Quais os tipos de prontuário do paciente

prontuário do paciente

O prontuário do paciente é um documento de valor legal, que reúne informações importantes acerca do histórico clínico de um paciente. Geralmente nessa documentação constam laudos, exames, relatórios de internação, procedimentos realizados, medicações administradas, etc.

Os prontuários são extremamente importantes para o atendimento médico, pois ele unifica, padroniza e otimiza a comunicação entre os profissionais envolvidos. Além disso, as informações contidas no prontuário do paciente é justamente o que possibilita a assistência continuada na abordagem terapêutica.

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, não existe apenas um tipo de prontuário. Leia o artigo completo e conheça as principais características dos prontuários existentes na atualidade.

1. Prontuário físico

O prontuário físico é o modelo tradicional, também conhecido como prontuário de papel. Durante muito tempo na prática médica, os prontuários eram feitos e armazenados unicamente dessa forma.

Embora seja simples de implantar, por não exigir nenhum tipo de treinamento aos usuários, esse tipo de prontuário pode acarretar problemas como baixa legibilidade, gastos com pastas, papéis e impressões, além da falta de praticidade no armazenamento e consulta.

Para organizar o prontuário físico, por exemplo, é necessário contar com espaço disponível. Além disso, para facilitar a localização das informações, os dados devem ser classificados segundo critérios como ordem alfabética, tempo, tipo de documento (laudo, exame, prescrição, etc).

Se não houver um profissional específico cuidando desse material, o prontuário pode se perder em meio a tantos outros. De todo modo, em termos de validade jurídica, o prontuário físico cumpre sua função.

Por exemplo, se determinado paciente se negar a realizar um procedimento, o prontuário de papel serve para resguardar o profissional em caso de ação judicial. O único problema é que se o documento não for encontrado ou sofrer algum dano, ele deixa de ter esse poder comprobatório.

2.     Prontuário Eletrônico de Paciente

Para quem deseja unir praticidade, agilidade e segurança, o Prontuário Eletrônico de Paciente (PEP) é infinitamente mais vantajoso do que o prontuário de papel. Diferentemente do prontuário físico, o prontuário eletrônico não ocupa espaço. Ponto para ele!

Outra vantagem clara é a mobilidade. Com login e senha o médico pode acessar um prontuário no meio de uma viagem, por exemplo. Ou seja, não há barreiras geográficas para a o uso desse recurso. Tudo isso sem comprometer o sigilo, a integridade e segurança das informações no prontuário eletrônico.

Por falar em segurança, essa é uma característica forte dos prontuários de eletrônicos. Desenvolvidos com tecnologia de ponta e sistema de criptografia, os prontuários eletrônicos são significativamente mais seguros.

Eles são protegidos contra panes, deterioração por causa do tempo, umidade, ação de traças, roedores, enchentes e incêndios. Além disso, o risco de perdas, fraudes e falsificações é praticamente inexistente. O prontuário eletrônico é programado para não cair em mãos erradas. Para completar, os backups são diários e automatizados.

Há de se ressaltar que a segurança não para por aí. Prontuários eletrônicos são seguros para os pacientes, pois a documentação armazenada digitalmente evita falhas humanas e equívocos de interpretação, o que melhora a comunicação da equipe multidisciplinar e padroniza as informações. A alta legibilidade, a reunião de informações completas e a consulta facilitada são aspectos que contribuem para que isso ocorra.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Como sinal bastasse, o prontuário eletrônico agiliza processos e facilita a vida dos médicos, enfermeiros, terapeutas, etc. Ele permite que decisões assertivas sejam tomadas sem demora. Com a economia de tempo, o profissional consegue focar no que mais importa: a saúde do paciente. Isso inevitavelmente reflete na qualidade do atendimento prestado e na própria experiência dos pacientes.

O prontuário eletrônico permite, ainda, a integração com diversas funcionalidades, como por exemplo, agendamento online, bulário, controle financeiro, relatório de atendimentos, prescrição digital, entre outras ferramentas capazes de otimizar a prestação de serviços de saúde, seja em consultórios, clínicas ou hospitais.

2.1 Prontuário Eletrônico do Cidadão

O prontuário eletrônico apresenta tantos benefícios, que até o Sistema Único de Saúde reconheceu a sua eficiência e está implantando o PEC, Prontuário Eletrônico do Cidadão.

Essa ferramenta está sendo implantada pelo Governo Federal nas unidades básicas de saúde com a finalidade de integrar as informações médicas dos usuários do SUS.

Através do Prontuário Eletrônico do Cidadão, os médicos podem consultar o histórico clínico do paciente, acessar diagnósticos, verificar atendimentos, checar exames e prescrição de medicações. Além dessas funcionalidades, é possível confirmar se os medicamentos a serem prescritos estão disponíveis na farmácia popular.

Um ponto positivo do PEC é a redução de custos, uma vez que o sistema informatizado de prontuário evita retiradas inadequadas de remédios ou até mesmo a duplicidade na realização de exames.

A diferença do PEC (Prontuário Eletrônico do Cidadão) do SUS para o PEP (Prontuário Eletrônico de Paciente) da rede privada é que o segundo possui mais funcionalidades, além de recursos personalizados no sistema, como por exemplo, a visualização de exames de imagem diretamente do prontuário ou o acesso a protocolos clínicos e outras ferramentas, inclusive gerenciais.

Qual é a melhor opção de prontuário do paciente?

Sem dúvida nenhuma, para atender as demandas atuais da área médica, a melhor opção de prontuário é a alternativa digital. Ela agrega praticidade e segurança aos atendimentos, além de agilizar a rotina em clínicas, consultórios e hospitais.

O custo-benefício é excelente, uma vez que apesar de haver a necessidade de investir no sistema informatizado, ao implantar o prontuário eletrônico uma expressiva economia de tempo e dinheiro é gerada.

Além de reduzir o consumo de papel, com o prontuário eletrônico evitam-se perdas e danos, gastos desnecessários com impressões, pastas, conservação do espaço, mão de obra, material de escritório.

E, por fim, a melhora geral na prestação do serviço tende a proporcionar a satisfação do paciente, que foi assistido com agilidade e sem equívocos comuns quando o prontuário não é eletrônico.

Sabe a letra ilegível de alguns médicos? Ela pode induzir um enfermeiro a ministrar o medicamento errado. Com o prontuário eletrônico isso não acontece.

Agora que você conhece os tipos de prontuário, não resta dúvidas que o prontuário eletrônico é a melhor ferramenta para alavancar seu consultório, certo? Continue acompanhando os artigos do blog para mais artigos sobre esse tema!

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: