Comunicação entre médico e paciente: como o marketing médico te ajuda a resolver esse problema

marketing médico
Powered by Rock Convert

A relação entre médico e paciente é fundamental para que os diagnósticos sejam mais assertivos. Porém, quando a comunicação não é efetiva, as queixas do paciente tendem a passar despercebidas. Neste sentido, o marketing médico pode solucionar o problema, estreitando o relacionamento entre as partes.

Quer saber como? Então, leia este artigo. A seguir, apresentaremos os problemas mais comuns dessa comunicação e como boas estratégias de marketing são suficientes para eliminá-los.

Os principais problemas de comunicação entre médico e paciente

Na medicina, o relato do paciente sobre os seus sintomas e histórico de saúde é essencial para que um tratamento seja realizado com sucesso. Quando não há uma boa comunicação, os resultados podem não ser tão positivos quanto esperado, trazendo desconfiança em relação a sua capacidade técnica.

Ainda, ao dedicar a atenção devida ao paciente, você está ajudando-o a aliviar a sua ansiedade, mesmo que o problema não possa ser resolvido. Em consequência disso, pode ocorrer uma melhora no quadro clínico e ele tem uma percepção melhor do seu trabalho.

Geralmente, a insatisfação do paciente com um profissional de saúde está relacionada à falta de informação, explicação, tempo e à utilização de linguajar técnico que dificultam o entendimento do paciente. A seguir, iremos detalhar esses problemas.

Linguagem técnica e incompreensível

Uma das queixas mais recorrentes dos pacientes é a falta de clareza do profissional de saúde ao explicar um diagnóstico, um tratamento ou uma medicação. Isso porque utilizam palavras que fazem parte do seu dia-a-dia, o chamado linguajar médico.

Assim, palavras como “edema”, “cefaleia”, “sutura”, “posologia”, são de difícil compreensão para quem não está habituado a elas. Com isso, o paciente pode não seguir as recomendações conforme solicitado, pois não entendeu o que ele deveria fazer.

Além disso, ao utilizar termos técnicos, você deixa de prestar um atendimento humanizado e passa para o paciente a imagem de superioridade, ignorando suas necessidades e criando um relacionamento negativo com ele.

Informações vagas que fazem o paciente recorrer à internet

Se um paciente precisa recorrer à internet para entender o que foi dito por você, isso significa que a sua comunicação está sendo insuficiente ou de difícil compreensão. Esse tipo de situação poderia ser facilmente evitada se o paciente fosse questionado sobre o entendimento do diagnóstico e das orientações.

Lembre-se, o especialista é não é o paciente. Por isso, você não deve medir esforços para tornar a comunicação o mais simples possível, buscando fazer com que o paciente entenda integralmente o que foi dito.

Dessa forma, você melhora a experiência dele, que se sente respeitado e sai do seu consultório convicto sobre seu quadro e recomendações que precisa seguir, etc.

Falta de tempo durante e após os atendimentos

Outro problema relatado com frequência, sendo uma das principais causas de redução na base de pacientes de um consultório médico. Geralmente, por razões financeiras, muitos médicos tendem a lotar a sua agenda de modo que ultrapasse a sua capacidade de atendimento.

Em consequência disso, não dedicam a atenção necessária a cada paciente, que se sente desrespeitado, procura outro profissional e passa a contraindicar os seus serviços. Ademais, ao realizar consultas às pressas, pensando no próximo paciente, você corre sérios riscos de fornecer um diagnóstico errado ou insuficiente.

Falta de confiança do paciente no profissional

Esse é um dos problemas mais graves que podem afetar a relação médico e paciente. Afinal, esse relacionamento é baseado na confiança. Caso contrário, o paciente não se sente satisfeito com o que foi dito e recorre à internet para confirmar o que foi dito pelo profissional ou busca uma segunda opinião.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

De ambas as formas, a qualidade do seu trabalho e a sua capacidade técnica estão sendo mal avaliadas. A recorrência dessa situação pode levar o seu consultório ao fracasso. Por isso, procure identificar a causa dessa desconfiança, seja por algum erro cometido alguma vez, a falta de entendimento do paciente, entre outros.

Como o marketing médico pode mudar esse cenário?

Independentemente do problema ocorrido, todos dizem respeito à forma como você se comunica com seu paciente. Neste sentido, o marketing médico pode trazer grandes benefícios, fortalecendo o relacionamento e melhorando a sua comunicação. Como? Veja a seguir:

Conhecimento da persona ou do perfil de paciente ideal 

Para realizar ações de marketing assertivas, que impactem o seu paciente, você precisa conhecer mais sobre ele, suas preferências, canais de comunicação que mais utiliza, o seu comportamento na internet, entre outras coisas.

Ainda, esse é um trabalho que precisa ser feito com seriedade e dedicação. Por isso, recomenda-se que seja feito com o auxílio de um software médico, pois, permitem a criação de relatórios para a obtenção do perfil do seu paciente ou, como chamamos no marketing, conhecer a sua persona.

A persona é uma pessoa fictícia criada a partir das características em comum percebida nos seus pacientes. Assim, todas as estratégias de marketing médico são norteadas por esse perfil. 

Além disso, ao conhecer mais sobre o seu paciente, você melhora a sua comunicação com ele, entendendo suas necessidades e tendo as informações necessárias para se aproximar, utilizando uma linguagem mais acessível.

Conteúdo de qualidade nas redes sociais

As redes sociais são peças importantes no marketing médico, pois são as plataformas utilizadas pelos pacientes para se relacionar e compartilhar opiniões. Então, se você pretende manter uma boa comunicação com o seu público, precisa estar presente nessas redes.

Ainda, você pode usar da sua experiência e conhecimento para produzir e divulgar conteúdos que sejam interessantes para as pessoas, mantendo-as informadas e mais atentas a sua saúde. 

Ademais, ao desenvolver uma forte presença digital, você passa a ser uma fonte de informação para seus pacientes, que sempre estarão buscando novidades nas suas redes sociais. Com isso, se torna uma referência, estabelecendo uma relação de confiança com seu público.

Automação de e-mail marketing 

As automações de e-mail marketing são mais uma das práticas essenciais para uma boa estratégia de marketing médico. O e-mail, mesmo nos dias atuais, ainda tem um grande potencial para atrair e fidelizar pacientes.

Ainda, ao dispor de um software médico com automações de marketing, o envio de e-mails pode ser feito de forma personalizada e automática. Neste sentido, você pode utilizá-lo para manter um relacionamento próximo com seu paciente.

Além disso, o e-mail marketing pode servir para confirmar e lembrar de consultas, disseminar artigos informativos, levar explicações mais aprofundadas sobre os tratamentos aos quais seus pacientes serão submetidos ou sobre doenças que possuam. Assim, você mantém o paciente informado sem ocupar o seu tempo com explicações após o fim do atendimento.

Enfim, como você pode ter percebido, a comunicação com o paciente pode ser otimizada e ampliada por meio do marketing médico. No entanto, para que o seu trabalho seja reduzido, considere a implementação de um software médico seguro no seu consultório.

Quer aprender mais sobre atração e fidelização de pacientes? Faça download do ebook Jornada do Paciente.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: