Marketing médico: modinha ou resultados confiáveis?

marketing médico

O marketing médico é tão falado atualmente, que realmente gera dúvidas se ele leva a resultados reais ou se faz parte de mais uma “modinha” da internet. Em algumas situações, ele pode representar apenas um movimento de seguir o fluxo, ou seja, fazer somente porque colegas estão fazendo, sem compreender a importância de desenvolver a própria marca.

Por outro lado, quando essas estratégias para profissionais da medicina são bem elaboradas, contando com planejamento adequado e ações sob medida, os médicos podem se beneficiar muito. Tudo isso é válido tanto para quem atende presencialmente quanto para o exercício da telemedicina.

Para entender exatamente como essas medidas para conquistar pacientes funcionam, é preciso romper com alguns pontos confusos sobre esse tema. Por isso, confira as informações ao longo deste texto, com diversos esclarecimentos para você. Vamos lá!

O que é marketing médico?

O marketing médico é a reunião de estratégias que visam estabelecer vínculos duradouros, ou melhor, relacionamento, entre o profissional da medicina e seus pacientes. Ainda que a marcação e/ou pagamento de consulta seja considerado como um objetivo, isso é apenas uma parte de um processo realmente amplo e estratégico.

Um plano de comunicação e gestão bem elaborado reconhece que, se um paciente marca seu horário, mas nunca retorna nem mesmo indica o profissional que o atendeu para um amigo, existe alguma brecha nessa relação.

É nesse ponto que muitos acabam se confundindo que o marketing médico é apenas um modismo, que faz os médicos agirem como blogueiros nas redes sociais, mas que ficam com os consultórios vazios. Porém, não é bem assim!

Sociedade mudou a forma de consumo

O marketing voltado para a área da saúde tem um grande papel informativo, isto é, ele deve agregar valor à vida das pessoas, por meio de conteúdos e ações verdadeiramente relevantes. É por isso que suas ações não são voltadas para a autopromoção, mas, sim, pela oferta de soluções às pessoas.

Nas últimas décadas, a sociedade foi transformando a forma de consumo, de compra e contratação de serviços. Com as ferramentas online, especialmente os sites, blogs e redes sociais, o público tem muito mais dados às mãos para tomar uma decisão final.

Por exemplo, se você deseja comprar uma geladeira, muito provavelmente vai à loja – física ou online – sabendo de modelos mais interessantes para a sua realidade.

A mesma lógica vale para a relação médico-paciente, uma vez que as pessoas têm muito mais recursos para saber sobre saúde e, claro, quais profissionais são os mais indicados para cada caso.

Por outro lado, essa oferta de informações online também gerou a disseminação de conteúdos que cheios de imprecisões e até inverdades. Assim, cabe aos profissionais da medicina zelarem pelo compartilhamento de conteúdos confiáveis e respaldados pela ciência e, claro, pelo Conselho Federal de Medicina.

Por isso, médicos precisam se adequar a essas novas formas de consumo, sendo responsáveis por conquistar pacientes por meio de sua própria relevância.

Tipos de ferramentas para marketing médico

Para explicar melhor sobre as estratégias de marketing médico, é importante lembrar que elas não são limitadas ao Instagram, Facebook ou YouTube. Na verdade, elas envolvem diversos meios e ferramentas, incluindo:

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert
  • Redes sociais;
  • Site;
  • Blog;
  • E-mail marketing;
  • Assessoria de imprensa;
  • Gestão de consultório;
  • Plataformas e softwares médicos.

Esses são alguns dos exemplos que constituem ações dentro do marketing médico que, unidas, são capazes de fazer com que o especialista fidelize pacientes. Essas medidas vão desde a prospecção, passando pela marcação, o atendimento e o pós-atendimento.

Soluções para problemas de saúde

Em cada uma das etapas que acabamos de mencionar, é possível observar que o foco deve estar voltado para a solução de problemas e a satisfação das pessoas. Seja qual for a especialidade médica em questão, o profissional que irá trabalhar seu marketing deve agir com essa mentalidade.

Como estamos falando de um processo de fidelização, é importante desmistificar que marqueteiros agem com o objetivo único de fechar vendas, isto é, pagamento de consultas, no caso dos médicos.

Para explicar melhor, na parte de prospecção, por exemplo, o médico poderá usar recursos como redes sociais, site e blog, bem como assessoria de imprensa, entre outras estratégias que irão trabalhar seu branding, ou melhor, sua marca.

Isso se faz, como já mencionado anteriormente, agregando valor à vida de pacientes e futuros pacientes. Profissionais da saúde que levam informações relevantes, em diversos canais de comunicação, são capazes de desenvolver naturalmente sua autoridade e credibilidade.

Dessa forma, em vez de pensar em conseguir mais pacientes, o marketing leva em conta a conquista das pessoas, ou melhor, das personas.

Persona, o seu paciente dos sonhos

Quem fala para todos os cantos não é ouvido por ninguém, concorda? O mesmo raciocínio serve para o marketing médico. Em outras palavras, é preciso identificar quem é o paciente ideal, quem é a pessoa que o especialista será capaz de apresentar soluções para a vida, por meio de seu atendimento.

Essa figura idealizada existe e atende pelo nome de “persona”, um termo que você muito provavelmente já ouviu falar. Ela se difere de público-alvo, por ser mais detalhada, ao representar características bem específicas do “cliente ideal”.

Cada consultório pode e provavelmente tem mais de uma persona, mas saber exatamente quem são elas é essencial para que a sua mensagem chegue a quem realmente deseja te ouvir.

E, assim, o marketing será desenvolvido nos canais de comunicação mais indicados para essa conquista. Em outras palavras, faz mais sentido investir em ações no Facebook, se sua persona está mais concentrada ali do que no YouTube, certo?

Marketing para consultório é fundamental

Ao longo desse texto, foram compartilhadas informações que provam que o marketing para consultórios médicos não é modinha. Ao contrário, ele reúne estratégias reais para atrair mais pacientes, por meio de conteúdos e ações verdadeiramente relevantes.

Os especialistas que desejam investir na carreira, nas conquistas profissionais e pessoas devem ter em mente que a comunicação é uma ferramenta poderosa para alcançar resultados satisfatórios e duradouros.

E, assim, o marketing médico torna-se um grande aliado da categoria, enquanto informa a sociedade, ao mesmo tempo em que favorece o desenvolvimento de profissionais que estão dispostos a transformá-la.

Que tal aumentar o resultado do seu consultório? Baixe o e-book sobre a Jornada do Paciente no Universo Digital e aprenda as melhores práticas para conquistar pacientes com uso de estratégias digitais avançadas.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: