamentos, inclusive de soldados em guerras, e a prática ia de aplicação de ventosas e realização de sangrias com sanguessugas e escarificadores a pequenas cirurgias, além de corte de barba e cabelo.

No Brasil existem registros de que um médico já havia aportado junto com a esquadra de Cabral, em 1500. Seria o mestre João Menelau, que além de médico era cirurgião, além de astrônomo e astrólogo.

Com a chegada da Coroa Portuguesa, é que chega a educação formal. Dom João VI funda faculdades de Medicina na Bahia e no Rio de Janeiro, em 1808. Pela faculdade baiana, fundada meses antes da do Rio, passaram nomes como Nina Rodrigues, médico legista, psiquiatra e antropólogo. Apesar do nome, não era mulher. Raimundo Nina Rodrigues era seu nome completo.

Mas foi na Bahia que se formou também a primeira médica mulher no País. Rita Lobato era gaúcha, foi estudar primeiro no Rio de Janeiro com o irmão, também médico, mas concluiu o curso na Bahia. Precisou de autorização especial do imperador para estudar e suas aulas de anatomia aconteciam em separado dos colegas homens.

As três primeiras médicas a formarem-se em solo brasileiro eram do Rio Grande do Sul. Já o primeiro negro a formar-se por este estado foi Luciano Raul Panatieri, que nasceu bem depois, em 1897, formando-se já Faculdade de Medicina de Porto Alegre no ano de 1922.

A história das mulheres na medicina também é longa. Também ligadas a práticas religiosas, também está muito relacionada às parteiras, que por muito tempo foram as únicas autorizadas a chegar perto do corpo feminino, e muitas delas negras e índias, com pouco acesso a educação. Chás e rezas, com benzeduras, eram e ainda são muito presentes.

Dia do médico pelo Brasil e pelo mundo

No dia do médico além destes há muitos outros a serem lembrados. No Brasil, por exemplo, a data é comemorada em 18 de outubro em homenagem a São Lucas. Ele seria o protetor dos médicos. Escreveu um dos livros do Evangelho e também o dos Atos dos Apóstolos, com diversos relatos de curas e milagres presenciados. Ele também teria estudado medicina na Antioquia.

Em outros países, no entanto, o dia do médico se deve a outras razões. Nos Estados Unidos o “Doctor’s day” é em 30 de março, data em que se comemora a primeira anestesia em um paciente, realizada em 1842. Na Índia, a data é comemorada em 1º de julho, homenageando o médico Bidhan Chandra Roy, nascido em 1882. Ele nasceu e morreu no mesmo dia, com 80 anos. Na América Latina a data é lembrada em 3 de dezembro lembrando o nascimento de Carlos Finlay, médico que confirmou a forma de transmissão da febre amarela pelo Aedes aegypti.

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.