Sou residente, posso trabalhar em um centro médico?

Todo médico, durante a sua formação acadêmica, deve se tornar residente. Porém, muitos ficam confusos quanto ao local onde devem realizar a residência: é possível fazê-la em um centro médico ou apenas em grandes hospitais?

Foi com o objetivo de responder à questão “sou residente, posso trabalhar em um centro médico?” que este artigo foi criado. Sendo assim, se essa dúvida também passa pela sua cabeça, continue lendo.

O que é residência médica?

O residente, de acordo com o artigo 1 da Lei de número 6.931 do ano de 1981, nada mais é do que o médico que está se especializando em uma nova modalidade da medicina. Ele passa a integrar a equipe de médicos do estabelecimento de modo a ser treinado e orientado por profissionais já experientes e bem qualificados.

Sendo assim, a residência médica tem um intuito basicamente educacional, já que visa aperfeiçoar os conhecimentos teóricos do estudante na prática. O programa de residência médica tem duração semanal de 60 horas (período que pode variar com base na instituição de ensino).

Sou residente. Posso trabalhar em um centro médico?

Voltando à questão: sou residente. Posso trabalhar em um centro médico?

A resposta é: sim. O médico residente não só pode fazer residência em um centro médico, como também pode conciliá-la com a residência em outro local (como um hospital, por exemplo).

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Porém, é claro que o médico deve manter suas relações de trabalho sempre legalizadas por meio de contratos estabelecidos entre ele e o hospital e/ou o centro médico.

Vale ainda destacar neste tópico que o médico residente deve bater ponto e cumprir carga horária, apesar de não possuir vínculo empregatício com o centro médico ou hospital em que faz o seu programa de residência médica. Caso ainda haja dúvidas, todos esses pontos devem ser debatidos e questionados com o centro médico ou com o hospital em questão.

De acordo com o MEC (Ministério da Educação e Cultura), o residente pode realizar a residência médica em qualquer estabelecimento de medicina credenciado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

São credenciados pelo CFM não só hospitais como centros médicos, clínicas de diferentes especialidades médicas, centros cirúrgicos e outros ambientes onde a prática da medicina é legalizada. Sendo assim, o médico e estudante de medicina podem realizar a sua residência médica em qualquer um desses lugares (o que inclui os centros médicos).

Como também já vimos anteriormente, a lei não impõe qualquer tipo de dedicação exclusiva do médico para com o centro médico ou hospital ao qual ele está vinculado para realização da sua residência médica. Sendo assim, o residente pode trabalhar em um hospital e em um centro médico ao mesmo tempo caso essa seja a sua vontade.

Porém, o fato de não haver nenhum impedimento, não necessariamente significa que a prática é recomendada, uma vez que conciliar duas residências médicas com o período de estudos pode não ser assim tão simples como parece. Tudo dependerá, é claro, de cada um.

Após tirar suas dúvidas sobre a relação entre residência e centro médico, que tal conferir mais sobre a temática em nosso blog?

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: