Vale a pena trabalhar para planos odontológicos?

odontologia

Quando um profissional de odontologia se forma e monta seu primeiro consultório, seu primeiro questionamento é se vale ou não a pena se filiar a planos odontológicos. A pergunta é recorrente para dentistas experientes e que ainda não aderiram aos convênios.

Comparados aos planos de saúde, a quantidade de associados a planos odontológicos ainda é inferior. Mas os números crescem anualmente, o que torna um consultório dentário atento a essa massa que se forma.

Até o paciente questiona se vale a pena manter um plano odontológico ou apenas pagar pelos procedimentos quando houver necessidade. Para dentes que nunca ficaram doentes e que passam por uma consulta simples de avaliação a cada seis meses, é desnecessário se associar. Já para aqueles que estão sempre fazendo algum tipo de tratamento, com certeza o retorno das mensalidades vale o investimento.

Como surgiram os planos

A criação de planos odontológicos não é tão nova quanto parece. Foi iniciada na década de 1960, com a expansão e desenvolvimento das fábricas do ABC paulista. Elas analisaram e descobriram que um funcionário com problemas dentais gera prejuízo, não só por faltas, mas pelo desempenho na produção de sua tarefa e decidiram criar esse diferencial.

A partir dessa iniciativa, muitas empresas começaram a seguir esse exemplo. Mas o processo de adesão de pessoas físicas e jurídicas foi tímido por muitas décadas e só após sua regulamentação, em 1999 pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, os planos odontológicos no Brasil começaram a crescer. A agência também é responsável pela monitoração dos planos, de seus procedimentos, preços e prazos.

Hoje, há os mais variados tipos de planos odontológicos, com preços e coberturas também diferenciados, vinculados ou não a planos de saúde. De procedimentos mais simples como obturação e limpeza a ações mais elaboradas como implantes e cirurgias, vêm se tornando essenciais para a saúde e bem estar das pessoas.

Vantagens e desvantagens para o profissional de odontologia

Todo dentista se questiona sobre as vantagens e desvantagens de aderir a um plano odontológico e há respostas convincentes para ambas as indagações.

Para começar, um dos primeiros pontos positivos de um dentista conveniado é que os planos ajudam a acelerar a criação de uma clientela. Esse quesito é muito importante para novos consultórios, que ainda não possuem carteira de clientes.

Há também a possibilidade de fazer procedimentos além dos cobertos pelo plano. Se um associado tem um convênio que só cobre obturação, por exemplo, e ele precisa de canal, o dentista ampliará seus rendimentos. A grande maioria dos planos não cobrem canais, próteses, implantes, alguns tipos de radiografia ou serviços de ortodontia.

Outra vantagem é a recomendação do paciente satisfeito. Como o dentista lida com a dor, que muitas vezes é insuportável para o paciente, se realizar um trabalho eficaz e delicado, receberá inúmeras recomendações.

Powered by Rock Convert

Uma das principais desvantagens são os valores pagos pelos procedimentos. O Conselho Regional de Odontologia vem lutando há anos por melhores condições de pagamento, obtendo pequenas conquistas ao longo dos anos. Mas ainda há muito que fazer para evitar as discrepâncias, já que alguns planos continuam pagando valores irrisórios.

A burocracia também é um grande empecilho para ter planos odontológicos no consultório. Há até pouco tempo, os planos exigiam uma perícia antes do tratamento, para comprovar se o que foi oferecido é realmente necessário a sua necessidade. Essa prática ainda é mantida por alguns convênios.

Receber o valor dos procedimentos era outra dificuldade. A quantidade de documentação exigida por cada detalhe do tratamento e a demora de seu depósito é desestimulante. Felizmente, muitos planos aderiram a tecnologia para agilizar a emissão de documentação e as datas de pagamento, mas há muitos planos que continuam sem o suporte digital.

Para tomar a decisão acertada, o dentista precisa avaliar seu mercado e público alvo, onde saberá se as vantagens compensam mais. Além do valor pago e da burocracia, há a possibilidade de região ou cidade terem muito poucos ou nenhum associado em determinado plano, tornando a adesão inútil para aquele consultório.

Conhecer bem os planos do mercado

Como surgem planos novos a cada dia, que já somam mais de 20 mil clientes, o dentista precisa se precaver para não se associar com empresas com pouca ou nenhuma estrutura e credibilidade.

Pode ser feita uma pesquisa junto a Agencia Nacional de Saúde Suplementar, para identificar os planos com maior número de associados, seu tempo e abrangência no mercado, as possíveis irregularidades que possam ter e uma prévia da satisfação de seus clientes e conveniados. Essa avaliação ajuda a dar segurança e tranquilidade, caso haja interesse em se aliar a algum.

Inclusive, é importante saber quanto cada convênio paga pelos procedimentos, seus prazos burocráticos, o volume de pacientes que poderá direcionar, como é o atendimento para conveniados e se já estão digitalizados para agilizar o contato. As respostas podem ajudar a decidir se vale a pena destinar horários que poderiam ser de pacientes particulares, para os provenientes de planos.

É muito importante entender que, atualmente, para garantir seu espaço no mercado, o profissional da área da saúde deve estar sempre atualizado e investindo em ações que aumentem a visibilidade de sua clínica ou consultório, através de uma estratégia de marketing e de um bom atendimento e relacionamento com o paciente.

Você sabia que existem softwares médicos extremamente eficazes que auxiliam na gestão do consultório e no relacionamento com os pacientes? E que, inclusive, podem ajudá-lo na parte estratégica e no marketing do consultório? Já pensou se, no seu software médico, além de gerenciar seus pacientes, você pudesse também criar e conduzir o seu próprio site e blog?

No iMedicina nós oferecemos essa possibilidade! Conheça nossa proposta visitando a nossa página e entenda melhor como informatizar o seu consultório e atrair novos pacientes!

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
iMedicina Software Gratuito - Conheça!
Clínicas Digitais | Conheça o Livro
Materiais Educativos Gratuitos para Clínicas e Consultórios

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.