Quem é o meu paciente na clínica oftalmológica? Conheça o seu perfil!

clínica

Conhecer o perfil do paciente é um passo essencial para oferecer um melhor atendimento na clínica oftalmológica. Ao saber quem está demandando os serviços de saúde, é possível refletir e decidir atuar em diversas frentes, como atentar para procedimentos de cuidado preventivo de acordo com cada perfil ou pensar em melhores estratégias para o crescimento do seu negócio.

Para o oftalmologista que atende em um hospital público, conhecer bem o seu paciente é um desafio maior devido a grande rotatividade e dificuldade em fazer o acompanhamento. De qualquer forma, entender o que está sendo demandado é primordial para oferecer um atendimento com mais qualidade.

Já no caso de clínicas particulares, além da possibilidade de aperfeiçoar o atendimento, conhecer o público é também uma questão de marketing. Afinal, um consultório médico é uma empresa, e para sobreviver, deve ser rentável, capaz de atrair novos clientes e de manter os antigos fidelizados, oferecer vantagens competitivas em relação aos seus concorrentes, dispor de uma equipe eficiente e garantir a satisfação de seus pacientes. Neste momento, você leitor saberia definir quem é o público da sua clínica? E quais motivos mais levam as pessoas a procurarem pelo seu serviço?

Como conhecer o paciente da clínica

Há duas formas de conhecer melhor o perfil dos pacientes que frequenta uma clínica. Um deles é por meio de procedimentos internos, como o preenchimento e atualização da ficha de cadastro, uma conversa atenciosa no momento da consulta, o uso de softwares de gestão de saúde para fazer anotações sobre o paciente e a realização de uma pesquisa de satisfação após a conclusão do tratamento. A vantagem nestes casos é a ausência de custo adicional – ou se houver, o investimento é muito baixo, mas as informações obtidas são também mais rasas.

Outra forma é terceirizar este serviço contratando uma empresa especializada em marketing, capaz de fazer uma análise do negócio como um todo e do perfil dos pacientes. Neste caso, a investigação é mais profunda, visando entender não apenas fatores materiais, como idade, gênero, condição socioeconômica, principais enfermidades, canal pelo qual o paciente soube do consultório, se recebeu indicação e de quem, etc., mas também elementos cognitivos como percepções, expectativas e grau de confiança, obtidas por meio de entrevistas.

Com estas informações, o médico pode implementar e/ou aperfeiçoar procedimentos estratégicos e operacionais da clínica, no intuito de garantir um atendimento com mais qualidade e, consequentemente, obter a satisfação do cliente. Além disso, o conhecimento individual dos pacientes, como o histórico familiar e os hábitos de vida, auxilia o profissional a atuar no tratamento preventivo de enfermidades relacionadas à visão.

 Superando o preconceito com o marketing na saúde

As ferramentas de marketing, já disseminadas e estabelecidas no mundo dos negócios, ainda sofrem preconceito no universo da saúde. Isso ocorre porque muitos profissionais associam o termo à propaganda e panfletagem, e consideram que tal prática pode ter um impacto negativo na credibilidade da sua clínica.

Porém, ações promocionais podem ou não fazer parte de uma estratégia de marketing, que a grosso modo significa todo o conjunto de estratégias e ações que movem uma empresa em uma determinada direção, visando, por exemplo, ampliar a rentabilidade, aumentar a participação no mercado ou entrar em novos mercados, introduzir novos serviços, mudar procedimentos internos ineficientes, criar um canal de comunicação direto com o cliente, entre outros.

Conhecer estas ferramentas ou contratar alguém que as domine pode ser uma ótima ferramenta para conhecer melhor o seu público e conseguir oferecer um serviço com mais qualidade e garantia de satisfação.

Você sabia que existem softwares médicos extremamente eficazes que auxiliam na gestão da clínica oftalmológica e no relacionamento com os pacientes? E que, inclusive, podem ajudá-lo na parte estratégica e no marketing do consultório? Já pensou se, no seu software médico, além de gerenciar seus pacientes, você pudesse também criar e conduzir o seu próprio site e blog?

No iMedicina nós oferecemos essa possibilidade! Conheça nossa proposta visitando a nossa página e entenda melhor como informatizar o seu consultório de oftalmologia e atrair novos pacientes!

Se você gostou desse artigo e quer saber mais sobre como melhorar a gestão da sua clínica, acesse outras páginas do iMedicina!

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.