Marketing médico: tráfego orgânico ou tráfego pago. O que é melhor?

tráfego orgânico

Tráfego orgânico ou pago? Essa pergunta é clássica. Mas, no que diz respeito ao marketing médico, nenhuma das opções será gratuita. Sim! Você provavelmente vai precisar da ajudinha de alguém para criar conteúdos que gerem tráfego orgânico para o seu site. Então, vamos focar no cerne da questão: qual é a melhor opção?

Vamos discutir os prós e os contras entre o tráfego pago e o orgânico, a seguir.

O que é tráfego pago?

Tráfego pago é o resultado do clique em um anúncio pelo qual você pagou. Basicamente, estamos nos referindo ao Google Ads, Linkedin Ads, Facebook Ads, dentre outras plataformas que alugam espaço para divulgação de marcas e cobram por cliques.

Esses canais (Google, Facebook, Linkedin, dentre outros) permitem que você configure uma campanha em que se paga cada vez que alguém clica no anúncio. O mais interessante é a possibilidade de definir quanto se deseja pagar.

O posicionamento dos anúncios pagos (primeiro, segundo, terceiro lugar) é determinado por fatores um tanto técnicos e, às vezes, secretos. Eles envolvem o processo de leilão (quanto mais alto se está disposto a pagar, melhor a posição do anúncio com relação à concorrência). 

Além disso, esses operadores consideram outros fatores, como a relevância do anúncio e taxas de resposta do público a ele. Quanto melhor seus lances, qualidade dos títulos e descrição do anúncio, além do desempenho da campanha, melhor será a posição do seu anúncio no Google, por exemplo. 

Prós do tráfego pago

Se você criar anúncios de qualidade, verá que o tráfego pago é uma importante fonte de visitantes para o seu site. Na verdade, se o seu anúncio for exibido na posição superior, ele obterá uma taxa média de cliques de 7% . 

Algumas pesquisas específicas da marca ou do produto resultarão em taxas de cliques ainda mais altas do que o tráfego orgânico. Além disso, você pode pagar a alguém para fazer o SEO do seu site. E muitas pessoas fazem isso. Mas isso não elimina o fato de que pode demorar muito para ver os resultados na prática. 

Contudo, um dos grandes benefícios do tráfego pago é que ele leva pouco tempo para gerar resultados. Depois de pagar e garantir o primeiro lugar na posição do anúncio, você poderá mantê-lo. Isso garante que as pessoas que pesquisarem sua palavra-chave vejam seu link primeiro.

Os anúncios pelos quais você paga devem ser feitos para um público muito específico. Você pode direcionar seus pacientes atuais ou potenciais por meio dessas campanhas. Por outro lado, o tráfego orgânico nem sempre consegue essa exatidão.

Na verdade, se você não medir a intenção do usuário ao escolher suas palavras-chave dentro do seu site ou conteúdos publicados nele, provavelmente não obterá o tráfego desejado. É realmente surpreendente o perfil do público que você pode atingir com a publicidade paga no Google. 

Para ilustrar, alguns tipos de segmentações possíveis são referentes à idade, renda, estado civil, nível de educação, localização de moradia ou trabalho, tipos de palavras-chave utilizadas na ativação do anúncio, dentre outras possibilidades.

Contras

Se você tem pouco orçamento, o tráfego orgânico pode ser sua melhor opção. Mesmo assim, é possível fazer campanhas pagas com baixo orçamento, no entanto, o alcance e o número de leads gerados será bem menor. Outra questão é com relação à definição de objetivos e otimização dos anúncios.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Trabalhar com tráfego pago pode ser um tanto confuso para pessoas leigas. Mesmo assim, todas as plataformas online, como o Google, disponibilizam cursos gratuitos para educar sobre as melhores práticas durante a configuração de publicidade online.

O que é tráfego orgânico?

A ideia de tráfego orgânico está relacionada a algo que veio “naturalmente”, a partir da ação espontânea do usuário online. Ele é gerado nos motores de busca, como o Google, publicações em redes sociais, ou de forma direta, quando o usuário digita a url do site direto na barra de navegação.

Prós do tráfego orgânico

Cerca de 70% dos links em que os usuários clicam são orgânicos. Isso faz muito sentido, na medida em que a intenção das pessoas é pesquisar alguém ou algo específico no Google. Outra vantagem do tráfego orgânico é a confiança, já que quem clica no seu site sente que encontrará o que procura na página. 

Além disso, quando se obtém muito mais tráfego orgânico do que pago, isso significa que o site está muito bem posicionado nos mecanismos de pesquisa. Mas, você precisa estar perto do topo para que isso realmente funcione. Então, é neste momento que entra o SEO ou a otimização para os mecanismos de pesquisa. Também, é aqui que entra o grande trabalho que isso tudo demanda!

Ter um site bem posicionado no Google, por exemplo, demanda estar sempre atualizado sobre as mudanças de algoritmo para não perder para a concorrência. Ademais, seu site deve ter conteúdo de qualidade, links para outros sites referência e ser citado por outros sites de qualidade como fonte de informação. 

Tudo isso é levado em consideração no momento da classificação de cada página nos resultados de pesquisa. Portanto, para manter uma posição vantajosa no Google, você deve se esforçar para manter a classificação sempre alta. Ou seja, fornecer mais e melhor conteúdo. 

Contras

Parece que falamos de contras logo acima, não é? Mas, não! Falar sobre tráfego orgânico significa revelar todo o trabalho por trás dos grandes resultados. Portanto, se existe algo que é negativo em uma estratégia de marketing médico, utilizando-se o tráfego orgânico, é o tempo!

Se você deseja criar os próprios conteúdos para gerar mais visitas para o seu site, tenha em mente que isso irá gerar uma queima de tempo considerável. Além disso, este tipo de estratégia pode levar alguns meses até que comece a gerar resultados de fato. 

Pode ser que você não tenha tempo suficiente para esperar que os resultados orgânicos gerem consultas. 

Então, qual dessas estratégias de marketing médico eu devo utilizar?

Bem, a resposta é “depende”. Talvez você não esteja tão preocupado com resultados rápidos e pode investir nas duas estratégias. Por outro lado, se você tiver pressa, é melhor investir em anúncios pagos!

De toda forma, achamos conveniente utilizar as duas estratégias, já que ambas proporcionam resultados positivos, além de promoverem a sua reputação enquanto referência médica. 

Mas, lembre-se: para qualquer uma das opções, o iMedicina realiza sempre a melhor estratégia em marketing médico, tanto com tráfego pago, quanto orgânico!

Para saber mais sobre o assunto, fale com um consultor e comece sua estratégia para atrair mais pacientes imediatamente!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: