Fisioterapia: Conheça as possibilidades de lucro da área

fisioterapia

Deseja saber mais sobre fisioterapia, está em dúvida sobre qual o salário de um fisioterapeuta e caminhos possíveis? Descubra mais sobre a profissão e as possibilidades de lucro para quem trabalha na área.

Quanto ganha o profissional de fisioterapia

De acordo com o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito), a jornada de trabalho dos profissionais fisioterapeuta e terapeuta ocupacional está definida em 30 horas semanais, no máximo, conforme a Lei 8.856/1994. O piso profissional, no entanto, difere de um estado para outro. A média nacional para início de carreira está em torno de R$ 1.600.

No Rio de Janeiro, onde há definição de piso, o valor está, atualmente, em R$ 2.684,99, desde 1º de janeiro de 2016. O valor é um pouco superior ao de São Paulo, fixado em R$ 2.645,00 desde maio passado. Existe um projeto de lei nacional que estipula um piso de R$ 4.650,00 para o fisioterapeuta, com reajuste anual vinculado ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), porém, atualmente vigoram os pisos estaduais.

Esse piso está relacionado à média salarial do profissional fisioterapeuta em meio de carreira, mas os ganhos podem chegar a R$ 10 mil, conforme a experiência do profissional. Quanto mais especializado e dedicado a melhorar os serviços oferecidos, fazendo cursos e estudando, maior as perspectivas de ganhos.

Trabalhar com fisioterapia dá lucro?

Um fisioterapeuta pode trabalhar em diversas frentes, seja na terapia intensiva, na ortopedia, na neurologia, na dermatologia, com fisioterapia esportiva ou do trabalho, com cardiologia e pneumologia, em diferentes formas de reabilitação e ainda atendendo em casa (home care) ou atuando na saúde pública.

É possível, portanto, montar uma clínica particular ou mesmo prestar concurso, as opções para desempenhar a função de fisioterapeuta são bastante variadas. Recentemente, em função da Olimpíada do Rio de Janeiro, o trabalho na área esportiva ficou em evidência, assim como a atividade junto a médicos e educadores físicos de forma personalizada.

No entanto, se você deseja conhecer possibilidades de lucro real no trabalho de fisioterapeuta, como em todas as outras profissões, o ideal é observar o cenário e investir. O Brasil, por exemplo, conforme o IBGE, conta com cerca de 23,5 milhões de pessoas acima de 60 anos. Isso é 12,1% da população brasileira. A estimativa é de que até 2050, essa população chegue a 70 milhões de idosos, passando para 30% da população.

Ou seja, existe toda uma população que, para viver melhor, deverá necessitar dos serviços de um fisioterapeuta, seja atuando em casa, em hospitais ou clínicas geriátricas. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU) o conceito de envelhecimento ativo, estimulado pelos profissionais de saúde, não se restringe às atividades físicas, mas todo tipo de vivência e oportunidades que uma boa locomoção, sem dor, pode propiciar.

Há estudos que indicam ganhos significativos para o paciente, por exemplo, com o trabalho de um fisioterapeuta junto ao paciente com Alzheimer, que ganha mais independência e, consequentemente, uma vida melhor.

O profissional que se dedicar a estudar e fazer especializações voltadas para fisioterapia de idosos, por exemplo, deve sempre encontrar trabalho e oportunidades, inclusive podendo ele mesmo oferecer os serviços especializados em uma clínica própria.

Da mesma forma ocorre com os casos de microcefalia no Brasil, que aumentaram exponencialmente desde o último ano. Em muitos lugares há carência de profissionais para estimular as crianças que nasceram com essa realidade, mais uma oportunidade para que o profissional de fisioterapia atento realize cursos e passe a oferecer seus serviços.

O importante mesmo é que você tenha em mente o fato de que um bom profissional, bem atualizado e investindo em planejamento estratégico, sempre terá seu espaço no mercado.

É muito importante entender que, atualmente, a tecnologia é uma aliada fundamental para o bom desempenho do fisioterapeuta. Você sabia que existem softwares médicos extremamente eficazes que auxiliam na gestão do consultório de fisioterapia e dos pacientes? E que, inclusive, podem ajudá-lo na parte estratégica e no marketing do consultório? Já pensou se, no seu software médico, além de gerenciar seus pacientes, você pudesse também criar e conduzir o seu próprio site e blog?

No iMedicina nós oferecemos essa possibilidade! Conheça nossa proposta visitando a nossa página e entenda melhor como informatizar o seu consultório de fisioterapia e atrair novos pacientes!

O artigo foi útil para você? Leia mais sobre temas relacionados em nosso blog!

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.