5 estratégias de marketing médico com ótimos resultados

marketing médico

Você sabia que as estratégias de marketing médico não se limitam às redes sociais? Ainda que elas sejam, sim, muito importantes para atrair pacientes para o seu consultório, suas ações não devem se limitar a elas. É preciso ampliar as possibilidades para alcançar os resultados tão desejados.

Existem diversas formas de comunicação e ferramentas capazes de favorecer a divulgação da sua atuação como médico. Juntas, elas vão construindo a sua autoridade profissional, por meio do engajamento com seu público e, dessa forma, colaboram imensamente para manter os horários da agenda preenchidos.

5 estratégias de marketing médico

Como cada hora surge uma novidade de marketing médico, a gente vai te dar uma mãozinha aqui e te mostrar algumas das ações que você pode começar agora. Afinal, quanto antes iniciar, melhor será para seus objetivos profissionais e pessoais, concorda?

Ainda que você já tenha ouvido falar ou até mesmo as utilize, vale a pena a leitura, pois há sempre novidades a serem aprendidas! Vamos lá!

1. Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é aquilo que provavelmente você já vem fazendo em suas redes sociais e blog, que é levar informação para seus seguidores. Entretanto, ele não deve ser considerado simples e feito de qualquer jeito, pois precisa de planejamento e estratégia para realmente funcionar.

Onde é comum vermos esse tipo de marketing? Exemplos:

  • Redes sociais;
  • Sites e blogs;
  • Materiais ricos (e-book, entre outros);
  • Vídeos;
  • E-mail marketing (falaremos a seguir).

Por meio de materiais estrategicamente elaborados, essas ações visam alimentar o público, ou melhor, a persona, direcionando-a para tomar alguma atitude, como curtir, comentar, compartilhar, preencher formulário, ligar, entre muitas outras.

No marketing médico, sua produção de conteúdo precisa ser constante, pois a periodicidade é fundamental para seu ranqueamento no Google e favorecimento pelo algoritmo das redes sociais.

Mas isso não é suficiente, pois existem técnicas específicas, como as de SEO, que é o mecanismo de otimização de buscas.

Além do mais, é preciso ter muita atenção às regras de publicidade médica nas mídias digitais, de forma a evitar possíveis denúncias e demais consequências negativas.

2. E-mail marketing

Dando continuidade ao marketing de conteúdo, o e-mail marketing merece um tópico só para ele. Essa estratégia não significa enviar uma mensagem aleatória para seus pacientes ou leads, combinado?

O e-mail marketing deve ser visto como uma forma de conversão e fidelização. Isto é, ele serve como continuidade ao trabalho de nutrição que você já vem fazendo nos canais de comunicação.

Em outras palavras, quando você cria um e-book, por exemplo, em que o usuário deixa o e-mail para poder ter acesso ao conteúdo, sua base de leads vai sendo criada. E, assim, é preciso elaborar e-mails que serão interessantes para essas pessoas. Como?

  • Assunto que aguce a curiosidade para abrir o e-mail;
  • Mensagem de visualização prévia, que mostre um pouco do conteúdo;
  • Corpo do e-mail com conteúdo relevante;
  • Ações bem específicas, como “marque sua consulta”;
  • Inclusão de “botões” que direcionam para essas ações.

Vale lembrar que e-mails podem fazer parte de campanhas, ou seja, uma série de mensagens que serão disparadas ao longo de determinado tempo, alimentando quem está na sua base.

E, claro, seu mailing pode ser diferenciado, como os leads que estão no topo, no meio ou no fundo do funil. Ter a distinção disso é fundamental para o tipo de ação que você pede do leitor.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

3. Social Ads

Enquanto seu marketing de conteúdo pode ser trabalhado organicamente, ou seja, de forma que os usuários te encontrem sem que você pague diretamente para isso, é importante combinar com ações de mídias pagas.

Investir nesses anúncios é de grande relevância para chegar nos usuários que você deseja levar para o consultório. Isso porque ferramentas como Facebook e Instagram Ads permitem criar a segmentação do público que será impactado pela propaganda.

Dessa forma, é possível especificar muito bem a localização, a idade, a área de atuação, os gostos, entre diversas outras informações que sejam importantes para direcionar o anúncio.

Além disso, já mencionamos a ação do algoritmo das rede sociais, que são contornadas por meio dos anúncios. Em outras palavras, quem paga para aparecer, aparece mais, concorda?

As mídias focam na experiência do usuário e, por isso, selecionam os conteúdos que vão chegar até ele. Isso significa que, organicamente, visualizamos apenas uma pequena porcentagem de tudo que é publicado nas redes. Por outro lado, ao impulsionar posts, o alcance torna-se muito maior e direcionado.

4. Google Ads

Além de trabalhar muito bem o SEO de seu site e blog, com palavras-chaves e técnicas que favoreçam o ranqueamento, é importante investir no Google Ads.

Essa é a plataforma de anúncios do próprio Google, o principal buscador usado no mundo. É bem provável que, ao realizar uma busca, você já tenha sido impactado por algum link patrocinado, certo?

Essa ferramenta é um recurso importante do marketing médico, pois ajuda a conectar o serviço que você oferece às pessoas interessadas. Ou seja, quando alguém pesquisa por algo como “oftalmologista bh”, o investimento feito em tal palavra-chave irá favorecer o posicionamento nos resultados.

Existem algumas maneiras de patrocinar links, o que irá depender de cada caso, cada objetivo. Mas é sempre bom lembrar que as estratégias de marketing precisam ser sempre combinadas, nunca apenas uma só.

5. Site médico voltado para conversão

A conversão no seu site é algo decisivo para a movimentação no seu consultório. Se, com todas as ações acima, o lead chegou até a sua página, mas não tem o que fazer lá, a estratégia está com brechas.

É por isso que devemos sempre pensar em como favorecer a vida de quem está em nosso site, colocando caminhos para “fechar a venda” que, no seu caso, pode ser entendido como o agendamento da consulta.

Em outras palavras, oferecer uma ferramenta que possibilita a pessoa escolher um horário, sem nem precisar usar o telefone, é sinônimo de praticidade.

Por isso é tão interessante contar com um software médico seguro, que permite agendamentos online, facilitando a vida do paciente e a sua, pois tudo fica devidamente registrado.

Relevância do marketing para consultório

Esse artigo te mostrou algumas das mais diversas estratégias capazes de te ajudar a conquistar pacientes e encher o consultório. Existem outras ações, inclusive offline, que são muito relevantes para a sua marca. Mas investir no seu marketing médico online é primordial, principalmente agora que os serviços de telemedicina estão liberados no Brasil, por conta da pandemia de Covid-19.

Quer aprender mais sobre o assunto? Faça download do ebook Clínicas Digitais.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: