Redes sociais para médicos autônomos

médicos autônomos

Certamente, você deve conhecer, ao menos, um case bem-sucedido de uso das redes sociais para médicos autônomos, não é mesmo? Na verdade, há boas chances de se destacar na área. Mas nada disso vem por acaso. Mais do que atrair a atenção na rede é preciso envolver sua audiência.

Além disso, uma rede extensa de seguidores na rede nem sempre é sinal de clínica médica movimentada. Contudo, é preciso planejamento para ter êxito nesse processo. É desse modo que se garante o crescimento da base de pacientes.

Quer saber os segredos para ter retorno nas redes sociais para médicos autônomos? Leia este artigo e conquiste seu espaço também!

Medicos autônomos: por que devem investir nas redes sociais?

Sabe-se que o brasileiro gasta, em média, 3 horas e 40 minutos navegando em redes sociais. Ainda, esse tempo deve ter aumentado durante a pandemia. 

Nesse sentido, basta uma pesquisa rápida no Google para notar o interesse súbito por dicas de saúde nos últimos meses. De sorte, tudo indica que essa tendência deve prevalecer. Fora isso, os custos com mídia online também saem mais em conta, quando comparados aos meios tradicionais para publicidade médica.

Como usar as redes sociais a seu favor?

Muitos leigos têm a impressão de que para obter retorno basta produzir material frequente e só postar. Mas não há milagre, por trás do sucesso, existe toda uma estratégia para impactar os seguidores naquela mídia social e de fato atrair pacientes.

Ademais, em raros casos, há perfis amadores nesse meio. Sendo assim, é preciso seguir um método. O primeiro passo é entender com quem você deseja se comunicar, ou seja, a sua persona:

  • um personagem fictício, baseado no seu paciente ideal. O que, por sua vez, é traçado em vista do comportamento real das pessoas. Ainda, inclui dados demográficos, problemas e as principais soluções oferecidas pelo seu consultório.

Visibilidade em alta na web

Quem produz conteúdos aderentes ao perfil segmentado tem chances de captar mais pacientes para o consultório. A presença marcante na internet, por sua vez, oferece a vantagem de torná-lo conhecido muito além de limites geográficos.

Como se sabe, as redes têm um potencial enorme de conexão e tudo isso gera interesse e fortalece a autoridade médica.

Conteúdos exclusivos

Nesse caso, o próprio médico pode seguir um calendário editorial. Dessa forma, nunca faltará assunto para discutir. Ainda, é possível trabalhar com empresas especialistas em marketing médico, focadas nessa tarefa. Isso torna a rede mais atrativa, o que envolvendo mais seus seguidores.

Engajamento nas redes sociais

Normalmente, os pacientes tendem a se mantêm fiéis aos profissionais de saúde desde a primeira consulta, quando a experiência é satisfatória. Contudo, mesmo diante desse cenário promissor, essa relação deve ser cultivada.

Nesse ponto, as redes sociais demonstram todo seu potencial. Uma vez que, com incentivo adequado, é possível gerar:

  • comentários;
  • recomendações espontâneas;
  • interação constante.

Desse modo, deixam o perfil em evidência, algo essencial para profissionais autônomos.

Reforço da confiança

É válido mencionar que, mesmo com tantas fakes news na web, a classe médica saiu fortalecida da maior crise sanitária dos últimos tempos. Por isso, para reter pacientes, siga com um tom didático, inclua assuntos atuais nas discussões.

Ainda, responda todas as dúvidas possíveis, reforce cuidados de higiene, relembre campanhas de prevenção à saúde e direcione os seus seguidores para os canais mais apropriados para manter a conversa em caso de necessidade de diagnóstico e orientações.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Quais as boas práticas nas redes sociais para médicos autônomos?

Agora, veja como manter sua credibilidade em alta nas redes. Antes de executar qualquer ação na web, o médico deve estar ciente das políticas de uso em cada mídia social. Bem como deve seguir o manual de publicidade médica

Essa conduta é de extrema importância nesse momento. Observe os pontos que se referem aos limites de atuação:

  • é proibido o uso de títulos acadêmicos ou especialidades em inconformidade com o Conselho Regional de Medicina;
  • não deve explorar a profissão em anúncios institucionais ou empresariais. A não ser em casos de evidente interesse público;
  • jamais adulterar dados estatísticos da instituição que integra;
  • dar informações que causem pânico social;
  • divulgar tratamento ou descoberta sem comprovação científica;
  • prometer bons resultados;
  • anunciar aparelhos ou técnicas exclusivas para se autopromover.

Uso indevido de imagens

Ademais, é proibido a divulgação de imagens do tipo resultado obtido pelo paciente, ainda que a pessoa tratada autorize. Isso porque essa prática também contraria às normas do manual.

Sem autopromoção na rede

O profissional também deve evitar os seguintes termos:

  • o melhor;
  • o mais;
  • o mais eficiente;
  • o único capacitado;
  • resultado garantido.

Nesse caso, só o termo demonstra prepotência, tanto quanto o risco de processos jurídicos com efeito negativo para a imagem da clínica. Por isso, melhor evitar!

Em quais mídias sociais devo investir?

Considere as redes sociais os seus pacientes estão presentes. Para tanto, aproveite, o momento da consulta e explore em qual delas eles costumam interagir mais. Assim, a comunicação será direcionada aos canais efetivos.

Tenha em mente que em um mundo tão volátil como o nosso, tudo pode mudar, por isso, procure acompanhar essas mudanças. Contudo, é interessante marcar presença em, pelo menos, 2 mídias sociais. A seguir, confira alguns aspectos que você deve observar em cada abordagem.

Facebook

Mais de 130 milhões de brasileiros fazem parte dessa rede. Embora tenha perdido espaço nos últimos anos, sem dúvida, vale incluí-la no seu plano de marketing. Isso porque, ela tende a potencializar a distribuição dos artigos de seu blog. 

A fanpage, por outro lado, ajuda na promoção da clínica médica. Mais ainda quando combinada aos formatos de anúncios disponíveis com grande impacto entre os usuários. Nesse caso, é possível configurar dentro do sistema com custos bastante atrativos.

Instagram

O Brasil é um dos países com maior número de contas ativas na plataforma no mundo. Por isso, é certeza de visibilidade.

Mas evite expor aspectos íntimos da sua vida. Deixe isso para sua conta privada. Na dúvida, aposte em formatos que explorem a boa reputação da clínica. Ainda, incentive a participação de seus pacientes em:

  • depoimentos com vídeos;
  • recursos gráficos nas enquetes;
  • visitas aos stories para dicas de saúde;
  • perguntas sobre seu trabalho;
  • use o carrossel para gerar curiosidade.

YouTube

Você já deve ter notado o quanto os vídeos engajam na web. Nesse aspecto, o uso do YouTube fortalece e muito a autoridade do médico. Ainda mais se os roteiros forem focados em educar sua audiência.

Então, dedique especial atenção nesses temas. Todavia, não se esqueça da vinheta do seu canal. Bem como a thumbnail — aquelas miniaturas usadas nas mídias sociais — pois facilitam sua localização na web.

Redes sociais para médicos autônomos como fonte de negócios?

Não resta dúvida do quanto as redes sociais para médicos abrem caminho para os profissionais liberais se destacarem. Seja por trazer a possibilidade deles mostrarem seu diferencial, seja por os distinguirem da concorrência.

Outra vantagem é a chance de reduzir a dependência dos convênios médicos, uma vez que as estratégia podem focar em um público-alvo específico. Assim, ao serem combinadas em uma estratégia com site próprio e e-mail marketing ainda garantem todas formas de contato para manter o relacionamento com os seus pacientes.

Quer saber mais sobre o assunto? Baixe gratuitamente o Guia de Redes Sociais para Clínicas e Consultórios e comece já sua estratégia!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: