Boas práticas em um coworking médico

coworking médico

Um dos principais desafios para médicos recém-formados ou aqueles que não dispõem de tempo para se dedicar integralmente ao seu próprio negócio é montar e gerenciar um consultório. Neste sentido, o coworking médico passa a ser uma excelente alternativa.

Porém, você sabe o que é um coworking? Conhece o seu funcionamento e as boas práticas que precisam ser adotadas? Então, continue a leitura deste artigo. A seguir, responderemos essas e outras dúvidas sobre o tema.

O que é coworking médico?

Já imaginou ter uma espaço para atender aos seus pacientes sem precisar arcar com as diversas despesas de um consultório próprio, tais como, contas de luz, pagamento de funcionários e investimento em equipamentos e móveis?

Parece bom demais para ser verdade, certo? Porém, essa é a proposta de um coworking médico. Esse conceito já está presente em muitos países e, recentemente, chegou ao Brasil, ganhando muitos adeptos.

Trata-se de uma modalidade baseada na ideia de economia compartilhada, onde uma empresa disponibiliza uma infraestrutura completa para utilização pelos profissionais de saúde, sem exigir um grande investimento.

Para quem é indicado?

O coworking médico é uma excelente alternativa para os profissionais recém-formados, pois, podem oferecer conforto aos seus pacientes e prestar um bom atendimento sem a necessidade de investir no próprio espaço.

Da mesma forma, médicos experientes que atuam em hospitais ou clínicas de terceiros, também podem se beneficiar das salas compartilhadas. Como não dispõem de tempo integral para se dedicar a um consultório próprio, é possível utilizar o coworking apenas nos horários desejados.

Ademais, com a pandemia do novo coronavírus e a necessidade de isolamento social, o país enfrenta um momento de dificuldade econômica, com a população reduzindo gastos. Nesta situação, o coworking médico também é indicado, pois, elimina alguns dos custos fixos de um consultório privado.

Como funciona o coworking médico?

Não existe um modelo padrão de funcionamento dos coworking médicos. De modo geral, a principal diferença está na forma de cobrança. Enquanto algumas empresas permitem o pagamento por hora de utilização, outras optam pelas mensalidades fixas.

Ainda, outra característica que distingue os coworkings é a disponibilização de funcionários administrativos ou não, como secretárias e recepcionistas. Além disso, é possível encontrar ambientes mais joviais e coloridos ou escritórios mais sérios e corporativos.

Assim, para utilizar o serviço, basta o médico optar por um coworking, agendar os dias e/ou horários que pretende utilizar e realizar o pagamento, de acordo com o modelo estabelecido pela empresa.

É comum que coworkings médicos ofereçam telefones para agendamento de consultas, sala de espera, cafeteiras e lanchonetes, banheiros, internet Wi-Fi, estacionamento, salas de reunião e armários individuais.

Então, agora você já conhece o modo de funcionamento de um coworking médico e sabe para qual público ele é indicado. Desse modo, existem algumas boas práticas que você precisa seguir ao utilizar esses espaços compartilhados. Vamos a elas.

Conheça as boas práticas de um coworking médico

Por ser um novo conceito ao qual não estamos acostumados e ser um ambiente de uso coletivo, é necessário adotar hábitos que favoreçam a convivência com outros colegas e que também ajudem você a se adaptar à ideia.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Neste sentido, é comum que as empresas criem e disponibilizem um manual de boas práticas ao utilizar um coworking médico. A seguir, conheça algumas das orientações mais importantes que separamos para você.

Enxergar o coworking como local de trabalho fixo

O coworking traz uma ideia diferente do que os médicos estão acostumados e, por isso, é preciso mudar a mentalidade e buscar a melhor adaptação possível. Para isso, o primeiro passo é entender que o espaço compartilhado é o seu novo local de trabalho.

Ainda, como nem sempre é possível utilizar a mesma sala do coworking ou até mesmo seja necessário mudar de franquia, estabelecer uma rotina não é uma tarefa fácil. Porém, é necessário pensar que, mesmo com toda a transitoriedade, o coworking é o seu local fixo para atendimento dos pacientes.

Além disso, o espaço não precisa ser apenas para prestar atendimento. Você pode utilizá-lo também para estudar, para laudar exames, fazer reuniões e outras atividades que faria se estive no seu próprio consultório.

Optar por locais com mais interação entre profissionais 

Em razão da grande oferta de espaços disponíveis, nem sempre é fácil encontrar o ambiente mais adequado para suas necessidades. Entretanto, uma dica preciosa é: escolha coworkings que favoreçam a interação com outros colegas de profissão.

Ainda, o compartilhamento de custos não é a única ideia central de um ambiente nesses moldes. O conceito também surgiu com a proposta de promover o netowrking e ampliar as relações profissionais. Por isso, você não deve se isolar ao utilizar esses espaços.

Pelo contrário, separe momentos do seu dia para socializar com outros membros do coworking, trocar informações sobre pacientes e diagnósticos, tirar dúvidas e formar parcerias. Essa atitude possibilita não só o seu crescimento profissional, mas também pode gerar a indicação de novos pacientes.

Optar por coworking médico com flexibilidade de horário

Diferente de outras profissões, os médicos não possuem um horário de trabalho pré-estabelecido e nem uma carga horária padrão. Desse modo, é importante contar com um coworking que se encaixe nas suas necessidades.

Ainda, uma boa alternativa é optar por locais que não exijam a seleção de um período fixo para utilização. Assim, você tem uma flexibilidade maior para usar o espaço e atender aos seus pacientes.

Outra recomendação é escolher coworkings que possibilitam o uso de outras unidades sem cobrar taxas extras. Com isso, você favorece o paciente, que não precisa realizar longos deslocamentos para se consultar.

Ser educado e cordial com outros coworkers

O coworking médico é um ambiente compartilhado por vários profissionais. Por isso, é de extrema importância adotar comportamentos que favoreçam a boa convivência e não prejudique o trabalho de ambas as partes. Neste sentido, confira algumas dicas para manter um bom relacionamento com seus colegas:

  • sempre utilizar fones de ouvido;
  • ao falar ao telefone, modere o tom de voz;
  • não prestar atendimento nas áreas de uso comum;
  • manter os refeitórios ou cozinhas limpos e arrumados;
  • evite descumprir os horários de utilização;
  • seja cordial com funcionários e outros membros do coworking;
  • não monopolize as tomadas do local;
  • evite o uso de produtos com aromas intensos, como perfumes ou odorizantes.

Dessa maneira, ao seguir essas orientações, você está fazendo sua parte e conseguirá extrair o máximo do local, além de ser visto como um bom colega de trabalho. Então, considere suas necessidades e escolha o local que mais oferece recursos para atendê-las.

Ainda, os coworkings médicos já são uma realidade e estão se tornando uma tendência no Brasil. Ademais, utilizar esses espaços possibilita uma considerável ampliação da sua rede de contatos, conhecendo especialistas das mais variadas áreas.

Por fim, após a leitura deste artigo, você conheceu tudo o que precisava a respeito dos coworking médicos, tendo as informações necessárias para escolher os melhores locais e manter um bom ambiente de trabalho.

Quer saber mais sobre temas essenciais para o crescimento do seu negócio? Continue navegando pelo Blog iMedicina.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: