Como usar seu software médico de maneira eficiente nas consultas online

Como usar seu software médico de maneira eficiente nas consultas online

A pandemia da Covid-19 trouxe grande impacto à economia mundial, impondo dificuldades para que muitos profissionais exerçam suas atividades. No setor de saúde, o formato de consultas online possibilitou que os médicos continuassem a atender seus pacientes.

No entanto, por ser uma modalidade nova no Brasil, muitos profissionais estão enfrentando dificuldades na hora de escolher e utilizar uma plataforma de telemedicina

Pensando nisso, preparamos este artigo, para ajudar a responder suas dúvidas. Confira!

Estabeleça um padrão para as consultas online

Mesmo após o controle da pandemia do novo coronavírus, é improvável que as consultas online deixem de ser realizadas. A comodidade, conforto e agilidade ocasionada por este formato deve fazer com que a demanda continue crescendo.

Dessa forma, é preciso se preparar para oferecer a modalidade no seu consultório. Para isso, é necessário ir além de apenas dispor de um software médico. Na verdade, você deve conhecer a ferramenta para extrair o máximo dos seus recursos.

Ainda, um passo importante para iniciar os atendimentos por telemedicina é estabelecer um padrão para as consultas online. Para tanto, basta seguir o modelo adotado nos atendimentos presenciais, considerando apenas a ausência de contato físico.

E-book completo grátis: Guia Definitivo do Agendamento Online para Clínicas e Consultórios

Além disso, existem alguns requisitos que são exigidos pela portaria que regulamenta a telemedicina. O mais importante é a obrigatoriedade do registro das seguintes informações:

  • Dados clínicos do paciente que sejam essenciais para a condução do caso;
  • Número do Conselho Regional Profissional e a unidade da federação;
  • Data, hora, tipo de tecnologia da informação e comunicação (TIC) utilizada para a consulta virtual.

Assim, para evitar o não preenchimento desses dados e garantir a agilidade do atendimento, grande parte dos softwares médicos do mercado permitem a criação de modelos de formulários. Com isso, basta elaborar uma ficha padrão para as consultas online.

Por fim, o objetivo de manter esses registros é resguardar tanto o profissional de saúde quanto o paciente. Caso ocorra alguma situação que resulte em processos judiciais, esse formulário servirá como prova para evidenciar o que foi feito durante o atendimento.

Utilize um software médico integrado para as consultas

Antes de criar esses modelos para o atendimento remoto, você precisa se preocupar com a segurança e os recursos disponíveis no seu software médico, principalmente com a integração das funcionalidades.

Em função do pouco conhecimento sobre o assunto, muitos profissionais consideram apenas o investimento a ser realizado na hora de contratar uma ferramenta. Mas para que um sistema otimize a rotina do consultório, ele precisa integrar a parte clínica com a administrativa.

Assim, ao dispor dessa integração, você poderá automatizar várias tarefas burocráticas do consultório, tais como preenchimento da agenda médica, criação de ficha do paciente e guias de serviços.

Desse modo, além de economizar tempo e tornar o atendimento mais ágil, você reduz a ocorrência de erros ocasionados pela entrada manual de dados, facilita o faturamento de convênios e o lançamento no fluxo de caixa.

No que se refere aos serviços de telemedicina, é imprescindível que o software médico faça a integração da plataforma com o sistema de assinatura digital. Isso porque, a prescrição eletrônica de medicamentos só é válida caso conste a assinatura certificada do médico responsável.

Prontuário Eletrônico Gratuito

Além disso, a ausência dessa integração afetará a dinâmica das consultas online, pois será necessário criar o receituário em um sistema e assiná-lo em outra ferramenta para posteriormente encaminhá-lo para o paciente.

Nesse sentido, um sistema de gestão com todas as funcionalidades integradas é a melhor alternativa para quem busca otimizar a rotina do consultório e garantir um atendimento online eficiente e ágil.

Capacite seus funcionários para usar a ferramenta

A maneira mais eficaz de absorver os recursos de um software médico é buscando capacitação para entender todas as funcionalidades do sistema. Para tanto, você e sua equipe precisam receber treinamento adequado.

Aqui, o primeiro passo é configurar a ferramenta de acordo com as necessidades do consultório, definindo o turno de trabalho, tempo médio de cada consulta, gerando cadastro dos pacientes, cadastrando convênios e estabelecendo login e senha para cada usuário.

Por fim, para evitar problemas durante a consulta online, procure conhecer a plataforma e descubra como integrá-la ao prontuário do paciente e ao recurso de prescrição digital. Por fim, todo esse passo a passo precisa ser compartilhado entre aqueles que utilizarão a ferramenta.

Crie relatórios e analise dados dos seus pacientes

Com um software médico, há uma maior facilidade em coletar informações importantes sobre o seu consultório e também sobre os pacientes. Dessa forma, você pode gerar relatórios que apresentem indicadores importantes.

Nesse sentido, é possível identificar quais pacientes estão ausentes do consultório e, dentre eles, descobrir os que precisam de um acompanhamento mais próximo ou que ainda não realizaram o check-up anual.

Com esses dados em mãos, você pode delegar aos seus colaboradores a tarefa de entrar em contato para verificar o motivo da ausência e informar a necessidade de retomar o atendimento. 

Quando a justificativa do paciente estiver relacionada à falta de tempo ou à dificuldade de deslocamento, busque apresentar a possibilidade de realizar a consulta online. Assim, ele mantém os cuidados médicos e você fideliza o paciente.

Personalize os modelos de documentos

Uma ação essencial para otimizar os atendimentos por telemedicina e utilizar todos os recursos da ferramenta é personalizar os modelos de documentos pré-configurados. Geralmente, os softwares médicos contam com versões de receituários, guias de exames e de convênios.

Dessa forma, basta personalizá-lo com as informações e a identidade visual do consultório, os seus dados profissionais e tipografia mais adequada. Posteriormente, no momento da consulta, os documentos já poderão ser utilizados, restando apenas inserir os dados do paciente.

Utilize a prescrição digital nas consultas online

A prescrição digital é uma ferramenta importante para proporcionar agilidade, eficiência e comodidade para o tratamento do paciente, sendo essencial para o bom funcionamento das consultas online.

Além disso, as receitas digitais são emitidas de modo semelhante às de papel e podem ser utilizadas tanto para atendimentos presenciais quanto virtuais. Mas para que o documento tenha validade, ele precisa ser assinado digitalmente por meio de um sistema de certificação.

Após a emissão, o médico envia a receita para o e-mail do paciente, que pode imprimi-la ou apresentá-la em um dispositivo eletrônico para o farmacêutico. Quando a compra é realizada, a farmácia registra no sistema a hora e a data da entrega.

Por fim, a prescrição digital proporciona muitos benefícios, tornando mais seguro o processo de aquisição de medicamentos, principalmente em tempos de pandemia. Além disso, reduz as chances de erro pelo não entendimento da receita e também de fraudes.

Portanto, se você está implementando um software médico no seu consultório e deseja utilizá-lo para realizar consultas online, siga nossas orientações. Assim, você passa a contar com o máximo de eficiência de todas as funcionalidades.

metodologia imedicina

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: