O que é telemedicina e como isso contribui para a profissão

telemedicina

Você já ouviu falar em telemedicina? A telemedicina é um subnicho da telessaúde. Trata-se de um avançado processo tecnológico que oferta serviços de saúde à distância. Ela se baseia em tecnologias digitais modernas, capazes de promover a assistência médica online não somente aos pacientes, como aos hospitais, clínicas e profissionais da área.

A telemedicina, entre outros papéis, cumpre a função de viabilizar o intercâmbio de informações por meio da internet, através de plataformas que podem ser acessadas pelo computador, celular ou tablet. Isso possibilita o ágil acolhimento e precisão dos dados.

Com o passar dos anos, a forma de comunicação mudou e a maneira de prestar serviços também. Isso vale, inclusive, para a área médica. Nesse sentido, a telemedicina pode ser definida como uma clara evolução da saúde, pois facilita processos e melhora a comunicação por meio de estratégias e ferramentas como a teleorientação.

Quer saber um pouco mais sobre a telemedicina, entender como ela funciona e quais são suas principais vantagens? Leia o artigo e entenda o assunto mais a fundo.

Afinal, a telemedicina substitui a medicina tradicional?

A telemedicina definitivamente não é substituta da medicina convencional. Ela é complementar e surgiu como resultado da evolução do conhecimento científico e aprimoramento dos recursos tecnológicos voltados para a saúde.

Hoje em dia, a telemedicina consegue levar o conhecimento e suporte de profissionais qualificados a regiões mais distantes, normalmente de forma rápida, eficiente e descomplicada.

Ela também é uma grande aliada em situações limitadoras e desafiadoras como a COVID-19 e o isolamento social, por exemplo. Com a telemedicina é possível monitorar condições de saúde dos pacientes, trocar informações de maneira remota e intervir caso algo errado seja detectado.

Assim, podemos afirmar que a telemedicina não ocupa o lugar da medicina tradicional, mas apresenta um enorme potencial para otimizar o atendimento de saúde como um todo. Na verdade, elas andam juntas. A telemedicina completa e aprimora a medicina que conhecemos desde sempre.

Como a telemedicina funciona?

A telemedicina abrange toda a prática médica realizada à distância, independentemente das ferramentas utilizadas para esse fim (softwares, telefone, internet, etc).

Desde a década de 50, a telemedicina avançou em passos largos e mudou bastante em termos de funcionamento. No começo, a telemedicina era aplicada em hospitais, que utilizavam os monitores das televisões para acompanhar pacientes em lugares remotos.

Com o passar do tempo, o monitoramento começou a ser feito por meio de telefone fixo, celulares, internet e por aí vai. Com isso, a telemedicina se tornou mais rápida e abrangente.

A telemedicina funciona a partir de diversos pilares, sendo os mais importantes: teleassistência e telelaudos.

A teleassistência é um tipo de atendimento médico remoto que traz vários serviços presentes na rotina clínica presencial para o ambiente digital. Isso envolve etapas como triagem, orientações de saúde, monitoramento dos pacientes, consultas entre especialistas para buscar segunda opinião em relação aos diagnósticos, entre outras atividades que podem ser realizadas dentro de plataformas online, via videoconferência, áudio, chat, seja pelo celular ou computador. Essa forma de assistência está disponível para clínicas, hospitais, consultórios médicos e pode ser útil também para famílias que queiram cuidar de um ente querido que esteja enfermo.

Os telelaudos, por sua vez, consistem na emissão de laudos à distância, que são apresentados em softwares de saúde. Os sistemas são desenvolvidos para receber exames como radiografias, eletrocardiogramas, eletroencefalogramas, ressonâncias, etc. Com isso, os especialistas podem analisar os resultados, fechar diagnósticos e determinar os tratamentos ideais para cada caso. O foco, aqui é obter laudos com precisão e rapidez.

Vale destacar que há plataformas de telemedicina integradas com prontuário e agendamento online. Isso aumenta ainda mais a praticidade e agilidade nos serviços de saúde.

Quais são as vantagens da telemedicina?

Os benefícios da telemedicina são incontáveis. Não é à toa que cada vez mais ela tem ganhado espaço no Brasil e no mundo. As principais vantagens são:

Rompimento de barreiras geográficas

Com a telemedicina é possível atender pacientes e comunidades que precisão, mas não possuem amplo acesso aos médicos, por conta da distância geográfica. A telemedicina possibilitou maior acessibilidade à saúde por grande parte da população.

Maior agilidade no atendimento médico

Outra vantagem trazida pela telemedicina é a maior agilidade nos atendimentos. Isso se deve à sistematização, organização e automação de vários processos através dos softwares de saúde online.

Aproximação do médico com os pacientes

A telemedicina torna mais estreita a relação entre médico e paciente, garantindo, desse modo, o acolhimento de saúde, onde e quando é preciso. Como já foi mencionado, a telemedicina não substitui a medicina tradicional, entretanto, a complementa, pois permite um acompanhamento contínuo, ainda que não seja de forma presencial. Sem dúvida nenhuma, é uma nova e eficiente maneira de ligar médicos e pacientes remotamente.

Segurança e discrição nos dados

Telemedicina oferece segurança estrutural e total sigilo dos dados, seguindo as normas internacionais que visam proteger as informações dos usuários: tanto profissionais, quanto pacientes.

Economia operacional nos processos e atendimentos

A telemedicina trouxe consigo muitos ganhos, inclusive a economia de tempo e dinheiro. O tempo de atendimento é reduzido e os custos operacionais, especialmente com deslocamento, também diminuem significativamente.

Ampliação da agenda clínica dos especialistas

Entre as grandes vantagens da telemedicina está a ampliação da agenda clínica dos médicos. O que isso significa? Quer dizer simplesmente que a telemedicina viabiliza o aumento da capacidade de atendimento.

Segurança epidemiológica em tempo de crise

A telemedicina faz ainda mais sentido diante da crise humanitária, social e econômica gerada pelo coronavírus. Através da teleassistência é possível prestar serviços de saúde, sem que a vida dos profissionais e dos pacientes seja colocada em risco.

O atendimento a distância tem sido fundamental no controle e combate da COVID – 19 através da teleorientação especializada. A telemedicina é tão importante nesse momento difícil de contenção do avanço do contágio por coronavírus, que o CFM (Conselho Federal de Medicina), desde 19 de março de 2020, reconheceu a eticidade da telemedicina e autorizou sua utilização enquanto durar a batalha contra a COVID – 19.

Quer aprender mais sobre esse assunto? Comece a usar a telemedicina em seu consultório gratuitamente.

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira:

  • 1) Atração de pacientes
  • 2) Atendimento com Eficiência e Tecnologia
  • 3) Relacionamento e fidelização

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.