Tudo o que você precisa saber antes de adquirir um prontuário eletrônico

prontuário eletrônico

Se você está cogitando adotar o seu primeiro sistema de prontuário eletrônico e substituir de vez a gestão em papel, você vai querer ter certeza de que vai escolher o software médico certo para o seu consultório, não é? Afinal, você não estará apenas comprando um novo software, mas sim adotando uma nova forma de gerenciamento.

Se você é inexperiente com a tomada de decisões de compras importantes para o seu negócio, então você deve procurar ao máximo se informar antes de adquirir um prontuário eletrônico. Então, confira agora tudo o que você precisa saber antes de comprar um software de prontuário eletrônico para o seu consultório. Vamos lá?

O que é o prontuário eletrônico?

Basicamente, o prontuário é um registro completo dos dados e histórico médico do paciente. O prontuário é composto por notas médicas feitas por um médico, enfermeira ou qualquer outro membro da equipe de saúde. Quando bem atualizado, ele oferece informações exatas e completas sobre diagnósticos, medicamentos, planos de tratamento, notas de progresso, resultados de testes e muito mais.

A maneira mais popular de armazenar essas informações é através do prontuário de papel. Entretanto, o sistema de gestão em papel está se tornando cada vez mais ultrapassado, principalmente pelo fato de que apresenta vários riscos, como extravio de documentos, quebra de sigilo e corrosão com o passar dos anos.

E conforme a medicina avançou juntamente com a tecnologia, possibilitando conhecer mais a fundo sobre as doenças e seus respectivos tratamentos, área médica criou o ambiente perfeito para a implementação do prontuário eletrônico do paciente (PEP).

E o que você precisa saber antes de adquirir um software de prontuário eletrônico?

1. Gestão de Documentos

A gestão de documentos é o principal forte do prontuário eletrônico. Embora um software PEP (prontuário eletrônico do paciente) inicialmente seja focado na criação de novos documentos e informações eletrônicas, é importante lembrar que, uma vez que o sistema está configurado, a digitalização dos arquivos de papel será necessária.

Implementar um sistema eletrônico significa que todos os seus arquivos antigos passarão a estar disponíveis no mesmo sistema e ao mesmo tempo em que novos registros estarão sendo criados. Portanto, antes de adquirir um prontuário eletrônico para o seu consultório, é importante descobrir como o sistema lida com esses arquivos e se o fornecedor oferece algum tipo de suporte para a transição inicial.

2. Alertas

Os alertas gerados pelo sistema de prontuário eletrônico se dividem em duas categorias: prescrição e apoio a clínica. Alertas de prescrição alertam os provedores de possíveis medicamentos contraindicados e possíveis reações alérgicas. Já os alertas de apoio à clínica, alertam os provedores sobre exames, consultas e outros compromissos, sempre que se aproximam. É, definitivamente, um recurso e tanto.

Um prontuário eletrônico que oferece esse recurso de alertas pode reduzir drasticamente os erros em um consultório. Então, antes de adquirir um sistema de prontuário eletrônico, é importante verificar se o sistema possui esse recurso.

3. Comunicação

A comunicação pode não parecer tão importante em consultórios menores, mas se você já ficou na dúvida se pediu ou não para alguém fazer alguma coisa, ou quando você pediu, com certeza foi por conta da falta de comunicação.

O prontuário eletrônico é o melhor lugar para começar a melhorar a comunicação do consultório e garantir que o pessoal cumpra suas respectivas tarefas. Então, o que você deve procurar em um prontuário eletrônico para melhorar a comunicação?

A primeira coisa é a facilidade de uso, obviamente. Com um prontuário eletrônico baseado na Web (nuvem), você e sua equipe poderão acessar simultaneamente o sistema de diferentes dispositivos, facilitando assim a comunicação dentro da clínica.

A segunda coisa é o gerenciamento de tarefas. Para gerir melhor sua equipe, é necessário ter uma boa comunicação. Através do recurso de gerenciamento de tarefas, você poderá atribuir tarefas aos seus respectivos responsáveis pelo sistema. As tarefas estarão disponíveis no formato de um checklist e, assim que o responsável completá-la, poderá marcá-la como “concluída” no sistema e ela será automaticamente riscada.

Antes de adquirir um prontuário eletrônico, é importante verificar se a solução que você está interessado possui recursos para facilitar a comunicação com o seu pessoal.

4. Segurança

O acesso ao prontuário eletrônico deve ser definível para limitar ou conceder permissões específicas a determinadas pessoas. Além disso, por ser um software médico baseado na nuvem que, obviamente, oferece acesso a partir de um navegador Web, deve oferecer segurança através da criptografia de dados. Portanto, antes de adquirir um prontuário eletrônico, é importante verificar o quão seguro ele é.

Conclusão – Recapitulando

Como vimos no post, há muitas coisas para avaliar a fim de encontrar o prontuário eletrônico certo para o seu consultório. E os pontos seguintes merecem atenção:

  • Gestão de documentos
  • Alertas
  • Comunicação
  • Segurança

Portanto, antes de adquirir um prontuário eletrônico, por mais que ele pareça irresistível, leve tudo dito aqui em consideração e o avalie detalhadamente!

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Compartilhe este conteúdo:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados

O que achou? Deixe seu comentário!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Já está de saída?

Junte-se a dezenas de milhares de Médicos e receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.

Ao inscrever na nossa newsletter, você está autorizando o iMedicina a enviar conteúdos de seu interesse. Jamais fazemos spam! Confira nossa política de privacidade.

Junte-se a Dezenas de Milhares de Médicos

Receba no seu email os melhores conteúdos sobre gestão, empreendedorismo e marketing em saúde.