Consultório médico: 7 sinais que você está errando o foco

Consultório médico

Manter os processos bem-definidos dentro do consultório médico é fundamental para uma gestão eficiente.

É bem verdade que há muitas demandas para serem resolvidas ao longo do dia, mas é importante que você esteja atento para não cometer erros que podem comprometer a sua permanência no mercado.

Manter o foco total nos pacientes para crescer com sustentabilidade é uma regra indispensável e que todo consultório deve seguir. O problema é que, em razão dos seus compromissos diários, os profissionais nem sempre dão a atenção devida a alguns sinais que podem alertá-lo de que algo não está certo.

Para ajudar você a identificar esses sinais, listamos os 7 mais comuns. Confira!

Quais os sinais que mostram que você está errando o foco?

Nem sempre é possível acertar em todas as nossas decisões. No entanto, se você consegue identificar gargalos que comprometem o desenvolvimento sustentável de seu consultório médico, é possível traçar estratégias de melhorias que vão de encontro à satisfação dos seus pacientes.

Conheça, a seguir, os 7 sinais de que você está errando o foco!

1. Não conhecer bem os pacientes

Conhecer os seus pacientes é essencial para prestar um atendimento de qualidade. Nesse momento, você precisa despender tempo para ouvi-los mais e, então, ficar a par de tudo que está relacionado à saúde e ao bem-estar dele.

Isso fará com que você tenha mais informações importantes para propiciar um diagnóstico mais preciso. Além disso, pode acontecer de o paciente precisar de alguma intervenção médica de urgência. Ao conhecê-lo, você saberá exatamente como agir, quais medicamentos podem ser ministrados etc.

Não se preocupe com o que o seu paciente achará de tantas perguntas sobre seu estado de saúde e hábitos saudáveis. Ele não ficará incomodado com isso, muito pelo contrário. Ele sentirá que você se importa com o bem-estar dele e ficará mais confiante no seu trabalho.

2. Não ter uma cultura de relacionamento

O relacionamento com o paciente é tão importante quanto qualquer outra estratégia de marketing médico que você usar. Isso porque de nada adianta fazer campanhas incríveis e, ao chegar no consultório médico, o paciente se deparar com um atendimento precário e que deixa a desejar em todos os sentidos.

Nesse sentido, estabelecer uma cultura de relacionamento que visa demonstrar ao paciente o quanto você se preocupa em ajudá-lo a superar os seus problemas é fundamental para fazer com que ele confie cada vez mais no seu trabalho, e o melhor: indique-o para seus amigos e familiares.

Quando isso acontece, além de aumentar a fidelização de pacientes, você também tem a oportunidade de atrair mais pessoas para o seu consultório.

3. Não realizar pesquisas de qualidade

Entender o comportamento dos seus pacientes e saber o que eles pensam a respeito do seu consultório médico é algo indispensável para o seu crescimento profissional.

Nesse sentido, é importante investir em pesquisas de qualidade, que apontarão falhas na sua gestão e, inclusive, no atendimento, que fazem com que o paciente não tenha interesse em voltar a consultar com você.

Prontuário Eletrônico GratuitoPowered by Rock Convert

Identificados os problemas, fica mais fácil de colocar em prática ações que visam melhorar o relacionamento com o paciente e, com isso, incentivá-lo a retornar para ter uma melhor experiência.

Muitas vezes, as críticas são extremamente valiosas para fazer com que o seu serviço seja melhorado e mais valorizado futuramente.

4. Não ter bons parâmetros para medir a qualidade do atendimento

Entender o que tem influenciado a qualidade do atendimento da sua clínica é muito importante para garantir a fidelização dos seus pacientes. Nesse momento, você deve fazer uso de alguns indicadores importantes, como:

  • pacientes agendados que não comparecem: para evitar essa situação, é sempre interessante entrar em contato antes da consulta para confirmar a presença do paciente. Caso ele desista, seja por qualquer motivo, você pode encaixar outro paciente no mesmo horário e evitar a perda de receita;
  • tempo médio de atendimento: monitore o tempo de atendimento de cada paciente, incluindo procedimentos realizados pelos seus colaboradores. Dessa forma, você pode otimizar o agendamento das consultas e reduzir o tempo de espera.

5. Não investir em tecnologia

A tecnologia tem feito com que até mesmo pequenos consultórios médicos tenham a oportunidade de aumentar o número de suas consultas. Isso porque o investimento em inovação chama a atenção dos pacientes, fazendo com que eles sintam o desejo de conhecer o seu trabalho.

Com o uso de softwares médicos seguros, você tem a oportunidade de centralizar todas as informações do consultório em um único lugar. Como as funcionalidades são todas integradas, a qualidade do atendimento melhora e, consequentemente, a satisfação do paciente também.

6. Não ter uma boa organização financeira

O setor financeiro é a base de um consultório médico. Quando bem administrado, é possível ter recursos suficientes para arcar com todos os compromissos mensais e, ainda, investir na expansão do consultório e no uso de tecnologias que ajudarão a otimizar a gestão.

Por outro lado, há também aqueles que não dão a atenção devida para a gestão financeira e, com isso, acarretam sérios problemas por gastarem mais do que ganham, não pagarem corretamente os direitos dos funcionários, negligenciarem os pagamentos de impostos etc.

Isso não pode acontecer. Sendo assim, é importante que você faça um bom controle do seu fluxo de caixa, separando as receitas e despesas para averiguar quais são os problemas que impedem o seu consultório de crescer.

7. Não atender às necessidades dos seus colaboradores

Ninguém consegue ser produtivo o tempo todo. Por isso, é importante que você esteja atento às necessidades dos seus colaboradores.

Muitas vezes, o que mais prejudica a produtividade de uma equipe é o clima organizacional. Um ambiente de trabalho pesado faz com que os colaboradores trabalhem estressados e, ainda, aumentem os retrabalhos por causa da falta de atenção e dedicação.

Assim como você pesquisa a satisfação dos seus pacientes, também é importante observar quais são as necessidades dos seus colaboradores. Dessa forma, você pode criar ações que os incentivem a se dedicar mais e “vestir a camisa” do consultório.

Conclusão

Ao identificar o que tem impedido o seu consultório médico de crescer, você poderá se reunir com o seu time e analisar quais são os pontos de melhoria que contribuem para ter um consultório mais receptivo e motivador. Toda ideia é bem-vinda.

Faça com que os colaboradores expressem suas opiniões com sinceridade e filtre aquilo que achar mais interessante para colocar em prática.

Gostou das dicas? Continue navegando em nosso blog para aprender mais sobre gestão de clínicas e consultórios.

metodologia imedicinaPowered by Rock Convert

Deixe seu
comentário

Compartilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email
Share on twitter
Share on linkedin

Assuntos
Mais Procurados

Clínicas Digitais | Conheça o Livro
iMedicina Software Gratuito - Conheça!

Ainda não encontrou
o que buscava?

Método iMedicina

O iMedicina é uma das 10 Maiores Empresas de Tecnologia da Área de Saúde do Brasil, segundo a Distrito.me

Auxiliamos Profissionais de saúde nos 3 Pilares Fundamentais que precisam para prosperar na carreira: