Afinal, qual é o papel do marketing de conteúdo para médicos?

Tempo de leitura: 9 minutos

Muito falamos, aqui no blog, sobre a importância de uma estratégia bem delineada de marketing de conteúdo. Em se tratando de Inbound Marketing, uma campanha nesse sentido de fato é imprescindível para a conquista de bons resultados.

Mas e quando o foco são os pacientes e o objetivo é aumentar a credibilidade e a lucratividade de uma clínica ou consultório? Como o marketing de conteúdo funciona na prática? Por que a estratégia é tão recomendada e de que forma é benéfica para profissionais da saúde?

Recapitulando o conceito: o que é o marketing de conteúdo?

Se você não se recorda da definição ou é a primeira vez que entra em contato com o conceito, vamos recapitular: Marketing de conteúdo nada mais é do que o nome dado à estratégia de produzir informações ou conteúdo relevante para um público-alvo, com o objetivo de atrair, educar sobre um determinado assunto, fidelizar ou ainda entreter essa audiência.

A estratégia, nesse sentido, auxilia no processo de compra de um produto ou serviço, possibilitando conquistar novos clientes e reter os antigos. Com a veiculação do conteúdo produzido, a marca em questão consequentemente ganha em visibilidade, autoridade no segmento e credibilidade, posicionando-se como referência perante seu público-alvo e o mercado em geral.

Trata-se, inclusive, de um dos pilares mais importantes do chamado Inbound Marketing, que está ligado a uma nova forma de encarar a venda e o cliente, consolidando-se como uma ótica inovadora de divulgação.

Diferente do jeito outbound de fazer propaganda, o inbound não se foca na empresa, produto ou serviço a ser comercializado, mas nas necessidades e interesses do cliente. É um conceito que se alinha com os hábitos e comportamentos atuais do consumidor, que pesquisa e reflete mais antes de efetuar uma compra ou contratação.

O inbound, assim, atrai os potenciais clientes ao entendê-los, ajudá-los e encantá-los, para só então levá-los a uma decisão final (que é muito mais qualificada, uma vez que esse marketing atrai quem realmente está interessado ou de fato precisa do serviço ou produto em questão).

Para atrair, ajudar, educar e encantar é que a produção de conteúdo relevante – ou campanha de marketing de conteúdo – entra em cena.  

E o marketing de conteúdo para médicos, como funciona?

Ao alinhar o conteúdo produzido e veiculado com as necessidades e interesses do público-alvo, qualquer negócio pode se beneficiar de uma estratégia de marketing de conteúdo. As clínicas e consultórios médicos não ficam, de forma alguma, excluídos dessa lógica.

À parte algumas particularidades, regras e o rigor próprios do exercício da Medicina, que devem ser observados pelo profissional (confira, aqui, um conteúdo bem completo com informações e dicas sobre marketing médico), a ideia a ser colocada em prática é basicamente a mesma.

Nos dias de hoje, é cada vez mais comum que as pessoas busquem informações de saúde na web. Também é natural que prefiram a praticidade e rapidez do agendamento online. Depoimentos e opiniões de pacientes já atendidos, consultórios mais próximos, dicas de saúde e orientações acerca de quando procurar determinado médico: tudo isso pode ser (e é!) facilmente acessado por potenciais pacientes na internet.

Não construir uma presença digital consistente, portanto, é não enxergar que os tempos mudaram. Mais que isso, é perder inúmeros benefícios, possibilidades e consultas agendadas. Site médico, blog vinculado ao site e redes sociais profissionais são ferramentas indispensáveis nesse sentido. Para saber mais e obter dicas fundamentais sobre essas temáticas, não deixe de conferir os artigos a seguir:

No caso do marketing médico, a estratégia do marketing de conteúdo é especialmente interessante pela autoridade que promove ao profissional, que consolida sua imagem ao disponibilizar conteúdo útil e relevante sobre saúde.

Vídeos, infográficos, artigos, e-books, whitepapers, dicas de saúde nas redes sociais: os formatos a serem explorados para disseminar essas informações são inúmeros. O blog (vinculado ao site médico), por sua vez, é um dos canais mais interessantes e indicados para a publicação desse conteúdo.

Dicas de cuidados, bem-estar e qualidade de vida; informações sobre procedimentos e técnicas cirúrgicas e terapêuticas; esclarecimentos sobre sua especialidade: há muito o que explorar como tópico desses conteúdos. É preciso ter em mente o que realmente será útil, interessante e que de fato fará sentido para as pessoas que você pretende atingir.

Focar nas dúvidas recorrentes dos seus pacientes, por exemplo (aquelas acumuladas durante seus anos de experiência com atendimento) é sempre um bom caminho. Para que a estratégia funcione, vale ressaltar, esse conteúdo deve fazer a diferença na vida do público-alvo.

Se você é dermatologista, por exemplo, pode dar dicas de como cuidar da pele e controlar a acne. Um nefrologista pode tratar de uma alimentação que não sobrecarregue o rim, enquanto um pediatra pode criar uma série de blogposts (ou um e-book) com orientações para os pais que têm dúvidas acerca dos cuidados com um recém-nascido. Os benefícios da cirurgia minimamente invasiva podem ser explorados por um cirurgião de cabeça e pescoço que tem na técnica um dos seus principais diferenciais.

Viu como é facilmente aplicável?

O marketing de conteúdo, enfim, é um dos caminhos eficazes para se fazer uma publicidade ética e séria, que priorize mais a qualidade de vida e as necessidades dos seus potenciais clientes do que a divulgação dos seus serviços. Mostrar-se solícito e disponível, para além dos limites do consultório, é a chave! Vale lembrar também que o próprio CFM incentiva a produção e veiculação de conhecimento científicoUma ressalva comum por parte de muitos profissionais é a de que, com a avalanche de conteúdo publicada na web todos os dias, muita informação de saúde sensacionalista e/ou sem fundamento é veiculada (e por vezes viralizada).

Nossa resposta à questão é a seguinte: por que não aproveitar todo esse potencial de viralização (sem falar na facilidade de divulgação) da internet para disponibilizar conhecimento médico sólido, especializado e útil? Por que não conceder caráter público para toda a bagagem acadêmica e empírica acumulada e de quebra construir uma presença de autoridade na sua área de atuação?

Para recapitular a função e os benefícios do marketing de conteúdo para médicos, podemos afirmar que a estratégia:

  • Permite a construção de autoridade no mercado, visto que o médico estará disseminando seu conhecimento e fortalecendo seu status de especialista no assunto;

 

  • Possibilita que o médico se firme como referência na sua especialidade/área de atuação (especialmente na região onde atende), uma vez que o público poderá buscar os canais desse profissional (blog médico, redes sociais) para se informar sobre determinada temática da saúde;

 

  • Aumenta a confiança e a credibilidade do paciente no serviço do médico;

 

  • Impacta no aumento de consultas agendadas e, em consequência, na lucratividade da clínica ou consultório;

 

  • Promove o aumento da visibilidade e o fortalecimento da presença digital do profissional (se for realizado um bom trabalho de divulgação do conteúdo);

 

Dicas rápidas para uma estratégia eficaz

Conheça bem o seu público-alvo

Em outras palavras, saiba bem com quem você está falando. O tom do texto, o nível de complexidade do conteúdo, os assuntos abordados, o problema em questão a ser resolvido pelas informações: tudo isso é imprescindível para uma estratégia de conteúdo eficaz.

O conhecimento do público-alvo também está diretamente atrelado aos objetivos das suas ações de marketing. Quem são suas personas? Que tipo de paciente você pretende atrair? Quais problemas ou procedimentos mais deseja atender e realizar no consultório? Além da atração de público, você também está focado em branding no momento? Planejamento e consistência na ação, mais uma vez, são a chave. Um calendário editorial é sempre uma ferramenta útil nesse quesito.

Não se esqueça da divulgação

Além de manter um ritmo de publicação periódico (quanto mais conteúdo, melhor, mas o mais importante é manter a consistência nas publicações), é preciso empreender o mesmo esforço na correta divulgação desse conteúdo.

Nesse sentido, as redes sociais são excelentes aliadas. Aposte em chamadas atraentes e que despertem a curiosidade do leitor. Newsletters periódicas e e-mail marketing também são canais valiosos para divulgar suas publicações. Vale lembrar que seu calendário editorial, que mencionamos acima, deve contemplar as respectivas datas e estratégias de divulgação.

Crie conteúdos de fácil entendimento pelo público-alvo

Quando se trata de marketing de conteúdo, uma máxima importantíssima é: o conteúdo não é para você, mas para seu cliente! Lembre-se de que as informações não têm como objetivo te agradar ou atingir, mas sim alcançar seus pacientes.

No contexto médico, é ainda mais importante que se tenha esse cuidado: de nada adianta que as informações de saúde possuam um alto teor técnico se não puderem ser úteis e absorvidas pelo leitor. A ideia deve ser ajudar e compartilhar conhecimento prático e valioso para o público, auxiliando-o nas suas dúvidas e problemas do dia a dia.

E então, gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe conosco suas dúvidas e experiências sobre o assunto!

Clicando aqui, saiba também como podemos te ajudar a aplicar uma estratégia eficaz de marketing de conteúdo na sua clínica ou consultório!